Sérgio Moacir Torres Nunes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sérgio Torres
Informações pessoais
Nome completo Sérgio Moacir Torres Nunes
Data de nasc. 21 de setembro de 1926
Local de nasc. Taquara (RS),  Brasil
Falecido em 23 de junho de 2007 (80 anos)
Local da morte Viamão (RS),  Brasil
Apelido Majestade do Arco
Informações profissionais
Período em atividade Como Jogador: 1946-1956 (10 anos)
Como Treinador: 1961-1984 (23 anos)
Posição Goleiro
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
19461947
19471956
1956
Brasil Floriano-RS
Brasil Grêmio
Brasil Internacional
Seleção nacional
1956 Brasil Brasil 00003 000(0)
Times/Equipas que treinou
1961
1962
1967
1968
1970
1984
Brasil Internacional
Brasil Grêmio
Brasil Internacional
Brasil Grêmio
Brasil Cruzeiro-RS
Brasil Avaí





0000010

Sérgio Moacir Torres Nunes, mais conhecido como Sérgio Torres ou Sérgio Moacir (Taquara, 21 de setembro de 1926Viamão, 24 de junho de 2007), foi um futebolista e treinador brasileiro.[1]

Carreira como jogador[editar | editar código-fonte]

Sérgio Moacir iniciou a carreira no futebol como goleiro, sendo conhecido como "A Majestade do Arco".

Jogou no Floriano de Novo Hamburgo, em 1946. No ano seguinte, transferiu-se ao Grêmio, atuando pelo clube até o ano de 1956. Ainda jogou no Internacional.

Pelo Grêmio, Sérgio Moacir sagrou-se campeão gaúcho em 1949 e 1956. Pela Seleção do Brasil, conquistou o Pan-americano em 1956, quando a Seleção do Rio Grande do Sul representou o Brasil.

Carreira como treinador[editar | editar código-fonte]

Também treinou a Dupla Grenal em diversas oportunidades, sendo campeão estadual pelo Internacional em 1961 e pelo Grêmio em 1962 e 1968. É o quinto treinador com mais jogos pelo Grêmio, num total de 248 jogos nas suas duas passagens pelo Grêmio.

Em 1984 atuou como treinador pelo Avaí aonde, em dez jogos, obteve quatro vitórias três empates e três derrotas.

Nos anos 90, foi um dos debatedores fixos do programa Sala de Redação, da Rádio Gaúcha

No dia 18 de setembro de 2003, recebeu uma homenagem do Grêmio, sendo imortalizado na "Calçada da Fama" do Estádio Olímpico.

Sérgio Moacir faleceu em 2007, aos 81 anos, vítima de infarto fulminante.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Grêmio
Seleção Brasileira

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Internacional
Grêmio
Cruzeiro-RS

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Ênio Rodrigues
Técnico do Grêmio
1962-1963
Sucedido por
Carlos Froner
Precedido por
Luís Engelke
Técnico do Grêmio
1968-1969
Sucedido por
Sérgio Torres
Precedido por
Denílson Custódio
Técnico do Vitória
1977
Sucedido por
Melquisedeque dos Santos
Precedido por
Emílson Peçanha
Técnico do Avaí Futebol Clube
1984
Sucedido por
Dacica
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.