Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017 - Série B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Evento desportivo atual
Este artigo ou seção é sobre um evento desportivo atual.
A informação apresentada poderá mudar rapidamente. Editado pela última vez em 23 de agosto de 2017.
Campeonato Brasileiro de 2017 - Série B
Brasileirão 2017 - Série B
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 12 de maio25 de novembro
Gol(o)s 471
Partidas 212
Média 2,22 gol(o)s por partida
Melhor marcador 11 gols:
Maiores goleadas
(diferença)
Luverdense Mato Grosso 4–0 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas
Arena PantanalCuiabá
13 de junho, 7ª rodada
 
Paraná Paraná 4–0 Pernambuco Santa Cruz
Estádio Vila CapanemaCuritiba
29 de julho, 17ª rodada
Público 909 988
Média 4 715 pessoas por partida
◄◄ 2016 Soccerball.svg 2018 ►►
atualizado em 22 de agosto

A Série B do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2017 é uma competição de futebol realizada no Brasil, equivalente à segunda divisão. É disputada por 20 clubes, dos quais os quatro primeiros colocados terão acesso a Série A de 2018 e os quatro últimos serão rebaixados a Série C de 2018.[1]

Desde a implementação dos pontos corridos, em 2006, esta é a segundo edição consecutiva com o maior número de equipes do Sul do país. Com os paranaenses Londrina e Paraná, os catarinenses Criciúma e Figueirense, e os gaúchos Brasil de Pelotas, Juventude e Internacional, os sulistas têm sete representantes na disputa, um a mais do que no ano anterior. O Nordeste conta com cinco representantes, seguido pela região Sudeste, com quatro times, e Centro-Oeste, com três. A região Norte tem apenas um participante.[2] A edição de 2017 também marca a primeira vez, desde o início dos pontos corridos, em que o estado do Rio Grande do Sul tem o maior número de equipes participantes.[3]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A Série B será disputada por 20 clubes no sistema de ida e volta por pontos corridos. Em cada turno, os times jogam entre si uma única vez. Os jogos do primeiro turno serão realizados na mesma ordem no segundo turno, apenas com o mando de campo invertido. Não há campeões por turnos, sendo declarado campeão o time que obtiver o maior número de pontos após as 38 rodadas. Ao final, os quatro primeiros times ascenderão para a Série A de 2018, da mesma forma que os quatro últimos cairão para a Série C do ano seguinte. O campeão ingressará diretamente nas oitavas de final da Copa do Brasil de 2018. [4]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Em caso de empate por pontos entre dois clubes, os critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem:[4]

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2016 Estádio (mando) Capacidade[5] Títulos
ABC Natal Rio Grande do Norte RN 3º (Série C) Frasqueirão 15 082 0 (não possui)
América Mineiro Belo Horizonte Minas Gerais MG 20º (Série A) Independência 23 018 1 (1997)
Boa Esporte Varginha Minas Gerais MG 1º (Série C) Melão 15 471 0 (não possui)
Brasil de Pelotas Pelotas Rio Grande do Sul RS 11º Bento Freitas 12 314[6] 0 (não possui)
Ceará Fortaleza Ceará CE 10º Arena Castelão 63 903 0 (não possui)
CRB Maceió Alagoas AL Rei Pelé 17 126 0 (não possui)
Criciúma Criciúma Santa Catarina SC Heriberto Hülse 19 900 1 (2002)
Figueirense Florianópolis Santa Catarina SC 18º (Série A) Orlando Scarpelli 19 584 0 (não possui)
Goiás Goiânia Goiás GO 13º Serra Dourada 42 000 2 (1999, 2012)
Guarani Campinas São Paulo SP 2º (Série C) Brinco de Ouro 29 130 1 (1981)
Internacional Porto Alegre Rio Grande do Sul RS 17º (Série A) Beira-Rio 50 128 0 (não possui)
Juventude Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 4º (Série C) Alfredo Jaconi 19 924 1 (1994)
Londrina Londrina Paraná PR Estádio do Café 31 000 1 (1980)
Luverdense Lucas do Rio Verde Mato Grosso MT Passo das Emas 10 000 0 (não possui)
Náutico Recife Pernambuco PE Arena Pernambuco 44 300 0 (não possui)
Oeste Barueri[7] São Paulo SP 16º Arena Barueri 31 452 0 (não possui)
Paraná Curitiba Paraná PR 15º Vila Capanema 20 083 2 (1992, 2000)
Paysandu Belém Pará PA 14º Curuzu 16 200 2 (1991, 2001)
Santa Cruz Recife Pernambuco PE 19º (Série A) Arruda 60 044 0 (não possui)
Vila Nova Goiânia Goiás GO 12º Serra Dourada 42 000 0 (não possui)

