Araras (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Araras
  Município do Brasil  
Vista do centro da cidade
Vista do centro da cidade
Símbolos
Bandeira de Araras
Bandeira
Brasão de armas de Araras
Brasão de armas
Hino
Lema Pelo Bem da Pátria
Gentílico ararense
Localização
Localização de Araras em São Paulo
Localização de Araras em São Paulo
Araras está localizado em: Brasil
Araras
Localização de Araras no Brasil
Mapa de Araras
Coordenadas 22° 21' 25" S 47° 23' 02" O
País Brasil
Unidade federativa São Paulo
Região metropolitana Piracicaba
Municípios limítrofes Norte: Leme;
Sul: Limeira, Cordeirópolis, Engenheiro Coelho;
Leste: Artur Nogueira, Mogi-Guaçu, Conchal;
Oeste: Santa Gertrudes, Rio Claro e Corumbataí
Distância até a capital 174 km
História
Fundação 15 de agosto de 1862 (160 anos)
Administração
Prefeito(a) Pedro Eliseu Filho[1] (PSDB, 2021 – 2024)
Características geográficas
Área total [2] 644,831 km²
População total 132 934 hab.
Densidade 206,2 hab./km²
Clima tropical de altitude (Cwa)
Altitude 629 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (|data_idh = PNUD/2010[3]) 0,858 muito alto
PIB (IBGE/2014[4]) R$ 4 431 291,000 mil
PIB per capita (IBGE/2014[4]) R$ 34 711,39
Sítio araras.sp.gov.br (Prefeitura)
Praça Barao de Araras
Vista parcial do centro de Araras a partir da Av. Maria Aparecida Muniz Michielin, zona norte da cidade.

Araras é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º21'25" sul e a uma longitude 47º23'03" oeste, estando a uma altitude de 646 metros. Segundo o IBGE 2018, sua população era estimada em 132.934[5] habitantes.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação[editar | editar código-fonte]

A fundação da cidade é atribuída aos irmãos Bento de Lacerda Guimarães , barão de Araras, e José Lacerda Guimarães, barão de Arari, originários de Itatiba. As primeiras residências da região surgiram em suas terras por volta de 1862, mas foi a doação de parte da Fazenda São Joaquim (no Município de Limeira) - propriedade que pertence até hoje a seus descendentes, que permitiu a construção da capela que mais tarde se tornaria a Igreja Nossa Senhora do Patrocínio da cidade, em 15 de agosto de 1862. O nome "Araras" foi escolhido em referência ao nome do rio que corta a cidade, e também devido ao grande número dessa ave que havia na região.

Formação Administrativa[editar | editar código-fonte]

Distrito criado com a denominação de Araras, pela Lei Provincial n.º 42, de 12 de julho de 1869, subordinado ao município de Limeira.

Elevado à categoria de vila com a denominação de Araras, pela Lei Provincial n.º 29, de 24 de março de 1871, desmembrado de Limeira. Sede no antigo distrito de Araras. Constituído do distrito sede. Instalado em 7 de janeiro de 1873.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Araras, pela Lei Provincial n.º 27, de 2 de abril de 1879.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído do distrito sede.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Século XIX[editar | editar código-fonte]

Com a doação do terreno, em 15 de agosto de 1862, foi lançada a pedra fundamental para a construção da igreja. Embora nessa data já houvesse núcleos habitacionais, foi só em 24 de março de 1871 que a paróquia foi elevada à categoria de vila, graças à lei provincial n.º 29, publicada nesta data. A data é comemorada como o aniversário do município. Só em 1879 o povoado foi considerado cidade e em 1892 foi instalada a comarca.

Colheita na Fazenda Santa Gertrudes, em Araras,na época do desenvolvimento da cafeicultura no país.

Seguindo tendência da época, a cafeicultura alavancou o desenvolvimento da região, inicialmente baseada na mão de obra escrava. No final do século XIX, a massiva imigração europeia trouxe a Araras uma enorme quantidade de italianos. Antecipando-se à própria Lei Áurea, Araras foi uma das primeiras cidade brasileiras a abolir oficialmente a escravidão, em 8 de abril de 1888.

Século XX[editar | editar código-fonte]

Logo no início do século XX, a cidade também foi pioneira numa das primeiras comemorações ecológicas do país, a Festa das Árvores, em 7 de junho de 1902. Também foi nessa época que se iniciou a atividade que atualmente ainda movimenta a maior quantidade de divisas na cidade: a monocultura de cana-de-açúcar. Inicialmente, o cultivo era voltado para a produção de açúcar, mas hoje a maior parte das colheitas são destinadas à produção de etanol (álcool combustível).

A instalação da primeira fábrica da Nestlé no Brasil foi em Araras, em 1921, sendo, à época, a segunda maior, menor apenas do que a sede em Vevey, Suíça. Até hoje, a multinacional suíça representa um dos maiores contribuintes para as receitas do município, além de criar muitos empregos.

Com a modernização do país na década de 1950, Araras foi mais uma vez pioneira e inovadora e, após muitos anos figurando apenas como uma pequena cidade do interior de São Paulo, a cidade foi eleita por dois anos consecutivos como o município de maior progresso no Brasil (1954 e 1955).

