Campeonato Brasileiro de Futebol de 2016 - Série C

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campeonato Brasileiro de 2016 - Série C
Brasileirão 2016 - Série C
Dados
Participantes 20
Organização CBF
Período 21 de maio6 de novembro
Gol(o)s 435
Partidas 194
Média 2,24 gol(o)s por partida
Campeão Boa Esporte (1º título)
Vice-campeão Guarani
Promovido(s) ABC
Guarani
Boa Esporte
Juventude
Rebaixado(s) América de Natal
Portuguesa
River-PI
Guaratinguetá
Melhor marcador Jones Carioca (ABC) – 12 gols
Melhor ataque (fase inicial) 28 gols:
Melhor defesa (fase inicial) Boa Esporte – 10 gols
Maior goleada
(diferença)
Guarani 6–0 ABC
Estádio Brinco de OuroCampinas
23 de outubro, Semifinal
Público 763 016
Média 4 058,6 pessoas por partida
◄◄ 2015 Soccerball.svg 2017 ►►

A Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol de 2016 foi uma competição equivalente à terceira divisão do futebol do Brasil. Contando como a 27ª edição da história, foi disputada por 20 clubes, onde os quatro mais bem colocados ganharam acesso à Série B de 2017 e os dois últimos colocados de cada grupo na primeira fase foram rebaixados à Série D de 2017.

Na grande final, o Boa Esporte ficou com o título após empatar com o Guarani por 1–1, fora de casa, e vencer o adversário por 3–0 no Melão. Foi o primeiro título da equipe mineira, que já havia sido vice-campeã da Série C de 2010, sob o nome de Ituiutaba.[1] Os dois finalistas, juntamente com os semifinalistas ABC e Juventude, garantiram acesso para a Série B de 2017.[2]

A primeira equipe rebaixada à Série D de 2017 foi o Guaratinguetá, após perder em casa para o Macaé (3–0) no dia 4 de setembro, em jogo válido pela 16ª rodada.[3] Um dia depois, o River-PI também teve o rebaixamento decretado após perder para o ABC (2–0), em Teresina.[4] Na última rodada, a relação de rebaixados foi definida: a Portuguesa, com a derrota fora de casa (2–0) para a Tombense, e o América de Natal, após o empate sem gols com o Remo, em Belém.[5]

Formato e regulamento[editar | editar código-fonte]

A edição de 2016 mantém o formato em vigor desde 2012, uma vez que o calendário divulgado pela CBF reserva apenas 24 datas para a competição.[6] A competição será disputada por 20 clubes, divididas em dois grupos: Grupo A e Grupo B. Em cada grupo, os times se enfrentam duas vezes - jogos de ida e volta -, totalizando 18 rodadas. com os quatro melhores de cada grupo avançando para a fase eliminatória. As duas piores equipes de cada grupo serão rebaixadas para a Série D. Por outro lado, os quatro semifinalistas estarão automaticamente garantidos na Série B de 2017.[7]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Caso haja empate de pontos entre dois ou mais clubes, os critérios de desempate serão aplicados na seguinte ordem:

  1. Número de vitórias
  2. Saldo de gols
  3. Gols marcados
  4. Confronto direto
  5. Número de cartões vermelhos
  6. Número de cartões amarelos
  7. Sorteio

Participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Estado Em 2015 Estádio (mando) Capacidade[8] Títulos
ABC Natal Rio Grande do Norte RN 18º (Série B) Frasqueirão 15 082 1 (2010)
América de Natal Natal Rio Grande do Norte RN Arena das Dunas 32 050 0 (não possui)
ASA Arapiraca Alagoas AL Fumeirão 15 332 0 (não possui)
Boa Esporte Varginha Minas Gerais MG 19º (Série B) Melão 15 471 0 (não possui)
Botafogo-PB João Pessoa Paraíba PB 12º Almeidão (PB) 19 000 0 (não possui)
Botafogo-SP Ribeirão Preto São Paulo SP 1º (Série D) Santa Cruz 29 292 0 (não possui)
Confiança Aracaju Sergipe SE Batistão 15 586 0 (não possui)
Cuiabá Cuiabá Mato Grosso MT 13º Arena Pantanal 44 000 0 (não possui)
Fortaleza Fortaleza Ceará CE Arena Castelão 63 903 0 (não possui)
Guarani Campinas São Paulo SP 11° Brinco de Ouro 29 130 0 (não possui)
Guaratinguetá Guaratinguetá São Paulo SP 16º Pradão[GTA] 9 483 0 (não possui)
Juventude Caxias do Sul Rio Grande do Sul RS 10º Alfredo Jaconi 19 924 0 (não possui)
Macaé Macaé Rio de Janeiro RJ 17º (Série B) Moacyrzão 15 000 1 (2014)
Mogi Mirim Mogi Mirim São Paulo SP 20º (Série B) Romildo Ferreira 19 900 0 (não possui)
Portuguesa São Paulo São Paulo SP Canindé 22 375 0 (não possui)
Remo Belém Pará PA 3º (Série D) Mangueirão 45 007 1 (2005)
River-PI Teresina Piauí PI 2º (Série D) Albertão 52 296 0 (não possui)
Salgueiro Salgueiro Pernambuco PE 14º Cornélio de Barros 12 070 0 (não possui)
Tombense Tombos Minas Gerais MG 15º Almeidão (MG) 3 050 0 (não possui)
Ypiranga de Erechim Erechim Rio Grande do Sul RS 4º (Série D) Colosso da Lagoa 22 000 0 (não possui)
Notas
  • GTA. ^ Devido a pendências junto a administração municipal, o Guaratinguetá não pode utilizar o Estádio Ninho da Garça. A equipe mandará seus jogos iniciais no Estádio Pradão, em Limeira.[9]