Estádios[editar | editar código-fonte]

ABC América-MG Boa Esporte Brasil de Pelotas Ceará CRB
Frasqueirão Independência Melão Bento Freitas Arena Castelão Rei Pelé
Capacidade: 15 082 Capacidade: 23 018 Capacidade: 15 471 Capacidade: 10 400 Capacidade: 63 903 Capacidade: 17 126
Estádio Frasqueirão em Natal, Rio Grande do Norte, Brasil.png Pré-jogo - 18-11-12.JPG Boa Ec Melão.jpg Bento Freitas.jpg Castelão Arena (3).jpg Rei Pelé.jpg
Criciúma
Figueirense
Heriberto Hülse Orlando Scarpelli
Capacidade: 19 900 Capacidade: 19 584
Estádio Orlando Scarpelli.jpg
Goiás Guarani
Serra Dourada Brinco de Ouro
Capacidade: 42 000 Capacidade: 29 130
Estádio Serra Dourada4.jpg Estádio Brinco de Ouro da Princesa.JPG
Internacional Juventude
Beira-Rio Alfredo Jaconi
Capacidade: 50 038 Capacidade: 19 924
Portoalegre arenabeirario 820.jpg EstadioAlfredoJaconi22.jpg
Londrina Luverdense
Estádio do Café Passo das Emas
Capacidade: 31 000 Capacidade: 10 000
Estádio Municipal Jacy Scaff - Estádio do Café.jpg
Oeste Náutico Paraná Paysandu Santa Cruz Vila Nova
Arena Barueri Arena Pernambuco Vila Capanema Curuzu Arruda Serra Dourada
Capacidade: 31 452 Capacidade: 44 300 Capacidade: 20 083 Capacidade: 16 200 Capacidade: 60 044 Capacidade: 42 000
Arena Barueri.jpg Arena de Pernambuco.jpg Vila Capanema aérea 2.jpg Estadio da Curuzu.jpg Estádio do Arruda em Recife.jpg Estádio Serra Dourada4.jpg

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios serão utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[8][9][10][11][12][13]

Classificação[editar | editar código-fonte]

Atualizado em 22 de agosto.
Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Minas Gerais América Mineiro 41 22 11 8 3 28 15 +13 62 Estável Zona de promoção à Série A de 2018
2 Rio Grande do Sul Internacional 39 21 11 6 4 31 14 +17 62 Estável
3 Goiás Vila Nova 35 21 10 5 6 23 18 +5 56 Estável
4 Ceará Ceará 34 21 10 4 7 26 21 +5 54 Estável
5 Rio Grande do Sul Juventude 34 21 9 7 5 26 19 +7 54 Estável
6 São Paulo Guarani 31 21 9 4 8 24 22 +2 49 Estável
7 Paraná Paraná 31 21 8 7 6 27 18 +9 49 Estável
8 Minas Gerais Boa Esporte 31 21 8 7 6 22 20 +2 49 Estável
9 Santa Catarina Criciúma 31 22 8 7 7 23 25 –2 47 Aumento1
10 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 30 22 9 3 10 25 34 –9 45 Aumento3
11 Paraná Londrina 30 21 8 6 7 33 29 +4 48 Baixa2
12 Alagoas CRB 29 21 8 5 8 21 26 –5 46 Baixa1
13 São Paulo Oeste 28 21 6 10 5 21 20 +1 44 Baixa1
14 Pará Paysandu 27 21 7 6 8 20 19 +1 43 Estável
15 Goiás Goiás 25 22 7 4 11 23 29 –6 38 Estável
16 Mato Grosso Luverdense 24 21 5 9 7 22 25 –3 38 Estável
17 Pernambuco Santa Cruz 23 21 6 5 10 22 29 –7 36 Estável Zona de rebaixamento à Série C de 2018
18 Santa Catarina Figueirense 21 21 5 6 10 24 31 –7 33 Estável
19 Pernambuco Náutico 17 21 4 5 12 15 27 –12 27 Estável
20 Rio Grande do Norte ABC 16 21 4 4 13 15 30 –15 25 Estável

