Paraisolândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Paraisolândia
  Distrito do Brasil  
Localização
Estado  São Paulo
Município Charqueada
História
Criado em 18 de fevereiro de 1959 (63 anos)
Características geográficas
Área total 79,048 km²
População total (2010) 4 086 hab.

Paraisolândia é um distrito do município brasileiro de Charqueada, que integra a Região Metropolitana de Piracicaba, no interior do estado de São Paulo[1][2].

História[editar | editar código-fonte]

Origem[editar | editar código-fonte]

A fazenda Paraíso pertencia à família Souza Queiroz e em 1888 a Companhia Ytuana de Estradas de Ferro ali inaugurou uma estação ferroviária, onde ao seu redor surgiu um povoado que também recebeu o nome de Paraíso[3][4].

No distrito funcionou durante décadas a antiga Usina São Francisco do Quilombo, desativada em 1973, onde atualmente uma fábrica de papéis ocupa seus velhos galpões[5].

Formação administrativa[editar | editar código-fonte]

  • O distrito foi criado pela Lei n° 5.285 de 18/02/1959, com sede no povoado de Paraíso e com território desmembrado do distrito sede de Charqueada[6][7].

Geografia[editar | editar código-fonte]

O distrito é formado pela vila de Paraisolândia (sede) e pelos bairros Córrego da Onça, Recreio e Santa Luzia, sendo este último o principal núcleo urbano do distrito.

População[editar | editar código-fonte]

Crescimento população urbana
Censo Pop.
19601 050
1970863−17,8%
19802 391177,1%
19912 73214,3%
19963 17516,2%
20003 133−1,3%
20103 3757,7%
Fonte: IBGE e Fundação SEADE
* a partir de 1980 inclui a população de Recreio
e Santa Luzia

Pelo Censo 2010 (IBGE) a população total do distrito era de 4 086 habitantes, a população urbana era de 3 375 habitantes, e a população urbana da sede era de 944 habitantes[8].

Área territorial[editar | editar código-fonte]

A área territorial do distrito é de 79,048 km²[9].

Rodovias[editar | editar código-fonte]

O principal acesso a Paraisolândia é a estrada vicinal que liga o distrito à Rodovia Hermínio Petrin (SP-308)[10].

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Registro civil[editar | editar código-fonte]

Atualmente é feito na sede do município, pois o Cartório de Registro Civil das Pessoas Naturais do distrito foi extinto pela Resolução nº 1 de 29/12/1971 do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, e seu acervo foi recolhido ao cartório do distrito sede[11][12].

Saneamento[editar | editar código-fonte]

O serviço de abastecimento de água é feito pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (SABESP)[13][14].

Energia[editar | editar código-fonte]

A responsável pelo abastecimento de energia elétrica é a CPFL Paulista, distribuidora do Grupo CPFL Energia[15][16].

Atrações Turísticas[editar | editar código-fonte]

  • Campo Imperial (antigo Clube Casa de Pedra Estância): clube que tem como principal característica o turismo rural. No local encontram-se o Museu Nacional Zé do Prato, a centenária Casa de Pedra e o Museu da Agricultura. O local ainda oferece turismo ecológico, que envolve trilhas, paisagem cênica, gruta e cascata[17].
  • Alambique Artesanal D'Abronzo (Engenho D'Abronzo): atrativo rural gastronômico com produtos artesanais (pingas, licores, dentre outros) fabricados na própria fazenda, onde tem-se o conhecimento desde a matéria-prima até o produto final[17].
  • Cachoeira do Caidô, localizada no Ribeirão Fregadoli.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Divisão Territorial do Brasil». IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística 
  2. «Municípios e Distritos do Estado de São Paulo» (PDF). IGC - Instituto Geográfico e Cartográfico 
  3. «Paraisolandia -- Estações Ferroviárias do Estado de São Paulo». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 26 de dezembro de 2020 
  4. «paraiso_lugaresesquecidos». www.estacoesferroviarias.com.br. Consultado em 9 de fevereiro de 2021 
  5. «1960: Carnaval também na usina São Francisco do Quilombo - A Província - Paixão por Piracicaba». A Província. 12 de fevereiro de 2017. Consultado em 1 de fevereiro de 2022 
  6. «Comissão de Divisão Administrativa e Judiciária - Relação Geral de Processos - 1958» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo 
  7. «Lei n° 5.285, de 18/02/1959». www.al.sp.gov.br. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  8. «IBGE | Censo 2010 | Sinopse por Setores». censo2010.ibge.gov.br. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  9. «Organização do território | IBGE». www.ibge.gov.br. Consultado em 10 de dezembro de 2020 
  10. «DER/SP: Mapas» (PDF). www.der.sp.gov.br. Consultado em 23 de janeiro de 2022 
  11. «Resolução nº 1, de 29/12/1971» (PDF). www.imprensaoficial.com.br. Consultado em 7 de março de 2021 
  12. «Arpen-SP disponibiliza cadastro estadual de acervos anexados e lista de localização de antigos municípios - 13/04/2008». ARPEN-SP. Consultado em 7 de março de 2021 
  13. «Sabesp » Sistemas de Abastecimento» (PDF). site.sabesp.com.br. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  14. «Sabesp » Área de Atuação» (PDF). site.sabesp.com.br. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  15. «CPFL Paulista | Grupo CPFL». www.grupocpfl.com.br. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  16. «Arsesp - Mapa de Concessionárias». www.arsesp.sp.gov.br. Consultado em 25 de janeiro de 2022 
  17. a b «Câmara Municipal de Charqueada - ATRATIVOS TURÍSTICOS». www.camaracharqueada.sp.gov.br. Consultado em 1 de fevereiro de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um distrito ou povoado é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.