Estádios[editar | editar código-fonte]

ABC América de Natal ASA Boa Esporte Botafogo-PB Botafogo-SP
Frasqueirão Arena das Dunas Fumeirão Melão Almeidão (PB) Santa Cruz
Capacidade: 15 082 Capacidade: 32 050 Capacidade: 15 332 Capacidade: 15 471 Capacidade: 19 000 Capacidade: 29 292
Frasqueiro inside.JPG Arena das Dunas inauguração.jpg Boa Ec Melão.jpg Botxtre.jpg Estádio Santa Cruz BFC.JPG
Confiança
Cuiabá
Batistão Arena Pantanal
Capacidade: 15 586 Capacidade: 44 000
Cuiaba Arena.jpg
Fortaleza Guarani
Arena Castelão Brinco de Ouro
Capacidade: 63 903 Capacidade: 29 130
Castelão Arena (5).jpg Estádio Brinco de Ouro da Princesa.JPG
Guaratinguetá Juventude
Pradão Alfredo Jaconi
Capacidade: 9 483 Capacidade: 19 924
EstadioAlfredoJaconi22.jpg
Macaé Mogi Mirim
Moacyrzão Romildo Ferreira
Capacidade: 15 000 Capacidade: 19 900
Portuguesa Remo River-PI Salgueiro Tombense Ypiranga de Erechim
Canindé Mangueirão Albertão Cornélio de Barros Almeidão (MG) Colosso da Lagoa
Capacidade: 22 375 Capacidade: 45 007 Capacidade: 52 296 Capacidade: 12 070 Capacidade: 3 050 Capacidade: 22 000
Estadio Portuguesa1.jpg Estádio Olímpico do Pará - 1.jpg Estádio Governador Alberto Tavares Silva, Teresina PI.jpg Estadiocbarros.JPG Estádio Antônio Guimarães de Almeida.jpg Colosso-2-1-600x300.jpg

Outros estádios[editar | editar código-fonte]

Além dos estádios de mando usual, outros estádios serão utilizados devido a punições de perda de mando de campo impostas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva ou por conta de problemas de interdição dos estádios usuais ou simplesmente por opção dos clubes em mandar seus jogos em outros locais, geralmente buscando uma melhor renda.[10][11][12][13]

Também foi utilizado o Lindolfo Monteiro (Teresina).[14]

Primeira fase[editar | editar código-fonte]

Grupo A[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Ceará Fortaleza 30 18 8 6 4 26 17 +9 Zona de classificação à próxima fase
2 Rio Grande do Norte ABC 30 18 8 6 4 24 15 +9
3 Paraíba Botafogo-PB 28 18 7 7 4 19 13 +6
4 Alagoas ASA 26 18 6 8 4 16 15 +1
5 Pará Remo 25 18 6 7 5 21 20 +1
6 Mato Grosso Cuiabá 22 18 5 7 6 19 17 +2
7 Sergipe Confiança 22 18 5 7 6 22 26 –4
8 Pernambuco Salgueiro 21 18 5 6 7 13 18 –5
9 Rio Grande do Norte América de Natal 20 18 5 5 8 17 23 –6 Zona de rebaixamento à Série D de 2017
10 Piauí River-PI 13 18 2 7 9 13 26 –13

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo A
  ABC AMN ASA BOT CON CUI FOR REM RIV SAL
ABC 1–0 2–2 1–1 0–0 2–1 2–1 2–0 4–0 2–0
América-RN 1–0 1–2 1–1 0–2 0–1 0–3 1–1 1–1 2–0
ASA 2–1 2–0 0–0 1–1 1–0 1–1 2–2 0–0 0–0
Botafogo-PB 2–0 1–2 2–0 2–1 1–0 0–0 2–0 2–1 2–0
Confiança 1–1 0–2 1–0 1–1 1–1 0–2 3–5 4–1 2–1
Cuiabá 2–2 2–2 2–0 2–0 3–0 2–0 1–1 0–1 0–0
Fortaleza 0–1 2–1 2–1 1–0 2–2 2–0 4–1 1–1 3–1
Remo 1–1 0–0 0–1 0–0 2–0 2–0 2–0 1–0 1–1
River-PI 0–2 2–3 0–0 2–2 1–2 0–0 1–1 1–2 1–0
Salgueiro 1–0 2–0 0–1 1–0 1–1 2–2 1–1 1–0 1–0

Grupo B[editar | editar código-fonte]

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 São Paulo Guarani 38 18 11 5 2 26 11 +15 Zona de classificação à próxima fase
2 Minas Gerais Boa Esporte 35 18 10 5 3 28 10 +18
3 São Paulo Botafogo-SP 31 18 8 7 3 28 13 +15
4 Rio Grande do Sul Juventude 30 18 8 6 4 28 18 +10
5 Minas Gerais Tombense 29 18 8 5 5 27 16 +11
6 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 28 18 8 4 6 22 23 –1
7 São Paulo Mogi Mirim 181 18 5 7 6 12 15 –3
8 Rio de Janeiro Macaé 16 18 4 4 10 16 26 –10
9 São Paulo Portuguesa 14 18 4 2 12 13 26 –13 Zona de rebaixamento à Série D de 2017
10 São Paulo Guaratinguetá 4 18 1 1 16 13 55 –42

1 O Mogi Mirim foi punido pelo STJD com a perda de quatro pontos por escalação de jogador irregular.[15]

Confrontos[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados do grupo B
  BOA BRP GUA GTA JUV MAC MOG POR TOM YPI
Boa Esporte 0–0 1–0 4–0 2–1 2–0 1–1 1–0 1–1 2–0
Botafogo-SP 2–0 1–2 6–2 1–1 1–1 1–0 2–1 1–0 1–0
Guarani 2–1 0–0 4–0 1–1 1–0 1–0 1–0 2–0 2–1
Guaratinguetá 0–4 0–4 0–1 0–5 0–3 0–1 2–1 2–2 1–3
Juventude 1–1 0–0 0–2 4–0 2–1 2–1 1–2 3–0 1–1
Macaé 1–5 1–1 2–4 3–1 1–2 0–1 1–0 0–0 0–2
Mogi Mirim 0–0 0–0 1–0 2–1 1–2 0–0 0–0 1–1 3–1
Portuguesa 0–2 0–5 0–0 3–1 1–2 1–2 1–0 0–2 3–1
Tombense 0–1 3–1 1–1 2–1 3–0 1–0 4–0 2–0 4–0
Ypiranga-RS 1–0 2–1 2–2 3–2 0–0 2–0 0–0 1–0 2–1

Desempenho por rodada[editar | editar código-fonte]

Clubes que lideraram o campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A AMN FOR ASA FOR BOT FOR BOT REM ABC FOR
Grupo B GUA JUV GUA

Clubes que ficaram na última posição do campeonato ao final de cada rodada:

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18
Grupo A ABC CON RIV CUI RIV
Grupo B GTA

Fase final[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados da fase final

Em itálico, os times que possuem o mando de campo no primeiro jogo do confronto e em negrito os times classificados.

Quartas de final Semifinais Final
 30 de setembro a 9 de outubro  15 a 23 de outubro  29 de outubro e 5 de novembro
                                     
 São Paulo Botafogo-SP 0 0 0  
 Rio Grande do Norte ABC* 0 1 1  
   Rio Grande do Norte ABC 4 0 4  
   São Paulo Guarani 0 6 6  
 Alagoas ASA 3 0 3
 São Paulo Guarani* 1 3 4  
   São Paulo Guarani 1 0 1
   Minas Gerais Boa Esporte 1 3 4
 Rio Grande do Sul Juventude* (gf) 0 1 1  
 Ceará Fortaleza 0 1 1  
   Rio Grande do Sul Juventude 1 1 2
   Minas Gerais Boa Esporte 2 2 4
 Paraíba Botafogo-PB 0 0 0
 Minas Gerais Boa Esporte* 0 1 1

*Classificados à Série B de 2017.