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do primeiro turno
Ver artigo principal: Resultados do segundo turno
  ABC AMM BOA BRP CEA CRB CRI FIG GOI GUA INT JUV LON LUV NAU OES PAR PAY STC VIL
ABC 0–1 R-29 1–0 0–1 1–3 R-35 2–2 R-27 0–1 0–3 R-26 R-32 R-33 0–1 R-37 0–0 2–1 R-23 1–0
América-MG R-34 2–0 3–0 1–0 R-38 0–0 4–2 1–1 0–0 1–1 R-36 3–2 R-29 1–0 R-27 R-31 0–2 1–0 R-25
Boa Esporte 2–1 R-32 R-37 4–1 0–0 2–0 R-23 R-26 R-24 R-30 0–2 R-33 1–0 2–1 1–1 2–1 R-28 R-35 0–1
Brasil de Pelotas R-36 R-30 0–0 2–3 R-24 R-38 1–2 2–1 1–0 0–1 R-28 1–1 R-26 2–0 3–1 R-34 2–1 R-31 3–0
Ceará R-38 R-24 0–0 R-25 1–0 3–1 R-31 0–1 R-34 0–2 2–0 1–0 1–1 R-22 3–0 R-30 R-36 1–3 R-28
CRB R-28 2–1 R-31 0–1 1–0 R-25 2–1 R-36 1–1 2–0 R-34 0–3 2–2 R-30 R-23 R-37 2–1 1–0 1–2
Criciúma 2–1 1–3 R-34 1–2 R-37 1–0 R-26 1–0 3–2 R-31 R-24 R-28 R-23 R-36 1–1 2–1 1–1 1–2 R-30
Figueirense R-25 R-35 0–2 R-33 0–2 R-32 2–2 1–1 R-22 1–2 2–2 3–1 2–3 3–0 0–0 R-27 R-38 R-29 0–1
Goiás 1–2 1–1 4–1 1–1 R-35 3–0 R-33 0–1 R-32 R-37 R-30 0–1 3–1 R-28 0–2 R-23 R-25 2–1 0–2
Guarani R-30 R-33 2–1 2–0 2–2 R-35 R-27 2–0 1–0 0–2 R-31 2–3 R-37 2–1 0–0 R-25 2–0 2–0 R-23
Internacional 1–1 R-26 0–1 R-29 R-32 R-33 1–1 R-24 3–0 R-38 1–1 3–1 1–0 4–2 2–0 0–0 R-22 R-27 R-35
Juventude 3–0 0–1 R-25 1–2 R-33 1–1 1–0 R-37 3–0 2–0 R-23 R-29 2–1 R-32 R-35 2–1 R-27 2–1 1–0
Londrina 3–1 R-37 2–2 4–1 R-23 R-27 0–1 R-30 R-34 R-36 0–3 2–2 3–1 0–0 1–1 1–1 R-31 R-25 0–1
Luverdense 1–0 0–3 R-36 4–0 R-27 1–1 0–0 R-28 R-31 1–0 R-34 1–0 R-22 R-38 R-25 1–1 R-30 2–2 1–1
Náutico R-31 0–0 R-27 R-23 0–2 0–1 1–2 2–0 2–3 R-29 R-25 1–1 R-35 1–0 1–1 1–2 R-34 0–0 R-37
Oeste 1–1 0–0 R-22 R-32 R-29 2–0 1–0 R-34 R-38 R-28 R-36 3–0 R-26 0–0 R-24 2–0 1–3 2–0 2–2
Paraná 1–0 1–1 R-38 4–1 1–0 4–1 R-29 1–0 2–0 0–1 R-28 R-22 R-24 R-35 R-26 R-33 0–0 4–0 R-32
Paysandu R-24 R-23 0–0 R-35 1–2 R-29 R-32 0–1 0–1 R-26 1–0 0–0 1–2 1–1 1–0 2–0 0–0 R-37 R-33
Santa Cruz 2–1 R-28 1–1 3–0 R-26 R-22 1–2 1–1 R-24 2–1 0–0 R-38 1–3 R-32 R-33 R-30 R-36 1–2 1–0
Vila Nova R-22 2–0 1–0 R-27 1–1 R-26 0–0 R-36 R-29 3–1 2–1 0–0 R-38 R-24 0–1 R-31 3–2 1–2 R-34

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
INT FIG PAY JUV GUA JUV GUA AMM