Em 2012, Araras completou 150 anos de fundação e 145 anos de emancipação político-administrativa. Em comemoração as datas, a 25 de março de 2012 a Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto apresentou-se na cidade. O evento reuniu mais de 7 mil pessoas na Praça Barão de Araras e Largo da Basílica.[6]

Instabilidade política[editar | editar código-fonte]

A cidade de Araras sofreu uma grande instabilidade política em 2 eleições. Na primeira, ocorrida no ano de 2008, foi eleito prefeito Pedrinho Eliseu Filho (PSDB), que logo mais perderia seu cargo de chefe do executivo. Assim, assumiu a prefeitura o presidente da câmara municipal, na época Dr. Nelson Dimas Brambilla, que foi reeleito nas eleições de 2012.

Nas eleições de 2016, mesmo sabendo que não poderia participar da eleição devido a Lei da Ficha Limpa, o candidato cassado em 2009 concorreu à prefeitura, vencendo com 42% dos votos, mas teve o registro de candidatura cassado dois meses após a eleição[7]. Pedrinho Eliseu Filho assumiu o cargo, amparado por uma liminar, mas um ano e 4 meses depois, em maio de 2018, a liminar concedida pelo ministro Gilmar Mendes foi derrubada pelo Tribunal Superior Eleitoral e assim foi convocada uma eleição suplementar no dia 28 de outubro de 2018, que elegeu Júnior Franco do Democratas como prefeito.[8][9]

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Transportes[editar | editar código-fonte]

Transporte Ferroviário

O município de Araras era cortado em grande parte pelo Ramal de Descalvado[10] da antiga Companhia Paulista de Estradas de Ferro, um importante ramal ferroviário que o ligava às cidades de Cordeirópolis e Descalvado. Esse ramal foi por muitos anos um dos principais escoadores da produção cafeeira e leiteira da região, lhe garantindo grandes impulsos econômicos desde sua inauguração em 1877.

O transporte de passageiros no ramal ferroviário esteve em operação até o ano de 1977, quando foi desativado. O transporte de cargas também seria desativado logo posteriormente, porém um trecho da ferrovia era utilizado pela marca Nestlé, que detinha uma fábrica ao lado da Estação Ferroviária da cidade, onde descarregava óleos combustíveis até 1990. Durante toda a década de 90, o ramal ferroviário permaneceu abandonado, apesar de ainda pertencer à antiga Fepasa. No final do ano de 2002, os trilhos foram retirados da cidade.[11]

Religião[editar | editar código-fonte]

Cristo em Araras

Igreja Católica[editar | editar código-fonte]

Interior da Basílica de Nossa Senhora do Patrocínio.

Araras faz parte da Diocese de Limeira.[12] A padroeira do município é Nossa Senhora do Patrocínio, cuja festa se celebra no dia 15 de agosto e é feriado municipal, sendo a mesma da comemoração do aniversário de fundação da cidade.[13][14][15] Possui as seguintes paróquias:[12]

  • Basílica de Nossa Senhora do Patrocínio
  • Paróquia Nossa Senhora Aparecida
  • Paróquia Nossa Senhora de Fátima
  • Paróquia São Benedito
  • Paróquia São Francisco de Assis
  • Paróquia Bom Jesus
  • Paróquia São Judas Tadeu
  • Paróquia Nossa Senhora das Graças
  • Paróquia Santa Teresinha do Menino Jesus
  • Quase-paróquia Nossa Senhora de Lourdes

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [1]
  2. IBGE. «Área territorial oficial». IBGE. Consultado em 18 de julho de 2016 
  3. «Indice firjan de desenvolvimento municipal». 2015. Consultado em 3 de março de 2017 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 6 de março de 2017 
  5. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome IBGE_Pop_2017
  6. http://www.araras.sp.gov.br/e/?c=noticias&i=8493
  7. «TSE cassa liminar que mantinha prefeito no cargo e Araras pode ter novas eleições». G1. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  8. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome suplposse
  9. «Junior Franco (DEM) é eleito prefeito de Araras com 47,82% dos votos válidos». G1. Consultado em 21 de outubro de 2020 
  10. http://vfco.brazilia.jor.br/estacoes-ferroviarias/1960-sp-CPEF-Paulista/ramal-Descalvado.shtml
  11. «Araras -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 7 de setembro de 2020 
  12. a b «Diocese de Limeira». Diocese de Limeira. Consultado em 10 de março de 2020 
  13. «Nos 155 anos de Araras, fiéis celebram Dia da Padroeira». Prefeitura de Araras. 16 de agosto de 2017. Consultado em 10 de março de 2020 
  14. «Basílica de Araras, SP, tem programação especial para a Festa da Padroeira». G1. 14 de agosto de 2018. Consultado em 10 de março de 2020 
  15. «Basílica de Araras tem programação especial para a Festa da Padroeira». Jornal Cidade. 15 de agosto de 2019. Consultado em 10 de março de 2020 
Ícone de esboço Este artigo sobre um município do estado de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.