Campeonato Brasileiro de Futebol de 2001 - Série B

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Brasileiro de Futebol de 2001
Série B de 2001
Brasil
Dados
Participantes 28
Organização CBF
Período 12 de Agosto de 2001 – 22 de Dezembro de 2001
Gol(o)s 1112
Partidas 388
Média 2,87 gol(o)s por partida
Campeão Paysandu
Vice-campeão Figueirense
Melhor marcador Sérgio Alves (Ceará)
◄◄ 2000 Soccerball.svg 2002 ►►

O Campeonato Brasileiro da Série B de 2001 contou com 28 participantes. Subiram para a Campeonato Brasileiro de Futebol de 2002: o Paysandu do Pará e o Figueirense de Santa Catarina. Cairam para a Série C de 2002: Tuna Luso, Sergipe, Desportiva Ferroviária, ABC, Nacional-AM e Serra.

Fórmula de disputa[editar | editar código-fonte]

A Série B de 2001 teve a participação de 28 equipes.

  • As equipes foram divididas regionalmente em dois grupos, nos quais jogavam em turno e returno dentro deles. As quatro melhores equipes de cada grupo se classificavam para as quartas-de-final, onde se enfrentavam no "sistema olímpico".
  • Os quatro classificados diputam a Fase Final em um quadrangular com jogos de ida e volta. Os dois primeiros colocados garantiam acesso para a Série A em 2002.
  • As duas últimas equipes de cada grupo são rebaixadas à Série C em 2002. As equipes que terminarem na 11º e 12º de cada grupo, jogam uma repescagem, no sistema de cruzamento, cujos perdedores também serão rebaixados.

Influências políticas[editar | editar código-fonte]

Devido ao Campeonato Brasileiro ter se transformado em Copa João Havelange, durante um ano, em 2000, tendo sua forma de disputa modificada, era de se presumir que em 2001 a composição das séries A, B e C 2001 respeitariam o resultado final de 1999, bem como seus respectivos rebaixamentos e ascensões. Porém diversos lobbys políticos estaduais fizeram com que esta composição fosse um tanto diferente, com clubes que estavam na série C dois anos antes, e foram mal na João Havelange, no ano anterior, conseguindo assegurar a participação nesta competição[1].

No quadrangular decisivo pelo acesso, Paysandu e Figueirense levaram a melhor e conquistaram o acesso para a Série A de 2002. O Caxias, que ficou conhecido na época pelo seu cai-cai no jogo contra o Avaí no quadrangular final, tentou nos tribunais disputar novamente o fim da última partida, contra o Figueirense. Nesta oportunidade, torcedores do time catarinense invadiram o campo antes do fim do segundo tempo, já nos acréscimos, faltando pouco mais de um minuto, o que fez com que o juiz desse a partida como encerrada. No entanto, a decisão do árbitro foi mantida e o Figueirense manteve o acesso à Série A.

Equipes participantes[editar | editar código-fonte]


Classificação[editar | editar código-fonte]

Repescagem do Rebaixamento[editar | editar código-fonte]

Jogos de Ida
Quinta-feira, 17 de dezembro Tuna Luso Pará 1 – 0 Paraná Malutrom Baenão, Belém
20:30

Quinta-feira, 17 de dezembro Criciúma Santa Catarina 3 – 1 Sergipe Sergipe Heriberto Hülse, Criciúma
20:30
Jogos de Volta
Domingo, 30 de dezembro Malutrom Paraná 2 – 0 Pará Tuna Luso Pinhão, São José dos Pinhais
16:00

Domingo, 30 de dezembro Sergipe Sergipe 0 – 0 Santa Catarina Criciúma Batistão, Aracaju
16:00


Quartas de Final[editar | editar código-fonte]

Jogos de Ida
Terça-feira, 27 de novembro União São João São Paulo 0 – 0 Pará Paysandu Hermínio Ometto, Araras
20:30

Terça-feira, 27 de novembro Náutico Pernambuco 2 – 1 Santa Catarina Figueirense Aflitos, Recife
20:30