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

Rodadas
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38
LON CRI NAU CRI NAU ABC

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Jonatas Belusso Londrina CRB 3–0 17 de junho [16]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez maiores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 40 280 Ceará Ceará 1–0 Paraná Londrina Arena Castelão 2 de junho [17]
2 32 808 Internacional Rio Grande do Sul 3–0 Goiás Goiás Beira-Rio 1 de agosto 18ª [18]
3 30 502 Internacional Rio Grande do Sul 3–1 Paraná Londrina Beira-Rio 12 de agosto 20ª [19]
4 27 099 Ceará Ceará 1–0 Alagoas CRB Arena Castelão 12 de agosto 20ª [20]
5 24 012 Internacional Rio Grande do Sul 1–1 Rio Grande do Norte ABC Beira-Rio 20 de maio [21]
6 21 851 Internacional Rio Grande do Sul 1–1 Santa Catarina Criciúma Beira-Rio 8 de julho 12ª [22]
7 21 742 Internacional Rio Grande do Sul 0–1 Minas Gerais Boa Esporte Beira-Rio 1 de julho 11ª [23]
8 21 522 Ceará Ceará 0–2 Rio Grande do Sul Internacional Arena Castelão 11 de julho 13ª [24]
9 20 415 Santa Cruz Pernambuco 0–0 Rio Grande do Sul Internacional Arruda 17 de junho [25]
10 20 310 Internacional Rio Grande do Sul 4–2 Pernambuco Náutico Beira-Rio 10 de junho [26]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante.

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez menores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 323 Boa Esporte Minas Gerais 2–0 Santa Catarina Criciúma Melão 18 de julho 15ª [27]
2 457 Luverdense Mato Grosso 1–1 Alagoas CRB Arena Pantanal 20 de maio [28]
3 464 Boa Esporte Minas Gerais 0–0 Alagoas CRB Melão 8 de julho 12ª [29]
4 473 Luverdense Mato Grosso 0–0 Santa Catarina Criciúma Arena Pantanal 3 de junho [30]
5 481 Boa Esporte Minas Gerais 2–1 Rio Grande do Norte ABC Melão 23 de junho 10ª [31]
6 488 Boa Esporte Minas Gerais 2–1 Pernambuco Náutico Melão 17 de junho [32]
7 493 Boa Esporte Minas Gerais 1–0 Mato Grosso Luverdense Melão 1 de agosto 18ª [33]
8 496 Náutico Pernambuco 1–1 São Paulo Oeste Arena Pernambuco 6 de junho [34]
9 533 Náutico Pernambuco 1–2 Paraná Paraná Arena Pernambuco 13 de junho [35]
10 625 Londrina Paraná 4–1 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas Estádio do Café 15 de agosto 21ª [36]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante.

Médias de público[editar | editar código-fonte]

Estas são as médias de público dos clubes no Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[37]

Pos. Time Média Total Mandos[PF] Maior Menor
1 Rio Grande do Sul Internacional 20 537 205 367 10 32 808 8 882
2 Ceará Ceará 13 309 133 090 10 40 280 3 457
3 Pará Paysandu 5 144 51 441 10 10 118 3 629
4 Pernambuco Santa Cruz 5 091 50 907 10 20 415 1 874
5 Paraná Paraná 5 080 50 802 10 11 566 2 127
6 Alagoas CRB 4 496 44 958 10 13 151 2 284
7 Goiás Goiás 4 369 30 580 7 10 828 1 263
8 São Paulo Guarani 4 187 33 493 8 8 673 2 224
9 Rio Grande do Sul Juventude 4 180 41 803 10 6 401 2 331
10 Rio Grande do Norte ABC 3 854 38 543 10 4 886 2 412
11 Goiás Vila Nova 3 450 24 153 7 7 924 818
12 Santa Catarina Figueirense 3 442 37 864 11 5 652 1 971
13 Pernambuco Náutico 2 972 29 720 10 11 131 496
14 Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas 2 959 29 588 10 8 006 1 793
15 Paraná Londrina 2 839 31 230 11 6 139 625
16 Santa Catarina Criciúma 2 678 24 098 9 3 574 1 697
17 Minas Gerais América Mineiro 1 814 19 959 11 3 542 952
18 São Paulo Oeste 1 584 15 836 10 3 836 971
19 Mato Grosso Luverdense 1 006 10 057 10 2 058 457
20 Minas Gerais Boa Esporte 722 6 499 9 1 992 323
  • PF. ^ Jogos com portões fechados não são considerados.

