Marlone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Marlone
Informações pessoais
Nome completo Jonathan Marlone Azevedo da Silva
Data de nasc. 2 de abril de 1992 (25 anos)
Local de nasc. Augustinópolis, (TO), Brasil
Altura 1,80 m
Destro [1]
Informações profissionais
Clube atual Corinthians
Número 92
Posição Meia
Clubes de juventude
2006–2012 Vasco da Gama
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2012–2013
2014
2015
2015
2016–
2017–
Vasco da Gama
Cruzeiro
Fluminense
Sport
Corinthians
Atlético Mineiro (emp.)
00043 000(4)
00030 000(1)
00014 000(0)
00035 000(3)
00050 000(9)
00019 000(3)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 9 de abril de 2017.

Jonathan Marlone Azevedo da Silva, mais conhecido como Marlone (Augustinópolis, 2 de abril de 1992) é um futebolista brasileiro que atua como meia. Atualmente, joga pelo Atlético Mineiro, emprestado pelo Corinthians.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Categorias de base[editar | editar código-fonte]

Ainda criança Marlone manifestou seu desejo de ser jogador de futebol, e seu pai adotivo o incentivou a perseguir seu sonho, matriculando-o em uma escolinha de futebol em sua cidade natal e depois levando o garoto para fazer um teste no Cruzeiro.[2] Apesar de aprovado, Marlone não pode ficar no clube mineiro em função de sua pouca idade. Aos 12 anos de idade foi aprovado na peneira do Vasco da Gama e passou a integrar as divisões de base do clube.[3] Foi um período difícil na vida dele, pois morava longe e só conseguia visitar a família uma vez por ano,[3] chegando mesmo a passar fome.[4][5] Entretanto, conseguiu suportar as adversidades e foi ganhando maturidade, começando a chamar a atenção em 2011, quando se destacou na Copa São Paulo[6] e, no ano seguinte, na Copa do Brasil Sub-20.[7]

Em agosto de 2012 foi finalmente promovido ao elenco profissional pelo então técnico da equipe, Marcelo Oliveira. Na ocasião, declarou:[8]

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Seu primeiro jogo como profissional foi no dia 6 de Outubro de 2012, contra o Atlético Goianiense, partida em que o Vasco venceu por 1 x 0.[9] Ao longo daquele Campeonato Brasileiro, atuaria ainda em mais oito oportunidades, encerrando a temporada como titular da equipe cruzmaltina.[10]

Embora tenha terminado o ano de 2012 muito bem cotado, Marlone foi pouco aproveitado durante o campeonato carioca de 2013.[10] A afirmação veio a partir do segundo semestre, quando se tornou um dos destaques do time na Copa do Brasil e, principalmente, no Campeonato Brasileiro, onde se tornou a principal estrela do time na luta contra o rebaixamento.[10][11]

Ao final da temporada, embora o Vasco não tivesse atingido seu objetivo de se manter na elite do futebol nacional, Marlone viu seu futebol ser muito valorizado e passou a ser assediado por vários clubes.[11] O Vasco da Gama ainda tentou segurá-lo, propondo um salário maior,[12] mas o atleta acabou se transferindo para o Cruzeiro em uma negociação que envolveu um grupo de investidores.[13]

No total, Marlone atuou 43 jogos com a camisa do Vasco e marcou 4 gols.[10] Uma vez acertada a transferência, e depois de quase 10 anos no clube, Marlone declarou:[14]

Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

No Cruzeiro, Marlone chegou como um novato em uma equipe já montada, que acabara de conquistar o Campeonato Brasileiro, e não conseguiu espaço em um time que contava com estrelas como Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart.[15] Assim, foi pouco aproveitado ao longo do ano e acabou rescindindo seu contrato ao final da temporada.[16] De qualquer forma, no clube mineiro Marlone conquistou seus dois primeiros títulos como jogador profissional: campeão mineiro e campeão brasileiro.

No total, atuou em 30 jogos pelo Cruzeiro em certames oficiais, e marcou apenas um gol.[1]

Fluminense[editar | editar código-fonte]

Ainda em 2014 acertou com o Fluminense, onde se reencontrou com o técnico Cristóvão Borges, que havia sido seu treinador no Vasco da Gama.[17] Entretanto, o jogador também foi pouco utilizado no clube e teve poucas oportunidades de atuar.[18]

No Fluminense, atuou em apenas 14 jogos de certames oficiais e não marcou nenhum gol.[1] Do total de jogos pelo clube carioca, 13 foram pelo Campeonato Carioca e apenas 1 pelo Campeonato Brasileiro. Curiosamente, a única partida que disputou pelo Fluminense no certame nacional foi justamente contra o Sport, que anunciaria sua contratação logo em seguida.