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols[16] Jogador Time
12 Brasil Jones Carioca ABC
9 Brasil Daniel Amorim Tombense
Brasil Fumagalli Guarani
Brasil Reinaldo Alagoano ASA
8 Brasil Daniel Sobralense Fortaleza
Brasil Hugo Juventude

Hat-tricks[editar | editar código-fonte]

Jogador Clube Adversário Placar Data Ref.
Brasil Hugo Juventude Guaratinguetá 5–0 29 de maio [17]
Brasil Daniel Amorim Tombense Ypiranga de Erechim 4–0 18 de junho [18]
Brasil Diogo Campos Botafogo-SP Guaratinguetá 6–2 20 de junho [19]
Brasil Ricardinho Boa Esporte Guaratinguetá 4–0 16 de julho [20]
Brasil Fumagalli Guarani ABC 6–0 23 de outubro [21]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Brasileiro 2016
Série C
Minas Gerais
Boa Esporte Clube
Campeão
(1º título)

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez maiores públicos do Campeonato:

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 63 903 Fortaleza Ceará 1–1 Rio Grande do Sul Juventude Arena Castelão 9 de outubro Quartas [22]
2 31 906 Remo Pará 0–0 Rio Grande do Norte América de Natal Mangueirão 18 de setembro 18ª [23]
3 30 803 Fortaleza Ceará 4–1 Pará Remo Arena Castelão 10 de setembro 17ª [24]
4 27 202 Botafogo-SP São Paulo 0–0 Rio Grande do Norte ABC Santa Cruz 30 de setembro Quartas [25]
5 17 479 Remo Pará 1–0 Piauí River-PI Mangueirão 6 de agosto 12ª [26]
6 15 516 Botafogo-PB Paraíba 0–0 Minas Gerais Boa Esporte Almeidão (PB) 30 de setembro Quartas [27]
7 14 974 ABC Rio Grande do Norte 1–0 São Paulo Botafogo-SP Frasqueirão 7 de outubro Quartas [28]
8 14 807 Botafogo-PB Paraíba 0–0 Ceará Fortaleza Almeidão (PB) 18 de setembro 18ª [29]
9 13 884 Remo Pará 1–1 Pernambuco Salgueiro Mangueirão 4 de setembro 16ª [30]
10 13 561 Juventude Rio Grande do Sul 0–0 Ceará Fortaleza Alfredo Jaconi 3 de outubro Quartas [31]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante.

Menores públicos[editar | editar código-fonte]

Estes são os dez menores públicos do Campeonato:[PF]

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada Ref.
1 4 Guaratinguetá São Paulo 0–3 Rio de Janeiro Macaé Frederico Dalmaso 4 de setembro 16ª [32]
2 13 Guaratinguetá São Paulo 0–4 Minas Gerais Boa Esporte Frederico Dalmaso 18 de setembro 18ª [33]
3 18 Guaratinguetá São Paulo 2–2 Minas Gerais Tombense Pradão 26 de junho [34]
4 47 Guaratinguetá São Paulo 1–3 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim Nicolau Alayon 14 de agosto 13ª [35]
5 48 Guaratinguetá São Paulo 0–5 Rio Grande do Sul Juventude Pradão 29 de maio [36]
6 52 Guaratinguetá São Paulo 0–1 São Paulo Mogi Mirim Pradão 5 de junho [37]
7 66 Guaratinguetá São Paulo 2–1 São Paulo Portuguesa Pradão 9 de julho [38]
8 193 Cuiabá Mato Grosso 2–0 Paraíba Botafogo-PB Arena Pantanal 31 de julho 11ª [39]
9 196 Mogi Mirim São Paulo 0–0 Rio de Janeiro Macaé Romildo Ferreira 20 de agosto 14ª [40]
10 214 River-PI Piauí 0–0 Mato Grosso Cuiabá Lindolfo Monteiro 18 de setembro 18ª [41]
  • PP. ^ Considera-se apenas o público pagante.
  • PF. ^ Jogos com portões fechados não são considerados.

Médias de público[editar | editar código-fonte]

Estas são as médias de público dos clubes no Campeonato. Considera-se apenas os jogos da equipe como mandante e o público pagante:[42]

Pos. Time Média Total Mandos[PF] Maior Menor
1 Ceará Fortaleza 17 385 156 465 9 63 903 6 146
2 Pará Remo 14 068 126 611 9 31 906 7 992
3 Paraíba Botafogo-PB 8 645 86 452 10 15 516 4 659
4 São Paulo Botafogo-SP 6 183 61 829 10 27 202 2 524
5 Rio Grande do Norte ABC 5 743 63 178 11 14 974 1 687
6 São Paulo Guarani 5 382 53 820 10 13 345 1 771
7 Rio Grande do Norte América de Natal 4 127 37 139 9 10 536 1 556
8 Rio Grande do Sul Juventude 3 777 41 548 11 13 561 442
9 Sergipe Confiança 3 178 28 599 9 5 033 1 621
10 Piauí River-PI 2 191 19 720 9 4 049 214
11 Alagoas ASA 1 771 17 711 10 2 863 762
12 Pernambuco Salgueiro 1 752 15 764 9 2 806 1 085
13 Minas Gerais Boa Esporte 1 551 18 611 12 7 696 279
14 São Paulo Portuguesa 1 176 9 404 8 2 504 330
15 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 834 7 502 9 1 275 514
16 São Paulo Mogi Mirim 710 6 389 9 3 022 196
17 Minas Gerais Tombense 511 4 603 9 787 386
18 Mato Grosso Cuiabá 381 3 426 9 728 193
19 Rio de Janeiro Macaé 344 2 405 7 560 264
20 São Paulo Guaratinguetá 204 1 840 9 812 4
  • PF. ^ Jogos com portões fechados não são considerados.

Mudança de técnicos[editar | editar código-fonte]

Clube Antecessor Motivo Data Última partida Rod Pos Sucessor Ref.
Alagoas ASA Brasil Jaelson Marcelino Demitido 6 de junho ASA 0–0 Salgueiro (Gr. A) Brasil Paulo Foiani [43][44]
Piauí River-PI Brasil Capitão Remanejado 8 de junho River-PI 1–2 Remo (Gr. A) Brasil Vica [45]
São Paulo Portuguesa Brasil Anderson Beraldo Demitido 12 de junho Portuguesa 0–5 Botafogo-SP (Gr. B) Brasil Jorginho [46][47]
Rio de Janeiro Macaé Brasil Mário Marques Resignado 13 de junho Guarani 1–0 Macaé (Gr. B) Brasil Carlinho Ganjão [48][49]
Rio de Janeiro Macaé Brasil Carlinho Ganjão Remanejado 20 de junho Macaé 0–1 Mogi Mirim (Gr. B) Brasil Tita [50]
Pará Remo Brasil Marcelo Veiga Resignado 25 de junho Remo 1–1 ABC (Gr. A) Brasil Waldemar Lemos [51][52]
Rio Grande do Norte América-RN Brasil Sérgio China Resignado 25 de junho América-RN 1–1 Botafogo-PB (Gr. A) Brasil Francisco Diá [53][54]
Mato Grosso Cuiabá Brasil Flávio Araújo Resignado 11 de julho ABC 2–1 Cuiabá (Gr. A) Brasil Eduardo Henrique [55][56]
Sergipe Confiança Brasil Betinho Demitido 11 de julho Confiança 0–2 América-RN (Gr. A) Brasil Roberto Fernandes [57][58]
Rio de Janeiro Macaé Brasil Tita Resignado 12 de julho Macaé 1–2 Juventude (Gr. B) Brasil Josué Teixeira [59][60]
Minas Gerais Boa Esporte Brasil Julinho Camargo Resignado 18 de julho Boa Esporte 4–0 Guaratinguetá (Gr. B) Brasil Ney da Matta [61][62]
Mato Grosso Cuiabá Brasil Eduardo Henrique Remanejado 19 de julho Cuiabá 0–1 River-PI 10º (Gr. A) Brasil Roberto Fonseca [63]
São Paulo Portuguesa Brasil Jorginho Demitido 21 de agosto Portuguesa 1–2 Juventude 14ª (Gr. B) Brasil Márcio Ribeiro [64][65]
Piauí River-PI Brasil Vica Resignado 8 de setembro River-PI 0–2 ABC 16ª 10º (Gr. A) Brasil Marcão (interino) [66]
São Paulo Mogi Mirim Brasil Leston Júnior Demitido 9 de setembro Ypiranga de Erechim 0–0 Mogi Mirim 16ª (Gr. B) Brasil Mário Júnior [67][68]
Ceará Fortaleza Brasil Marquinhos Santos Contratado pelo Figueirense 19 de setembro Botafogo-PB 0–0 Fortaleza 18ª (Gr. A) Brasil Hemerson Maria [69][70]

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

A classificação geral dá prioridade ao clube que avançou mais fases, e ao campeão, mesmo que tenha menor pontuação.