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Goiás Goiás Brasil Sérgio Soares Demitido 27 de maio Goiás 1–1 Brasil de Pelotas 17º Brasil Sílvio Criciúma [38][39]
Rio Grande do Sul Internacional Brasil Antônio Carlos Zago Demitido 28 de maio Paysandu 1–0 Internacional 10º Brasil Guto Ferreira [40][41]
Santa Catarina Criciúma Brasil Deivid Demitido 30 de maio Criciúma 1–3 América Mineiro 20º Brasil Luís Carlos Winck [42][43]
Pernambuco Santa Cruz Brasil Vinícius Eutrópio Demitido 10 de junho Santa Cruz 1–3 Londrina Brasil Givanildo Oliveira[a1] [44][45]
Alagoas CRB Brasil Léo Condé Resignado 13 de junho CRB 1–2 Vila Nova 16º Brasil Dado Cavalcanti[a2] [46][47]
Pernambuco Náutico Brasil Waldemar Lemos Demitido 14 de junho Náutico 1–2 Paraná 20º Brasil Beto Campos[a3] [48][49]
Minas Gerais Boa Esporte Brasil Julinho Camargo Demitido 14 de junho Goiás 4–1 Boa Esporte 19º Brasil Nedo Xavier[a4] [50][51]
Santa Catarina Figueirense Brasil Márcio Goiano Demitido 14 de junho Figueirense 2–2 Criciúma 14º Brasil Marcelo Cabo [52][53]
Ceará Ceará Brasil Givanildo Oliveira Demitido 16 de junho Ceará 1–1 Luverdense Brasil Marcelo Chamusca[a5] [54][55]
Pará Paysandu Brasil Marcelo Chamusca Contratado pelo Ceará 18 de junho Paysandu 0–0 Juventude 10º Brasil Marquinhos Santos[a6] [55][56]
Paraná Paraná Brasil Cristian de Souza Demitido 14 de julho Oeste 2–0 Paraná 14ª 14º Brasil Lisca[a7] [57][58]
Goiás Goiás Brasil Sílvio Criciúma Remanejado 19 de julho Goiás 0–1 Londrina 15ª 15º Brasil Argel Fucks [59]
Rio Grande do Norte ABC Brasil Geninho Resignado 19 de julho ABC 0–1 América Mineiro 15ª 19º Brasil Márcio Fernandes [60][61]
Rio Grande do Sul Brasil de Pelotas Brasil Rogério Zimmermann Demitido 20 de julho Paraná 4–1 Brasil de Pelotas 15ª 16º Brasil Clemer [62][63]
Santa Catarina Figueirense Brasil Marcelo Cabo Demitido 29 de julho Figueirense 0–1 Vila Nova 17ª 18º Brasil Milton Cruz[a8] [64][65]
Pernambuco Náutico Brasil Beto Campos Demitido 31 de julho Náutico 1–2 Criciúma 17ª 20º Brasil Roberto Fernandes[a3] [66][67]
Rio Grande do Norte ABC Brasil Márcio Fernandes Demitido 21 de agosto ABC 0–3 Internacional 21ª 20º A definir [68]
  • A1 ^ Adriano Teixeira comandou o Santa Cruz interinamente da 7ª à 11ª rodada.[69][70]
  • A2 ^ Jean Carlos comandou o CRB interinamente na 8ª rodada.[71]
  • A3 ^ Levi Gomes comandou o Náutico interinamente na 8ª e na 18ª rodada.[72][73]
  • A4 ^ Nedo Xavier comandou o Boa Esporte interinamente da 8ª à 13ª rodada e foi efetivado a partir da 14ª rodada.[51]
  • A5 ^ Daniel Azambuja comandou o Ceará interinamente na 9ª rodada.[74]
  • A6 ^ Rogerinho comandou o Paysandu interinamente na 9ª e na 10ª rodada.[75][76]
  • A7 ^ Matheus Costa comandou o Paraná interinamente na 15ª rodada.[77]
  • A8 ^ Márcio Coelho comandou o Figueirense interinamente na 18ª e na 19ª rodada.[78][79]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2017
Série B
Brasil
A definir
Campeão
(?º título)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «CBF lança o Calendário 2017 do Futebol Brasileiro». CBF. 6 de julho de 2016. Consultado em 13 de novembro de 2016 
  2. «Mapa do Brasileirão 2017: Rio volta a ter quatro na elite, Sul domina Série B». GloboEsporte.com. 12 de dezembro de 2016. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  3. «Rio Grande do Sul será o estado com mais representantes na Série B de 2017». Rádio Gaúcha. 12 de dezembro de 2016. Consultado em 13 de dezembro de 2016 
  4. a b «Regulamento específico da competição – Campeonato Brasileiro da Série B 2017» (PDF). CBF. 13 de março de 2017. Consultado em 14 de maio de 2017 
