Aglomeração Urbana de Piracicaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Aglomeração Urbana de Piracicaba
Unidade federativa  São Paulo
Lei LCE 1.178
Data da criação 26 de junho de 2012
Número de municípios 22
Cidade-sede Piracicaba
Características geográficas
Área 6 998,15 km²[1]
População 1 400 113 hab. Estimativa IBGE 2014 (19ª)[2]
Densidade 200,07 hab./km²
PIB R$ 27.546.577 mil '
PIB per capita R$ 20.987,00 '

A Aglomeração Urbana de Piracicaba é uma região do estado de São Paulo, Brasil, conforme definição meramente estatística feita pela Empresa Paulista de Planejamento Metropolitano (Emplasa). A Lei Complementar Estadual número 1178, de 26 de junho de 2012, a institucionalizou. Apresenta processo incipiente de conurbação entre seus principais centros e integração econômico-funcional entre os municípios componentes. São vinte e quatro municípios com uma estimativa de população calculada pelo IBGE em 2014 de 1 400 113 habitantes [2] e um PIB de 27,5 bilhões de reais. Encaixa-se no contexto da macrometrópole paulista, limitando-se com a Região Metropolitana de Campinas, a sudeste.

Municípios[editar | editar código-fonte]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Fonte: IBGE (Estimativa 2016)[3]

Maiores cidades (representando 80% da população total da Aglomeração Urbana):

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Possui uma economia dinâmica, sendo emblemáticas indústrias como Hyundai e Caterpillar. A cidade de Piracicaba também abriga a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz da Universidade de São Paulo (ESALQ), renomada instituição de ensino e pesquisa no setor.

Universidades[editar | editar código-fonte]

A aglomeração urbana de Piracicaba conta com universidades e faculdades de destaque: Universidade de São Paulo (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz), Universidade Metodista de Piracicaba, Universidade Estadual de Campinas (Faculdade de Odontologia de Piracicaba, Faculdade de Ciências Aplicadas e Faculdade de Tecnologia), Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (Campus Rio Claro) e Universidade Federal de São Carlos (Campus Araras).

Transportes[editar | editar código-fonte]

A região está inserida em um importante entroncamento rodoviário do estado de São Paulo, possuindo fácil acesso ao Porto de Santos, Grande São Paulo, Vale do Paraíba, Sorocaba, Campinas, regiões Nordeste, Noroeste e Central paulistas. Através da Rodovia do Açúcar, Rodovia dos Bandeirantes, Rodovia Anhanguera, Rodovia Washington Luís, entre outras. Também está na ponta ocidental da Hidrovia Tietê-Paraná.

Referências

  1. «Aglomeração Urbana de Piracicaba - Emplasa». Emplasa.sp.gov.br. Consultado em 4 de fevereiro de 2015 
  2. a b «IBGE divulga as estimativas populacionais dos municípios em 2014». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 28 de agosto de 2014. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  3. Estimativa da População 2016

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.