Pos Times Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Minas Gerais Boa Esporte 49 24 14 7 3 37 13 +24 Promovidos à Série B em 2017
e finalistas
2 São Paulo Guarani 45 24 13 6 5 37 22 +15
3 Rio Grande do Norte ABC 37 22 10 7 5 29 21 +8 Promovidos à Série B em 2017
e eliminados nas semifinais
4 Rio Grande do Sul Juventude 32 22 8 8 6 31 23 +8
5 São Paulo Botafogo-SP 32 20 8 8 4 28 14 +13 Eliminados nas quartas de final
6 Ceará Fortaleza 32 20 8 8 4 27 18 +9
7 Paraíba Botafogo-PB 29 20 7 8 5 19 14 +5
8 Alagoas ASA 29 20 7 8 5 19 19 0
9 Minas Gerais Tombense 29 18 8 5 5 27 16 +11 Eliminados na primeira fase
10 Rio Grande do Sul Ypiranga de Erechim 28 18 8 4 6 22 23 –1
11 Pará Remo 25 18 6 7 5 21 20 +1
12 Mato Grosso Cuiabá 22 18 5 7 6 19 17 +2
13 Sergipe Confiança 22 18 5 7 6 22 26 –4
14 Pernambuco Salgueiro 21 18 5 6 7 13 18 –5
15 São Paulo Mogi Mirim 181 18 5 7 6 12 15 –3
16 Rio de Janeiro Macaé 16 18 4 4 10 16 26 –10
17 Rio Grande do Norte América de Natal 20 18 5 5 8 17 23 –6 Rebaixados à Série D de 2017
18 São Paulo Portuguesa 14 18 4 2 12 13 26 –13
19 Piauí River-PI 13 18 2 7 9 13 26 –13
20 São Paulo Guaratinguetá 4 18 1 1 16 13 55 –42

1 O Mogi Mirim foi punido pelo STJD com a perda de quatro pontos por escalação de jogador irregular.[15]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Boa engole Guarani com gols logo de cara e presenteia torcida com título». GloboEsporte.com. 5 de novembro de 2016. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  2. «Guarani e Juventude encerram jejum e voltam à Série B com ABC e Boa Esporte». iG. 10 de outubro de 2016. Consultado em 5 de novembro de 2016. 
  3. «Macaé vence, respira e rebaixa o Guaratinguetá à Série D do Brasileiro». GloboEsporte.com. 4 de setembro de 2016. Consultado em 4 de setembro de 2016. 
  4. «Objetivo, ABC vence River e vai às quartas. Galo está rebaixado para Série D 2017». GloboEsporte.com. 5 de setembro de 2016. Consultado em 5 de setembro de 2016. 
  5. «ASA, Botafogos e Juventude passam às quartas; América-RN e Lusa caem». GloboEsporte.com. 18 de setembro de 2016. Consultado em 18 de setembro de 2016. 
  6. «Calendário do Futebol Brasileiro 2016 - Primeiro Semestre» (PDF). CBF. 25 de agosto de 2015. Consultado em 9 de setembro de 2015. 
  7. «Por 11 votos a 9, CBF mantém fórmula e divulga tabela da Série C para 2016». GloboEsporte.com. 8 de março de 2016. Consultado em 11 de março de 2016. 
  8. «CNEF Cadastro Nacional de Estádios de Futebol» (PDF). CBF. 18 de janeiro de 2016. Consultado em 17 de abril de 2016. 
  9. «Guará define local de quatro partidas para Série C do Campeonato Brasileiro». GloboEsporte.com. 10 de maio de 2016. Consultado em 18 de maio de 2016. 
  10. «Falta de licença no Centenário obriga Juventude a jogar com o Ypiranga segunda-feira na Arena do Grêmio». Pioneiro. 17 de maio de 2016. Consultado em 18 de maio de 2016. 
  11. «Guará x Ypiranga tem local alterado». CBF. 8 de agosto de 2016. Consultado em 10 de agosto de 2016. 
  12. «Guaratinguetá abandona Limeira e 'se muda' de vez para São Paulo». Futebol Interior. 11 de agosto de 2016. Consultado em 17 de agosto de 2016. 
  13. «Portuguesa x Guaratinguetá será em Osasco». CBF. 8 de setembro de 2016. Consultado em 8 de setembro de 2016. 
  14. «River solicita Lindolfo Monteiro para reta final da Série C». GP1. 30 de agosto de 2016. Consultado em 31 de agosto de 2016. 
  15. a b «Mogi Mirim perde quatro pontos no STJD por atleta irregular na Série C». GloboEsporte.com. 19 de setembro de 2016. Consultado em 19 de setembro de 2016. 
  16. «Brasileirão Série C – Artilharia». CBF. Consultado em 30 de outubro de 2016. 
  17. «Atacante Hugo faz três, e Juventude goleia o Guará pelo Brasileiro Série C». GloboEsporte. 29 de maio de 2016. Consultado em 2 de junho de 2016. 
  18. «Com direito a hat-trick, Tombense faz quatro e goleia Ypiranga-RS na Série C». GloboEsporte.com. 18 de junho de 2016. Consultado em 18 de junho de 2016. 
  19. «Botafogo-SP goleia, se aproxima do líder e afunda lanterna Guaratinguetá». GloboEsporte.com. 20 de junho de 2016. Consultado em 21 de junho de 2016. 
  20. «Em tarde de Ricardinho, Boa Esporte atropela o Guaratinguetá no Melão». GloboEsporte.com. 16 de junho de 2016. Consultado em 16 de julho de 2016. 
  21. «Guarani reage com goleada histórica no Brinco, pulveriza ABC e vai à final da Série C». GloboEsporte.com. 23 de outubro de 2016. Consultado em 23 de outubro de 2016. 
  22. «Boletim Financeiro: Fortaleza 1x1 Juventude» (PDF). CBF. 9 de outubro de 2016. Consultado em 10 de outubro de 2016. 
  23. «Boletim Financeiro: Remo 0x0 América-RN» (PDF). CBF. 18 de setembro de 2016. Consultado em 19 de setembro de 2016. 
  24. «Boletim Financeiro: Fortaleza 4x1 Remo» (PDF). CBF. 10 de setembro de 2016. Consultado em 13 de setembro de 2016. 
  25. «Boletim Financeiro: Botafogo-SP 0x0 ABC» (PDF). CBF. 30 de setembro de 2016. Consultado em 3 de outubro de 2016. 
  26. «Boletim Financeiro: Remo 1x0 River-PI» (PDF). CBF. 6 de agosto de 2016. Consultado em 9 de agosto de 2016. 
  27. «Boletim Financeiro: Botafogo-PB 0x0 Boa Esporte» (PDF). CBF. 30 de setembro de 2016. Consultado em 3 de outubro de 2016. 
  28. «Boletim Financeiro: ABC 1x0 Botafogo-SP» (PDF). CBF. 7 de outubro de 2016. Consultado em 10 de outubro de 2016. 
  29. «Boletim Financeiro: Botafogo-PB 0x0 Fortaleza» (PDF). CBF. 18 de setembro de 2016. Consultado em 19 de setembro de 2016. 
  30. «Boletim Financeiro: Remo 1x1 Salgueiro» (PDF). CBF. 4 de setembro de 2016. Consultado em 4 de setembro de 2016. 
  31. «Boletim Financeiro: Juventude 0x0 Fortaleza» (PDF). CBF. 3 de outubro de 2016. Consultado em 7 de outubro de 2016. 
  32. «Boletim Financeiro: Guaratinguetá 0x3 Macaé» (PDF). CBF. 4 de setembro de 2016. Consultado em 6 de setembro de 2016. 
  33. «Boletim Financeiro: Guaratinguetá 0x4 Boa» (PDF). CBF. 18 de setembro de 2016. Consultado em 18 de setembro de 2016. 
  34. «Boletim Financeiro: Guaratinguetá 2x2 Tombense» (PDF). CBF. 26 de junho de 2016. Consultado em 27 de junho de 2016. 
  35. «Boletim Financeiro: Guaratinguetá 1x3 Ypiranga-RS» (PDF). CBF. 14 de agosto de 2016. Consultado em 16 de agosto de 2016. 
  36. «Boletim Financeiro: Guaratinguetá 0x5 Juventude» (PDF). CBF. 29 de maio de 2016. Consultado em 7 de junho de 2016. 