Sport[editar | editar código-fonte]

Apesar de hesitar em liberar Marlone, a diretoria do Fluminense acabou atendendo ao pedido do próprio jogador,[19] e o grupo de investidores que detinha os direitos federativos do atleta acertou um contrato com o Sport até o final da temporada de 2015.[20] Tendo sido uma indicação de treinador do clube, Eduardo Baptista, Marlone aceitou a transferência para o Sport justamente pela perspectiva de ter mais oportunidades de atuar como titular e, para acertar com o novo clube, abriu mão de um valor expressivo que ainda tinha direito de receber do Fluminense.[18]

Sua aposta foi muito bem sucedida, pois se destacou bastante na excelente campanha do Sport no Campeonato Brasileiro daquele ano, sempre atuando como titular absoluto do time e conseguindo excelente entrosamento com seus companheiros de equipe, especialmente o centroavante André.[15] Depois do ótimo campeonato, e sabendo que não permaneceria no clube por mais tempo, Marlone despediu-se de companheiros e funcionários do Sport publicando um agradecimento em uma rede social:[21]

Com a camisa do Sport Marlone contabilizou 35 jogos, 3 gols e 8 assistências.[1]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

Ao final da temporada de 2015 as boas atuações de Marlone com a camisa do Sport voltaram a despertar o interesse do Corinthians, que já demonstrara em outras ocasiões o desejo de contar com o jogador em seu time.[22] O anúncio oficial de sua contratação pelo clube foi realizado em 21 de dezembro de 2015,[23] quando Marlone afirmou:[24]

Em 18 de janeiro de 2017, no primeiro jogo do Corinthians no ano, Marlone faz o segundo gol corintiano de 2017, ajudando o clube se classificar para a final da Florida Cup de 2017. No dia 21 de janeiro jogou a final contra o arquirival São Paulo. O Corinthians perdeu por 4-3 nas penalidades máximas, após o empate de 0-0 no tempo real, perdendo o título do torneio e levando a vice-liderança.

Jogos pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Corinthians.

Atlético Mineiro[editar | editar código-fonte]

No dia 23 de março de 2017, acertou sua ida para o Atlético Mineiro por empréstimo, até o final de 2017.[25]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 9 de abril de 2017.[1]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais
Outras
competições
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Vasco da Gama 2012 9 0 9 0
2013 26 3 3 1 5 0 34 4
Total 35 3 3 1 5 0 43 4
Cruzeiro 2014 13 0 5 0 3 0 9 1 30 1
Total 13 0 5 0 3 0 9 1 30 1
Fluminense 2015 1 0 0 0 0 0 13 0 14 0
Total 1 0 0 0 0 0 13 0 14 0
Sport 2015 30 3 1 0 4 0 35 3
Total 30 3 1 0 4 0 35 3
Corinthians 2016 24 6 4 0 2 2 8 0 38 8
2017 0 0 3 0 0 0 9 1 12 1
Total 24 6 7 0 2 2 17 1 50 9
Atlético Mineiro 2017 0 0 0 0 0 0 2 1 2 1
Total 0 0 0 0 0 0 2 1 2 1
Total na carreira 102 12 16 1 9 2 46 3 174 18

Indicação ao Puskás[editar | editar código-fonte]

No dia 21 de novembro de 2016, Marlone foi um dos 10 indicados ao prêmio da FIFA que elege o gol mais bonito do ano[26] (Prêmio Puskás), tendo como alguns dos concorrentes dois dos jogadores indicados ao prêmio de melhor jogador do mundo: Neymar e Messi. Estando agora na final do prêmio.