Terça-feira, 27 de novembro Avaí Santa Catarina 2 – 0 Ceará Ceará Ressacada, Florianópolis
21:00

Terça-feira, 27 de novembro CRB Alagoas 3 – 0 Rio Grande do Sul Caxias Rei Pelé, Maceió
20:30
Jogos de Volta
Sexta-feira, 30 de novembro Paysandu Pará 0 – 0 São Paulo União São João Curuzu, Belém
20:30

Sexta-feira, 30 de novembro Figueirense Santa Catarina 2 – 1 Pernambuco Náutico Orlando Scarpelli, Florianópolis
20:30

Sexta-feira, 30 de novembro Ceará Ceará 2 – 3 Santa Catarina Avaí Presidente Vargas, Fortaleza
21:00

Sexta-feira, 30 de novembro Caxias Rio Grande do Sul 3 – 0 Alagoas CRB Centenário, Caxias do Sul
17:00


Grupo Final[editar | editar código-fonte]

Campeão e Promovido para o Campeonato Brasileiro de 2002 - Série A
Vice-Campeão e Promovido para o Campeonato Brasileiro de 2002 - Série A
[1] ^ Jogo encerrado aos 45' do 2º tempo após invasão da torcida do Figueirense, quando havia ainda 3 minutos a serem jogados. O STJD da CBF julgou e decidiu manter a vitória para o clube catarinense.

Campeão[editar | editar código-fonte]

Campeão Brasileiro de 2001
(Série B)
Pará
Paysandu Sport Club
(2º título)

Classificação Final[editar | editar código-fonte]

Fonte: Bola na Área

Pos Equipes Pts J V E D GP GC SG Classificação ou rebaixamento
1 Pará Paysandu 59 34 14 16 4 60 36 24 Promovidos à Série A de 2002
2 Santa Catarina Figueirense 54 34 16 6 12 61 49 12
3 Rio Grande do Sul Caxias 55 34 15 10 9 53 45 8
4 Santa Catarina Avaí 54 34 15 9 10 48 43 5
5 Pernambuco Náutico 44 28 13 5 10 47 38 9
6 Alagoas CRB 44 28 13 5 10 38 39 -1
7 São Paulo União São João 43 28 11 9 8 45 31 14
8 Ceará Ceará 41 28 12 5 11 52 41 11
9 Santa Catarina Joinville 41 26 11 8 7 39 26 13
10 Ceará Fortaleza 40 26 11 7 8 40 27 13
11 Amazonas São Raimundo-AM 38 26 11 5 10 36 37 -1
12 Rio Grande do Norte América de Natal 38 26 9 11 6 32 30 2
13 Goiás Vila Nova 37 26 12 1 13 42 44 -4
14 Rio de Janeiro Americano 37 26 11 4 11 32 36 -4
15 Paraná Londrina 37 26 10 7 9 45 36 9
16 São Paulo Bragantino 35 26 11 2 13 40 43 -3
17 Goiás Anapolina 34 26 10 4 12 45 47 -2
18 São Paulo XV de Piracicaba* 33 26 12 2 12 39 45 -6
19 Pará Remo 32 26 9 5 12 33 39 -7
20 Maranhão Sampaio Corrêa 32 26 9 5 12 32 40 -8
21 Paraná Malutrom 35 28 10 5 13 34 38 -4
22 Santa Catarina Criciúma 34 28 9 7 12 38 41 -3
23 Pará Tuna Luso 33 28 9 6 13 37 47 -10 Rebaixados à Série C de 2003
24 Sergipe Sergipe 32 28 8 9 11 39 44 -5
25 Espírito Santo (estado) Desportiva Ferroviária 29 26 8 5 13 26 48 -22
26 Rio Grande do Norte ABC 29 26 7 8 11 33 41 -8
27 Amazonas Nacional-AM 25 26 6 7 13 13 30 -17
28 Espírito Santo (estado) Serra 24 26 6 6 14 33 48 -15

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências