Josué Teixeira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Josué Teixeira
Josué Teixeira
Informações pessoais
Nome completo Josué Amaral Teixeira
Data de nasc. 25 de agosto de 1960 (58 anos)
Local de nasc. Niterói (RJ),  Brasil
Informações profissionais
Equipa atual Brasil Americano
Posição Treinador
Times/Equipas que treinou
2004
2005
2006
2007
2008–2009
2009
2009–2011
2011–2012
2012
2013
2013
2014
2014
2014
2014–2015
2015
2015
2015
2016
2016
2017
2018
2018-
Brasil Flamengo (assistente)
Brasil Fluminense (assistente)
Brasil Fluminense (interino)
Brasil Avaí
Catar Al-Gharafa Sub-23
Catar Al-Rayyan Sub-23
Brasil Nova Iguaçu
Brasil Sampaio Corrêa
Brasil Internacional (aux.-técn.)
Brasil Duque de Caxias
Brasil Flamengo-PI[1]
Brasil São José-MA
Brasil Macaé
Brasil River-PI
Brasil Macaé
Brasil ABC
Brasil Cuiabá
Brasil Macaé
Brasil Tricordiano-MG
Brasil Macaé
Brasil Remo
Brasil Macaé
Brasil Americano




7J (4V 1E 2D)[2]



45J (23V 5E 17D)[3]
55J (35V 9E 12D)[4]

Josué Amaral Teixeira, mais conhecido apenas como Josué Teixeira (Rio de Janeiro, 25 de agosto de 1960), é um treinador brasileiro, professor licenciado em Educação Física, pós-graduado em Educação e bacharel em Direito. Atualmente, é técnico do Americano.[5]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Josué trabalhou em equipes pequenas como Bonsucesso e Portuguesa-RJ do Rio de Janeiro e como auxiliar-técnico do treinador Abel Braga, como treinador provisório e como observador para Oswaldo de Oliveira, antes de obter a primeira chance para dirigir um grande clube do futebol brasileiro, o Fluminense Football Club, clube de seu coração, durante o Campeonato Brasileiro de 2006.

Como auxiliar e observador, Josué havia ajudado o Fluminense a conquistar a vitória em três ocasiões: contra Operário-MT e CENE, pela Copa do Brasil de 2006, e contra o Volta Redonda, sempre jogando fora do Rio de Janeiro.

Sua estreia como treinador efetivo aconteceu no dia 13 de agosto de 2006, em partida que o Tricolor derrotou o Cruzeiro, em pleno Estádio do Mineirão, por 3 a 2.

Em 2007, assumiu o Avaí de Florianópolis, deixando o cargo dois meses depois.

Trabalhou no Al-Gharafa, clube da cidade de Doha, no Qatar, pelo qual foi campeão nacional na temporada 2007–08 na Liga A, como assistente de Marcos Paquetá, e campeão da Liga B, como treinador.[6]

Em 2009, após especulações de que iria treinar um clube da Série B do Campeonato Brasileiro,[7] Josué assumiu o comando do Nova Iguaçu,[8] pelo qual foi vice-campeão da Segunda Divisão Carioca,[9] mas foi demitido no dia 28 de março,[10] após a derrota para o Olaria na Taça Rio.

Assumiu em abril de 2011 o Sampaio Corrêa para disputar o Campeonato Maranhense e a Série D de 2011, com o objetivo de ser campeão estadual e subir para a Série C nacional com o tradicional time maranhense. Pouco antes de completar um ano no clube, desgastado com uma sequência de 4 derrotas, de comum acordo, deixou o time, onde conquistou o Campeonato Maranhense e a Copa União.

No dia 24 de julho de 2012, foi anunciado oficialmente como novo auxiliar técnico de Fernandão, no Internacional, ao lado de André Döring e meses depois assumiu o comando do Duque de Caxias, para a temporada 2013,[11] onde, após três derrotas no Carioca 2013, de comum acordo, deixou o clube.

Na sua passagem pelo River-PI, declarou-se como grande fã do Simão Teles Bacelar, o maior jogador do estado e um dos principais jogadores do Nordeste. Ganhou carinhosamente os apelidos de "El Matemático" e "Pai Josuka", porque, das "oito decisões" que tinha pela frente, obteve apenas uma derrota contra o Cori-Sabbá (na 5ª rodada do returno) e, de quebra, contribuiu para a equipe tricolor conquistar o título piauiense após sete anos de jejum. em seguida retornou ao Macaé, onde fez história ao se classificar a Série B, dentro do Castelão lotado, contra o Fortaleza e de ser campeão da Série C ao empatar em 3 a 3 com o Paysandu.

Em 21 de março de 2015 deixou o Macaé para assumir o ABC.[12] e meses depois deixou o comando do clube potiguar,[13] teve uma rápida passagem pelo Cuiabá,[14] onde comandou o clube em apenas uma partida[15] e retorna pela terceira vez ao comando do Macaé. No dia 7 de novembro de 2015 o treinador deixa Macaé após derrota por 2 a 0 pelo Vitória. O resultado levou o time de Macaé pra zona de rebaixamento da Serie B.