  37. «Boletim Financeiro: Guaratinguetá 0x1 Mogi Mirim» (PDF). CBF. 5 de junho de 2016. Consultado em 7 de junho de 2016. 
  38. «Boletim Financeiro: Guaratinguetá 2x1 Portuguesa» (PDF). CBF. 9 de julho de 2016. Consultado em 11 de julho de 2016. 
  39. «Boletim Financeiro: Cuiabá 2x0 Botafogo-PB» (PDF). CBF. 31 de julho de 2016. Consultado em 2 de agosto de 2016. 
  40. «Boletim Financeiro: Mogi Mirim 0x0 Macaé» (PDF). CBF. 20 de agosto de 2016. Consultado em 23 de agosto de 2016. 
  41. «Boletim Financeiro: River-PI 0x0 Cuiabá» (PDF). CBF. 18 de setembro de 2016. Consultado em 20 de setembro de 2016. 
  42. «Ranking de Público». SrGoool.com.br. Consultado em 9 de novembro de 2016. 
  43. «Jaelson deixa o ASA após expor crise financeira e desagradar presidente». GloboEsporte.com. 6 de junho de 2016. Consultado em 6 de junho de 2016. 
  44. «Série C: ASA anuncia Paulo Foiani como novo técnico para a sequência do Brasileiro». Futebol Interior. 6 de junho de 2016. Consultado em 6 de junho de 2016. 
  45. «Vica é do Galo: River-PI anuncia novo treinador para sequência da Série C». GloboEsporte.com. 8 de junho de 2016. Consultado em 8 de junho de 2016. 
  46. «Após goleada histórica no Canindé, Portuguesa fica sem treinador». GloboEsporte.com. 12 de junho de 2016. Consultado em 12 de junho de 2016. 
  47. «Portuguesa anuncia Jorginho como novo treinador para a Série C». GloboEsporte.com. 13 de junho de 2016. Consultado em 13 de junho de 2016. 
  48. «Mário Marques pede demissão após terceira derrota do Macaé na Série C». GloboEsporte.com. 13 de junho de 2016. Consultado em 14 de junho de 2016. 
  49. «Ganjão é efetivado no comando do Macaé para a sequência da Série C». GloboEsporte.com. 15 de junho de 2016. Consultado em 15 de junho de 2016. 
  50. «Macaé anuncia Tita como treinador para a disputa da Série C do Brasileiro». GloboEsporte.com. 20 de junho de 2016. Consultado em 20 de junho de 2016. 
  51. «Marcelo Veiga entrega o cargo após o empate contra o ABC, no Mangueirão». GloboEsporte.com. 25 de junho de 2016. Consultado em 25 de junho de 2016. 
  52. «Waldemar Lemos é anunciado como novo técnico do Clube do Remo». GloboEsporte.com. 29 de junho de 2016. Consultado em 29 de junho de 2016. 
  53. «Após quarto jogo sem vencer, Sérgio China entrega cargo no América-RN». GloboEsporte.com. 25 de junho de 2016. Consultado em 25 de junho de 2016. 
  54. «América-RN age rápido e anuncia Francisco Diá como novo treinador». GloboEsporte.com. 26 de junho de 2016. Consultado em 26 de junho de 2016. 
  55. «Flávio Araújo não resiste à sequência ruim e deixa comando do Cuiabá». GloboEsporte.com. 11 de julho de 2016. Consultado em 11 de julho de 2016. 
  56. «Cuiabá efetiva Eduardo Henrique e garante: "Não estamos buscando treinador"». Futebol Interior. 13 de julho de 2016. Consultado em 19 de julho de 2016. 
  57. «Série C: Após reunião com diretoria, Betinho confirma saída do Confiança». Futebol Interior. 11 de julho de 2016. Consultado em 11 de julho de 2016. 
  58. «Após saída de Betinho, Confiança contrata técnico Roberto Fernandes». GloboEsporte.com. 12 de julho de 2016. Consultado em 12 de julho de 2016. 
  59. «Tita pediu demissão do Macaé em uma reunião na casa do presidente». GloboEsporte.com. 13 de julho de 2016. Consultado em 13 de julho de 2016. 
  60. «Josué se acerta com o Macaé e aceita desafio de salvar o clube na Série C». GloboEsporte.com. 13 de julho de 2016. Consultado em 13 de julho de 2016. 
  61. «Após aplicar goleada, Julinho Camargo pede demissão e deixa Boa Esporte». GloboEsporte.com. 18 de julho de 2016. Consultado em 19 de julho de 2016. 
  62. «Boa Esporte anuncia retorno de Ney da Matta para sequência da Série C». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2016. Consultado em 19 de julho de 2016. 
  63. «Na lanterna da Série C, Cuiabá anuncia Roberto Fonseca como novo treinador». GloboEsporte.com. 19 de julho de 2016. Consultado em 20 de julho de 2016. 
  64. «Série C: Na zona de rebaixamento, Portuguesa demite Jorginho». Futebol Interior. 21 de agosto de 2016. Consultado em 22 de agosto de 2016. 
  65. «Série C: Márcio Ribeiro é o novo técnico da Portuguesa». Futebol Interior. 22 de agosto de 2016. Consultado em 22 de agosto de 2016. 
  66. «Em meio à crise, River-PI desliga Vica, Eduardo, Cleitinho e Gilmak». GloboEsporte.com. 8 de setembro de 2016. Consultado em 8 de setembro de 2016. 
  67. «Mogi demite Leston Jr após confusão em treino e fica nas mãos de interino». GloboEsporte.com. 9 de setembro de 2016. Consultado em 10 de setembro de 2016. 
  68. «Mogi se pronuncia sobre a saída de Leston Júnior e define novo treinador». GloboEsporte.com. 10 de setembro de 2016. Consultado em 10 de setembro de 2016. 
  69. «Antes de mata-mata, Marquinhos Santos deixa Leão e assume Figueira». GloboEsporte.com. 19 de setembro de 2016. Consultado em 19 de setembro de 2016. 
  70. «Com saída de Marquinhos Santos, Hemerson Maria assume o Fortaleza». GloboEsporte.com. 19 de setembro de 2016. Consultado em 19 de setembro de 2016. 
Precedido por
Série C 2015
16 de maio21 de novembro
Série C 2016
21 de maio6 de novembro
Sucedido por
Série C 2017
maio – novembro