  5. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 14 de maio de 2017 
  6. «Giro dos estádios: Bento Freitas volta a ter capacidade ampliada; conheça». GloboEsporte.com. 15 de março de 2017. Consultado em 14 de maio de 2017 
  7. «Definida mudança do Oeste para Barueri em 2017». Barueri na Rede. 2 de dezembro de 2016. Consultado em 14 de maio de 2017 
  8. «No PV reaberto, Ceará quer três primeiros pontos na Série B diante da torcida». GloboEsporte.com. 16 de maio de 2017. Consultado em 17 de maio de 2017 
  9. «Augusto Recife aposta no fator casa e má fase do Inter por vitória do Paysandu». GloboEsporte.com. 24 de maio de 2017. Consultado em 24 de maio de 2017 
  10. «Após título, Luverdense recebe o CRB pela Série B na Arena Pantanal». GloboEsporte.com. 19 de maio de 2017. Consultado em 30 de maio de 2017 
  11. «Jogo entre Vila Nova e Criciúma é antecipado para o dia 30, no Olímpico». GloboEsporte.com. 20 de junho de 2017. Consultado em 20 de junho de 2017 
  12. «Vila Nova cumpre punição a partir da 14ª rodada». CBF. 11 de julho de 2017. Consultado em 11 de julho de 2017 
  13. «ABC muda três jogos para a Arena das Dunas». CBF. 7 de agosto de 2017. Consultado em 8 de agosto de 2017 
  14. «Brasileirão Série B – Artilharia». CBF. Consultado em 17 de agosto de 2017 
  15. «Brasileiro Série B 17 – ESTATÍSTICAS». oGol. Consultado em 17 de agosto de 2017 
  16. «CRB é derrotado pelo Londrina por 3 x 0 e aprofunda crise». Alagoas 24 Horas. 17 de junho de 2017. Consultado em 17 de junho de 2017 
  17. «Boletim Financeiro: Ceará 1x0 Londrina» (PDF). CBF. 2 de junho de 2017. Consultado em 6 de junho de 2017 
  18. «Boletim Financeiro: Internacional 3x0 Goiás» (PDF). CBF. 1 de agosto de 2017. Consultado em 3 de agosto de 2017 
  19. «Boletim Financeiro: Internacional 3x1 Londrina» (PDF). CBF. 12 de agosto de 2017. Consultado em 14 de agosto de 2017 
  20. «Boletim Financeiro: Ceará 1x0 CRB» (PDF). CBF. 12 de agosto de 2017. Consultado em 17 de agosto de 2017 
  21. «Boletim Financeiro: Internacional 1x1 ABC» (PDF). CBF. 20 de maio de 2017. Consultado em 24 de maio de 2017 
  22. «Boletim Financeiro: Internacional 1x1 Criciúma» (PDF). CBF. 8 de julho de 2017. Consultado em 14 de julho de 2017 
  23. «Boletim Financeiro: Internacional 0x1 Boa Esporte» (PDF). CBF. 1 de julho de 2017. Consultado em 5 de julho de 2017 
  24. «Boletim Financeiro: Ceará 0x2 Internacional» (PDF). CBF. 11 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  25. «Boletim Financeiro: Santa Cruz 0x0 Internacional» (PDF). CBF. 17 de junho de 2017. Consultado em 19 de junho de 2017 
  26. «Boletim Financeiro: Internacional 4x2 Náutico» (PDF). CBF. 10 de junho de 2017. Consultado em 14 de junho de 2017 
  27. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 2x0 Criciúma» (PDF). CBF. 18 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  28. «Boletim Financeiro: Luverdense 1x1 CRB» (PDF). CBF. 20 de maio de 2017. Consultado em 31 de maio de 2017 
  29. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 0x0 CRB» (PDF). CBF. 8 de julho de 2017. Consultado em 14 de julho de 2017 
  30. «Boletim Financeiro: Luverdense 0x0 Criciúma» (PDF). CBF. 3 de junho de 2017. Consultado em 6 de junho de 2017 
  31. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 2x1 ABC» (PDF). CBF. 23 de junho de 2017. Consultado em 29 de junho de 2017 
  32. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 2x1 Náutico» (PDF). CBF. 17 de junho de 2017. Consultado em 22 de junho de 2017 
  33. «Boletim Financeiro: Boa Esporte 1x0 Luverdense» (PDF). CBF. 1 de agosto de 2017. Consultado em 3 de agosto de 2017 
  34. «Boletim Financeiro: Náutico 1x1 Oeste» (PDF). CBF. 6 de junho de 2017. Consultado em 8 de junho de 2017 
  35. «Boletim Financeiro: Náutico 1x2 Paraná» (PDF). CBF. 13 de junho de 2017. Consultado em 16 de junho de 2017 
  36. «Boletim Financeiro: Londrina 4x1 Brasil de Pelotas» (PDF). CBF. 15 de agosto de 2017. Consultado em 17 de agosto de 2017 
  37. «Brasileirão Série B 2017 – Ranking». Sr. Goool. Consultado em 17 de agosto de 2017 
  38. «Durou pouco: Sérgio Soares deixa comando do Goiás após 19 dias e só 4 jogos». GloboEsporte.com. 27 de maio de 2017. Consultado em 28 de maio de 2017 
  39. «Após demitir técnico, Goiás decide efetivar Sílvio Criciúma no cargo para a Série B». GloboEsporte.com. 27 de maio de 2017. Consultado em 28 de maio de 2017 
  40. «Zago não resiste a mau início na Série B e é demitido do Internacional». ESPN. 28 de maio de 2017. Consultado em 28 de maio de 2017 
  41. «Inter oficializa Guto Ferreira como novo técnico com contrato até o final do ano». GloboEsporte.com. 30 de maio de 2017. Consultado em 30 de maio de 2017 
  42. «Após três derrotas seguidas na Série B, diretoria do Criciúma demite Deivid». GloboEsporte.com. 30 de maio de 2017. Consultado em 30 de maio de 2017 
  43. «Criciúma confirma acerto com Luís Carlos Winck para comandar time na Série B». GloboEsporte.com. 30 de maio de 2017. Consultado em 30 de maio de 2017 
  44. «Após derrota para Londrina, Vinícius Eutrópio é demitido do Santa Cruz». GloboEsporte.com. 10 de junho de 2017. Consultado em 11 de junho de 2017 
  45. «Sem vencer há quatro jogos, Santa Cruz anuncia Givanildo Oliveira como técnico». GloboEsporte.com. 2 de julho de 2017. Consultado em 2 de julho de 2017 
  46. «CRB perde a quarta seguida e o técnico Léo Condé entrega o cargo». GloboEsporte.com. 13 de junho de 2017. Consultado em 13 de junho de 2017 
  47. «Técnico da nova geração, Dado Cavalcanti fecha contrato com o CRB». GloboEsporte.com. 17 de junho de 2017. Consultado em 18 de junho de 2017 
  48. «Um dia após perder para o Paraná, Waldemar Lemos deixa o Náutico». GloboEsporte.com. 14 de junho de 2017. Consultado em 14 de junho de 2017 
  49. «Dentro do perfil, Náutico fecha com Beto Campos, ex-Novo Hamburgo». GloboEsporte.com. 14 de junho de 2017. Consultado em 14 de junho de 2017 
  50. «Técnico Julinho Camargo não resiste a início ruim na Série B e deixa o Boa Esporte». GloboEsporte.com. 14 de junho de 2017. Consultado em 14 de junho de 2017 
  51. a b «Após seis jogos, Nedo Xavier é efetivado como técnico do Boa Esporte». GloboEsporte.com. 13 de julho de 2017. Consultado em 14 de julho de 2017 
  52. «Márcio Goiano não resiste aos resultados ruins e é demitido do Figueirense». GloboEsporte.com. 14 de junho de 2017. Consultado em 14 de junho de 2017 
  53. «Figueirense anuncia Marcelo Cabo como técnico para a sequência da Série B». GloboEsporte.com. 15 de junho de 2017. Consultado em 15 de junho de 2017 
  54. «Após empate com Luverdense, Givanildo Oliveira deixa comando do Ceará». GloboEsporte.com. 17 de junho de 2017. Consultado em 18 de junho de 2017 
  55. a b «Marcelo Chamusca deixa Paysandu e é o novo técnico do Ceará». GloboEsporte.com. 18 de junho de 2017. Consultado em 18 de junho de 2017 
  56. «Após derrota na Série B, Paysandu confirma acerto com Marquinhos Santos». GloboEsporte.com. 24 de junho de 2017. Consultado em 24 de junho de 2017 