O gol que concorreu ao prêmio foi marcado no jogo Corinthians x Cobresal pela Taça Libertadores da América 2016.[27] Mas acabou ficando em segundo lugar, com 22,86% dos votos válidos.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama
Cruzeiro
Atlético Mineiro

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Vasco da Gama

Referências

  1. a b c d e Perfil de Marlone no site O Gol
  2. «Pai de Marlone relembra primeiro teste no Cruzeiro e aprovação no Vasco». SporTV. 23 de dezembro de 2015. Consultado em 25 de dezembro de 2015 
  3. a b «Marlone fala sobre as dificuldades do início de carreira: 'Ficava sozinho. Chorava demais'». Fox Sports. 11 de agosto de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  4. «Marlone revela que passou fome na base do Vasco: 'Ia buscar comida no lixo'». Fox Sports. 11 de agosto de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  5. «Após revelação sobre fome, pai de Marlone diz: 'Só oferece o básico'». Globo Esporte. 22 de agosto de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  6. «Nos 114 anos, Vasco olha para raízes e promove juniores». Jornal Extra. 21 de agosto de 2012acessadoem=26 de dezembro de 2015  Verifique data em: |data= (ajuda)
  7. «Com golaço de Marlone, Vasco estreia com vitória na Copa do Brasil sub-20». Yahoo! Esportes. 2 de outubro de 2012. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  8. «Promovido ao elenco profissional, Marlone diz realizar um sonho». SuperVasco. 28 de agosto de 2012. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  9. «De Felipe para Juninho, Vasco fura retranca do Atlético-GO e Embala». Globo Esporte. 6 de outubro de 2012. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  10. a b c d «Marlone: a trajetória do novo reforço do Cruzeiro como profissional do Vasco». Uai, o Portal dos Mineiros. 18 de dezembro de 2013. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  11. a b «Cruzeiro anuncia contratação do meia Marlone, ex-Vasco da Gama». Jovem Pan. 17 de dezembro de 2013. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  12. «Vasco tenta reajustar salário de Marlone e proteger de assédio interno». Globo Esporte. 5 de novembro de 2013. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  13. «Destaque do Vasco, Marlone acerta com o Cruzeiro». Jornal "O Estado de São Paulo". 17 de dezembro de 2013. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  14. «Reforço do Cruzeiro, Marlone diz: 'Vasco teve chances para me manter'». Globo Esporte. 17 de dezembro de 2013. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  15. a b «Assistências dão credenciais para Marlone ser titular do Corinthians». Globo Esporte. 22 de dezembro de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  16. «Pouco aproveitado, Marlone rescinde contrato com o Cruzeiro». UOL Esportes. 8 de dezembro de 2014. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  17. «Marlone passa nos exames, almoça nas Laranjeiras e será apresentado pelo Fluminense». Jornal "O Globo". 23 de dezembro de 2014. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  18. a b «Para jogar no Sport, Marlone abre mão de quase meio milhão do Fluminense». Globo Esporte. 16 de junho de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  19. «Marlone consegue liberação do Flu e vai defender o Sport até o fim do ano». Globo Esporte. 10 de junho de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  20. «Sport anuncia contratação de André, ex-Atlético-MG, e oficializa Marlone». Globoesporte.com. 10 de junho de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  21. «Perto do Corinthians, Marlone usa rede social para se despedir do Sport». Globo Esporte. 16 de dezembro de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  22. «Próximo de acerto com o Corinthians, Marlone é alvo do clube pela 3ª vez». Globo Esporte. 16 de dezembro de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  23. «Corinthians acerta contratação de Marlone; vínculo será de quatro anos». Globo Esporte. 21 de dezembro de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  24. «Marlone fala pela 1ª vez como jogador do Corinthians: "pretendo honrar a camisa"». Jovem Pan. 21 de dezembro de 2015. Consultado em 26 de dezembro de 2015 
  25. «Atlético acerta contratação de Marlone». atletico.com.br. 23 de março de 2017. Consultado em 23 de março de 2017 
  26. «Corintiano concorre por voleio contra o Cobresal, na Libertadores. Três gols foram marcados em 2015, mas após fechamento da lista passada, incluindo o de Neymar». 21 de novembro de 2016. Consultado em 21 de novembro de 2016 
  27. «E aí, qual foi o mais bonito? Confira os 10 gols indicados para o Prêmio Puskás». Corintiano concorre por voleio contra o Cobresal, na Libertadores. Três gols foram marcados em 2015, mas após fechamento da lista passada, incluindo o de Neymar. GloboEsporte.com. 21 de novembro de 2016. Consultado em 21 de novembro de 2016 


Ligações Exterenas[editar | editar código-fonte]