Nesta quarta, 20 de janeiro de 2016, Josué Teixeira chega ao campo de treinamento do Clube Atlético Tricordiano de Três Corações, MG, para assumir o cargo de treinador, sendo está será a primeira passagem de Teixeira pelo futebol mineiro. O Tricordiano estreia dia 31 de janeiro, contra o Guarani - MG, às 17h, no Estádio Elias Arbex em Três Corações. Em 03 de março de 2016, Josué Teixeira é demitido do comando do Clube Atlético Tricordiano, ele ficou no comando da equipe por quase dois meses, acabou deixando o clube na zona de rebaixamento do Campeonato Mineiro de Futebol de 2016 - Módulo I.[16]

No segundo semestre de 2016, Josué Teixeira acertou sua quarta passagem pelo Macaé, Josué comandou o Macaé na importante campanha de 2014, onde acabaram conquistando o Campeonato Brasileiro - Série C: 2014.[17] Ainda em 2016, Josué deixa o comando do Macaé com missão cumprida, ele foi contratado para livrar o clube do rebaixamento no Campeonato Brasileiro de Futebol de 2016 - Série C e conseguiu o objetivo pelo clube carioca.

Josué Teixeira acertou em dezembro de 2016 com o Remo, para comandar a equipe azulina em 2017.[18]

Em agosto de 2017, Josué Teixeira retornou, pela 5ª vez, ao Macaé.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Al-Gharafa
Sampaio Corrêa

River-PI

  • Piauí Taça Cidade de Teresina Querida (campeão do 2º turno): 2014
  • Piauí Campeonato Piauiense Série de SIMA de 2014

Macaé

ABC

Prêmios Individuais[editar | editar código-fonte]


Referências

  1. Agência Futebol Interior (19 de março de 2013). «Piauiense: Josué Teixeira, ex-técnico do Fluminense, assume Flamengo». FutebolInterior.com. Consultado em 28 de janeiro de 2014 
  2. «Estatísticas Fluminense >> Treinadores >> J >> Josué Teixeira». Fluzão.info. Consultado em 28 de janeiro de 2014 
  3. Redação FutRio/Série A. Josué Teixeira deixa o comando do Nova Iguaçu (em português). FutRio.net. Página visitada em 28 de janeiro de 2014
  4. MATOS, Heider (9 de janeiro de 2014). «Josué Teixeira é anunciado como novo treinador do São José». ImiranteEsporte.com. Consultado em 28 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 30 de janeiro de 2014 
  5. https://globoesporte.globo.com/rj/serra-lagos-norte/futebol/noticia/josue-teixeira-e-novo-treinador-do-americano-para-a-serie-d-do-brasileiro.ghtml
  6. MONTEIRO, Luiz Maurício (14 de setembro de 2009). «Técnico Josué Teixeira volta do exterior e destino pode ser o futebol carioca». SRZD.com. Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  7. Lancepress! (27 de maio de 2009). «Josué Teixeira perto de assumir clube da Série B». OGlobo.com. Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  8. «Josué Teixeira é o novo técnico do Nova Iguaçu Futebol Clube». NIFC.com. 18 de dezembro de 2009. Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  9. «Nova Iguaçu homenageia Josué Teixeira». NIFC.com. 15 de dezembro de 2010. Consultado em 23 de dezembro de 2010 
  10. RAUPP, Ivan (28 de março de 2011). «Josué Teixeira deixa o Nova Iguaçu e nega que esteja indo para Laranjeiras». GloboEsporte.com. Consultado em 28 de março de 2011 
  11. Agência Futebol Interior (10 de novembro de 2012). «Eliminado, time carioca anuncia ex-técnico do Fluminense». FutebolInterior.com. Consultado em 10 de novembro de 2012 
  12. ABC contrata técnico Josué Teixeira, campeão da Série C em 2014
  13. GloboEsporte.com. «ABC demite técnico Josué Teixeira após eliminação da Copa do Brasil». Consultado em 20 de maio de 2015 
  14. Globoesporte.com (15 de julho de 2015). «Cuiabá contrata atual campeão da Série C como novo treinador». Consultado em 17 de julho de 2015 
  15. GloboEsporte.com. «Josué Teixeira deixa Cuiabá horas antes partida contra o Vila Nova». Consultado em 14h09  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  16. «Tricordiano-cai-para-zona-de-rebaixamento-e-troca-de-treinado» 
  17. «Tita pede demissão e Macaé anuncia Josué Teixeira como novo treinador – SF Notícias». www.sfnoticias.com.br. Consultado em 20 de dezembro de 2016 
  18. «josue-teixeira-e-o-novo-tecnico-do-remo-e-onde-sempre-quis-trabalhar» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Paulo Campos
Técnico do Fluminense
2006
Sucedido por
Paulo César Gusmão
Precedido por
Edson Gaúcho
Técnico do Avaí
2007
Sucedido por
Sérgio Ramirez
Precedido por
Paulo Henrique
Júnior Lopes
Marcelo Cabo
Técnico do Macaé
2014
2014-2015
2015
Sucedido por
Júnior Lopes
Marcelo Cabo
atual
Precedido por
Waldemar Lemos
Técnico do Remo
2017
Sucedido por
Oliveira Canindé
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.