Luan Michel de Louzã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luan
Luan
Informações pessoais
Nome completo Luan Michel de Louzã
Data de nasc. 21 de setembro de 1988 (27 anos)
Local de nasc. Araras, (SP), Brasil Brasil
Altura 1,86 m[1]
Canhoto
Informações profissionais
Clube atual Brasil Palmeiras
Posição Atacante
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2007
2008–2009
2010
2010–
2013-2014
2015
Brasil União São João
Brasil São Caetano
França Toulouse
Brasil Palmeiras
Brasil Cruzeiro (emp.)
=Emirados Árabes Unidos Al Sharjah (emp.)
0014 0000(6)
0067 000(21)
0019 0000(1)
0115 000(23)
0033 0000(5)
0003 0000(1)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 22 de dezembro de 2015.

Luan Michel de Louzã, mais conhecido como Luan (Araras, 21 de setembro de 1988), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Palmeiras.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início da Carreira[editar | editar código-fonte]

Depois de iniciar a carreira profissional em 2007 no União São João, Luan jogou pelo São Caetano entre 2008 e 2010, quando foi vendido ao Toulouse, da França. No mesmo ano, foi emprestado pela equipe francesa ao Palmeiras, inicialmente até o segundo semestre de 2011.[2]

Palmeiras palestra[editar | editar código-fonte]

2011[editar | editar código-fonte]

Em 2011, Luan foi um dos jogadores mais criticados pela torcida pela falta de gols, já que era um atacante. Porém, Luan ajudava na marcação e era peça importante na tática do técnico Felipão.[3]

A partida em que foi mais criticado foi na derrota para o Coritiba por 6 a 0 na Copa do Brasil. Os muros do Palestra Itália foram pichados com protestos que eram diretamente contra Luan e Rivaldo e uma especie de garrafa incendiaria foi jogada em seu carro, mas apenas quebrou o vidro.[4]

Luan voltou a marcar no Brasileirão e seus gols foram importantes, tanto em vitórias ou empates no campeonato. Um exemplo foi na goleada sobre o Avaí no Canindé por 5 a 0, em que marcou dois gols, que levou o Palmeiras à vice-liderança da competição.[5]

Mesmo assim, continuou a ser questionado pela torcida, que, de brincadeira, o apelidou de Luanel Messi, principalmente no twitter. Luanel Messi é paródia ao craque argentino Lionel Messi.[6]

Em 2 de agosto de 2011, o Palmeiras adquiriu 100% dos direitos federativos de Luan, e assinou novo contrato até o meio de 2016.[7]

2012[editar | editar código-fonte]

Em 2012, Luan foi campeão pelo alviverde da Copa do Brasil de 2012, que marcou a primeira conquista nacional do Palmeiras em 12 anos. Na decisão, disputada contra o Coritiba, o atacante jogou o final da partida contundido e mancando, já que a equipe já havia feito as três substituições possíveis. Tal atitude foi reconhecida pela torcida alviverde como um feito de garra do jogador[8] . Fez, no entanto, no mesmo ano, parte do elenco que rebaixou o Palmeiras para a Série B do Campeonato Brasileiro[9] .

2013[editar | editar código-fonte]

Estreou em 2013 com o Palmeiras no jogo contra o Bragantino em 20 de janeiro, em um empate por 0 a 0, no Estádio do Pacaembu, válido pelo Campeonato Paulista[10] [11] . Na ocasião, foi bastante vaiado pela torcida e não descartou abandonar o clube. Na rodada seguinte, contra o Oeste, em 23 de janeiro, Luan, apesar de ter anotado um dos gols da vitória palmeirense por 3 a 1, foi novamente vítima da insatisfação dos torcedores, que, mais uma vez, vaiaram-no. O jogador, no entanto, ao ser questionado pelos repórteres, apenas exaltou o triunfo alviverde.[12] Marcou um gol em 27 de janeiro, aos 44 minutos do segunto tempo contra o Penapolense mas sua equipe acabou perdendo o jogo por 3 a 2.[13]

Cruzeiro[editar | editar código-fonte]

Não aguentando mais ser hostilizado no Palmeiras, Luan pediu para ser negociado. Depois de ter se aproximado do Internacional[14] , o atacante acabou fechando com o Cruzeiro, que cederá aos paulistas os volantes Marcelo Oliveira e Charles. Já em Belo Horizonte contribuiu na campanha do título brasileiro fazendo 3 gols na vitória sobre o São Paulo, que colocou o time na liderança do campeonato. Foi Campeão Brasileiro (2013) e Campeão Mineiro (2014) e no time celeste também, Luan foi utilizado como lateral esquerdo pelo treinador Marcelo Oliveira.

Volta ao Palmeiras[editar | editar código-fonte]

Depois de passar pelo Al-Sharjah, ele voltou de empréstimo ao Palmeiras, onde será reintegrado ao elenco em 2016. Fez parte do elenco campeão da Copa do Brasil (2015), apesar de não ter participado de nenhuma partida.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Brasil Palmeiras
Brasil Cruzeiro

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.