José Luiz Carbone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Carbone
Informações pessoais
Nome completo José Luiz Carbone
Data de nasc. 22 de março de 1946 (71 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP),  Brasil
Informações profissionais
Posição Treinador de Futebol
(ex-volante)
Clubes de juventude
1962
1963
Brasil Juventus
Brasil São Paulo
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1964
1966
1968
1969
1969–1973
1973
1974
1974–1979
1980–1982
Brasil São Paulo
Brasil Ponte Preta
Brasil Metropol
Brasil São Paulo
Brasil Internacional
Brasil Botafogo
Brasil Grêmio
Brasil Botafogo
Brasil Nacional-SP



13 (1)
47 (0)
30 (0)

22 (1)
Seleção nacional
1973–1974 Brasil Brasil 7 (0)
Times/Equipas que treinou
1982–1983
1983
1983–1984
1984–1985
1985–1986
1986–1987
1987
1987
1988
1988
1989
1989
1990
1990–1991
1991
1991–1992
1993
1993
1994–1995
1996
1996–1997
1997
1997–1998
1998–1999
1999–2000
2000–2001
2001–2002
2002
2002–2003
2003
2003
2004–2005
2005–2007
2007
2009
2009–2010
Brasil Nacional-SP
Brasil Goytacaz
Brasil Fluminense
Brasil Ponte Preta
Brasil Botafogo
Brasil Palmeiras
Brasil Fluminense
Brasil Palmeiras
Brasil Guarani
Catar Al-Sadd
Brasil Internacional
Catar Al-Sadd
Brasil Bahia
Brasil Cruzeiro
Brasil Criciúma
Brasil União São João
=Emirados Árabes Unidos Sharjah FC
Brasil Ituano
=Emirados Árabes Unidos Sharjah FC
Brasil Guarani
Peru Sporting Cristal
Brasil Juventus
Brasil Fluminense
=Emirados Árabes Unidos Sharjah FC
Brasil Remo
Brasil Guarani
Brasil Paraná
Brasil Remo
Brasil Botafogo-SP
Brasil União Rondonópolis
Brasil Joinville
Bolívia Blooming
Brasil Ararat Theeran Irã, Sertãozinho
Brasil, Guarani
Brasil Atlético Sorocaba
Sudão Al-Merreikh

José Luiz Carbone (São Paulo, 22 de março de 1946) é um treinador e ex-futebolista brasileiro, que atuava como volante. É sobrinho do também futebolista Rodolfo Carbone.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Iniciou a carreira no São Paulo, em 1963, passando por Ponte Preta, Metropol, Internacional, Botafogo, Grêmio, Nacional-SP além de Seleção Brasileira de Futebol.

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Em 1982, após encerrar a carreira de jogador, no Nacional, passou a dirigir o clube no mesmo ano. Carbone também foi treinador de clubes como Nacional, Goitacaz, Fluminense, Ponte Preta, Botafogo/RJ, Palmeiras, Guarani, Atlético Paranaense, Internacional, Bahia, Cruzeiro, Criciúma, União São João, Ituano, Caldense, Guarani, Paraná e Remo. Comercial, Botafogo de Ribeirão Preto/SP, Joinville, Atlético Sorocaba

Na conquista do Campeonato Brasileiro de 1984 foi o treinador do Fluminense nas primeiras 16 partidas, entre 29 de janeiro e 11 de abril de 1984.[2]

No exterior, comandou equipes como Sporting Cristal, Blooming, Sharjah FC, Al-Sadd, Al-Merreikh, Ararat .

Como comentarista esportivo[editar | editar código-fonte]

Carbone iniciou carreira como comentarista esportivo;[3] em setembro de 2012, profissão a qual se dedica atualmente na cidade de Campinas/SP, onde reside com a família.[4] [5]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como jogador[editar | editar código-fonte]

Internacional

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Fluminense
Sharjah
Sporting Cristal
Remo

Referências

  1. *Terceiro Tempo. «CARBONE». Consultado em 11 de julho de 2016 
  2. Livro Fluminense Football Club - História, conquistas e glórias no futebol, página 53, por Antonio Carlos Napoleão.
  3. *Correio Popular. «Saudades dos dérbis e dos dribles». 29 de maio de 2015. Consultado em 11 de julho de 2016 
  4. *Futebol Interior. «Rádio Brasil estreia ex-técnico como comentarista em jogo da Ponte». 21 de setembro de 2012. Consultado em 11 de julho de 2016 
  5. *Rádio Brasil. «Novidades na Rádio Brasil». 8 de abril de 2016. Consultado em 11 de julho de 2016 
Precedido por
Cláudio Garcia
Everaldo Antônio
Arturzinho
Técnico do Fluminense
1983–1984
1987
1997–1998
Sucedido por
Luiz Henrique
Sebastião Araújo
Júlio César Leal
Precedido por
Cléber Camerino
'
1985–1986
Sucedido por
Cléber Camerino
Precedido por
Bráulio Barbosa de Lima
Técnico do Internacional
1989
Sucedido por
Cláudio Duarte
Precedido por
Renê Simões
Técnico do Bahia
1990
Sucedido por
Candinho
Precedido por
Ênio Andrade
Técnico do Cruzeiro
1990–1991
Sucedido por
Duque
Ícone de esboço Este artigo sobre um futebolista é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.