Davi Ferreira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Duque
Informações pessoais
Nome completo Davi Ferreira
Data de nasc. 15 de maio de 1928
Local de nasc. Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Falecido em 16-07-2017
Local da morte Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Apelido Duque
Informações profissionais
Posição Treinador
(Zagueiro)
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1983 Brasil Cruzeiro
Brasil Fluminense
Brasil Vasco da Gama
Brasil Canto do Rio

90 (0)[1]

Seleção nacional
1960 Rio de Janeiro Seleção Carioca Universitária
Times/Equipas que treinou
1982 Brasil Náutico
Brasil Náutico
Brasil Náutico
Brasil Bonsucesso
Brasil Santa Cruz
Brasil Corinthians
Brasil Fluminense
Brasil Sport
Brasil Corinthians
Brasil Náutico
Bahrein Al-Muharraq
Brasil Olaria<

America-MG/>Seleção da Costa do Marfim







99[1]

113[2]


Davi Ferreira, mais conhecido como Duque[3] (Belo Horizonte, 15 de maio de 1928 — Rio de Janeiro, 16 de julho de 2017[4][5]), foi um treinador e futebolista brasileiro, que atuou como zagueiro.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Foi jogador de futebol nos anos 1940 e anos 1950, jogando por Cruzeiro, Fluminense, Vasco da Gama e Canto do Rio, onde encerrou sua carreira.

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Tornou-se técnico nos anos 1960 e conquistou nada menos do que quatro dos seis títulos do hexacampeonato pernambucano do Náutico, em 1964, 1966, 1967 e 1968. Ainda conquistou os títulos pernambucanos de 1970 e 1971 (pelo Santa Cruz) e o de 1975 (pelo Sport).

Em suas duas passagens pelo Corinthians, quase conseguiu o título perseguido durante mais de vinte anos. Na primeira, em 1972, levou o time as semifinais do Campeonato Brasileiro. Na segunda, entre 1976 e 1977, treinava a equipe na tarde da invasão corintiana ao Maracanã, contra o Fluminense (1 a 1, em 5 de dezembro de 1976), em que o Corinthians ganhou nos pênaltis o direito de ir à final contra o Internacional, onde acabou sendo vice-campeão.

Folclórico, se despediu do clube durante a campanha do título paulista de 1977. Foi também campeão carioca em 1973[6], pelo Fluminense.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Fluminense

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Náutico
Santa Cruz
Fluminense
Sport
Corinthians
Olaria

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Corinthians

Referências

  1. a b c d «Estatísticas Fluminense». Fluzão.info. Consultado em 16 de julho de 2017 
  2. a b «Duque (1972–1973 e 1976–1977)». AcervoSCCP.com. Consultado em 16 de julho de 2017 
  3. «Que fim Levou? Duque». TerceiroTempo.com. Consultado em 5 de outubro de 2012 
  4. Agência Futebol Interior (16 de julho de 2017). «Luto! Morre Duque, treinador que fez sucesso em grandes times do Brasil». FutebolInterior.com. Consultado em 16 de julho de 2017 
  5. Redação Terceiro Tempo (16 de julho de 2017). «Aos 91 anos de idade, ex-técnico Duque Morre no Rio de Janeiro». TerceiroTempo.com. Consultado em 16 de julho de 2017 
  6. «A História do Fluminense – O Carioca de 1973». Flumania.com. Consultado em 5 de outubro de 2012 
Precedido por
Mituca
Dante Bianchi
Válter Miraglia
Jálber Carvalho
Treinadores do Náutico
1964
1966
1967–1968
1977–1978
Sucedido por
Mituca
Válter Miraglia
Manuelzinho
Danilo Alvim
Precedido por
Luisinho (interino)
Cabeção (interino)
Treinadores do Corinthians
1972–1973
1976–1977
Sucedido por
Yustrich
Osvaldo Brandão
Precedido por
Zezé Moreira
Treinadores do Fluminense
1973–1974
Sucedido por
Carlos Alberto Parreira
Precedido por
Cilinho
Treinadores do Sport
1975
Sucedido por
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.