  57. «Paraná demite o técnico Cristian de Souza após nova derrota na Série B». GloboEsporte.com. 14 de julho de 2017. Consultado em 14 de julho de 2017 
  58. «Paraná confirma Lisca como técnico após goleada sobre o Brasil de Pelotas». GloboEsporte.com. 18 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  59. «Após terceira derrota seguida, Goiás anuncia Argel Fucks como novo técnico». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  60. «Geninho não resiste a sétima derrota e deixa o comando do ABC». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  61. «Márcio Fernandes é o novo técnico do ABC para sequência da Série B». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  62. «Brasil-Pel comunica saída de Rogério Zimmermann após cinco anos». GloboEsporte.com. 20 de julho de 2017. Consultado em 20 de julho de 2017 
  63. «Após saída de Zimmermann, Brasil-Pel oficializa contratação de Clemer». GloboEsporte.com. 21 de julho de 2017. Consultado em 21 de julho de 2017 
  64. «Cabo não resiste à derrota e é demitido do Figueira; Arini também deixa o clube». GloboEsporte.com. 29 de julho de 2017. Consultado em 31 de julho de 2017 
  65. «Figueirense assina parceria com grupo de investidores e anuncia Milton Cruz». GloboEsporte.com. 7 de agosto de 2017. Consultado em 8 de agosto de 2017 
  66. «Após nove jogos, Náutico anuncia a saída do técnico Beto Campos». GloboEsporte.com. 31 de julho de 2017. Consultado em 31 de julho de 2017 
  67. «Náutico confirma a contratação do técnico Roberto Fernandes». GloboEsporte.com. 1 de agosto de 2017. Consultado em 2 de agosto de 2017 
  68. «ABC demite Márcio Fernandes após terceira derrota consecutiva». GloboEsporte.com. 21 de agosto de 2017. Consultado em 21 de agosto de 2017 
  69. «Adriano Teixeira vira 'interino-fixo' e terá reunião por reforços no Santa». UOL Esporte. 20 de junho de 2017. Consultado em 2 de julho de 2017 
  70. «Adriano Teixeira promete "dar chacoalhada" em elenco do Santa por reação na Série B». GloboEsporte.com. 2 de julho de 2017. Consultado em 2 de julho de 2017 
  71. «Ainda em negociação por novo técnico, CRB terá interino contra o Londrina». Futebol Interior. 16 de junho de 2017. Consultado em 17 de junho de 2017 
  72. «Náutico perde para Boa Esporte e segue sem vencer na Série B». NE10. 17 de junho de 2017. Consultado em 17 de junho de 2017 
  73. «Levi Gomes prepara mudanças no time do Náutico para encarar o Vila Nova-GO». GloboEsporte.com. 31 de julho de 2017. Consultado em 31 de julho de 2017 
  74. «Daniel Azambuja comanda Ceará interinamente contra o Vila Nova». GloboEsporte.com. 18 de junho de 2017. Consultado em 18 de junho de 2017 
  75. «Com técnico interino e outras mudanças, Papão recebe o Boa Esporte na Curuzu». GloboEsporte.com. 20 de junho de 2017. Consultado em 20 de junho de 2017 
  76. «CRB vence o Paysandu de virada, sai da zona de degola e pega um elevador na Segundona». GloboEsporte.com. 23 de junho de 2017. Consultado em 24 de junho de 2017 
  77. «À espera de técnico, Paraná recebe Brasil de Pelotas para quebrar sequência de derrotas». GloboEsporte.com. 18 de julho de 2017. Consultado em 19 de julho de 2017 
  78. «Márcio Coelho identifica insegurança no Figueira e aponta solução: "Ter coragem"». GloboEsporte.com. 1 de agosto de 2017. Consultado em 1 de agosto de 2017 
  79. «Coelho quer time profundo e corajoso para vencer no "alçapão" do Paysandu». GloboEsporte.com. 4 de agosto de 2017. Consultado em 5 de agosto de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]