Confrontos entre Fluminense e Cruzeiro no futebol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fluminense versus Cruzeiro
Torcidas de Fluminense e Cruzeiro.
Fluminense 33 vitória(s), 119 gol(s)
Cruzeiro 24 vitória(s), 105 gol(s)
Empates 19
Total de jogos 76
Total de gols 224
editar

Fluminense e o Cruzeiro são dois clubes que disputam um dos maiores clássicos interestaduais (Rio de Janeiro versus Minas Gerais) do futebol brasileiro, sendo estes eles os representantes da colônia italiana em seus estados.[1][2][3][4]

Introdução[editar | editar código-fonte]

Este é o confronto contra um dos outros 11 maiores clubes do Brasil[5][6][7] mais tardio do Fluminense, com a primeira partida ocorrendo em 11 de junho de 1941,[8] principalmente considerando que a primeira partida contra os clubes mineiros Sport-JF (12 de outubro de 1920), Tupi (8 de maio de 1921), Villa Nova (24 de junho de 1923), América (8 de setembro de 1929), Atlético (16 de agosto de 1930) e mesmo contra o refundado Siderúrgica (18 de janeiro de 1934), aconteceram anos antes.[9]

Igualmente o Cruzeiro já havia jogado contra os cariocas Flamengo (23 de setembro de 1923), Vasco (30 de outubro de 1927), America (4 de agosto de 1929), São Cristóvão (4 de setembro de 1934), Botafogo (15 de novembro de 1936) e mesmo Bonsucesso (7 de setembro de 1930) e Madureira (20 de janeiro de 1937), que nunca foram campeões cariocas, tendo feito confrontos mais tardios contra outros dos 12 maiores clubes do Brasil apenas contra São Paulo (25 de fevereiro de 1943), Grêmio (26 de maio de 1960) e Internacional (10 de outubro de 1962).[10]

História[editar | editar código-fonte]

Ao vencer o Cruzeiro por 3 a 2 no Estádio das Laranjeiras em 9 de julho de 1952, o Fluminense conquistou o Torneio José de Paula Júnior, quadrangular disputado também pelas equipes belo-horizontinas do Atlético e do América. Tendo terminado empatado o jogo com o Cruzeiro em Belo Horizonte, com o direito de ficar com a taça e o título por ser o time visitante, o Fluminense propôs a realização desta partida desempate em Laranjeiras.[11][12]

O Fluminense eliminou o Cruzeiro na Taça Brasil de 1960 e foi eliminado por ele na Taça Brasil de 1966, ocasião em que o clube mineiro chegaria ao seu primeiro título nacional. Em 1960, a primeira partida por uma competição nacional disputada pelos dois clubes foi realizada no Estádio Independência e terminou empatada por 1 a 1, com gols de Paulinho, aos 9, e Raimundinho aos 26 minutos do primeiro tempo, perante 22.000 torcedores, tendo sido esta também a primeira partida de Fluminense e Cruzeiro contra outro dos 12 maiores clubes do Brasil válida por competição nacional.[13]

Na vitória do Cruzeiro por 3 a 0 no Maracanã em 1969, foi libertado o embaixador norte-americano Charles Burke Elbrick, que havia sido sequestrado e mantido por 70 horas em cativeiro, com os sequestradores aproveitando a multidão presente para se dispersarem sem causarem suspeitas.[14][15]

Em 1970, o Fluminense venceu a partida que é considerada a mais importante da história do clássico, pelo Quadrangular Final do Campeonato Brasileiro, disputado também contra o Atlético-MG e contra o Palmeiras. O gol de Mickey selou a vitória tricolor no Mineirão, e deixou o Fluminense com a mão na Taça de Prata.[16]

Na primeira partida pelo Campeonato Brasileiro com esta nomenclatura, vitória do Cruzeiro no Maracanã por 1 a 0, com gol de Dirceu Lopes, atleta que jogaria anos depois no Fluminense, perante 18.446 torcedores pagantes, em 11 de setembro de 1971.[17]

Mesmo sem conquistarem o título, os dois clubes fizeram grandes campanhas no Campeonato Brasileiro de 1975. Na Terceira Fase eles formaram o Grupo A, que classificou o Fluminense em primeiro e o Cruzeiro em segundo, em um grupo composto por outros seis, para as semifinais, que ao seu final apontaria o Cruzeiro como vice-campeão, pelo segundo ano consecutivo, e o Flu em terceiro. A partida entre eles no Mineirão foi eletrizante, pois o Cruzeiro fez 1 a 0 com Palhinha aos 29', o Flu no empatou com Cléber aos 28'/2ºT e virou aos 44'/2ºT, com gol olímpico de Paulo Cézar.[18][19]

Na Segunda Fase do Campeonato Brasileiro de 1982, Fluminense e Cruzeiro ficaram no mesmo grupo, que reuniu ainda Anapolina e Moto Club, com Flu e Anapolina classificando-se para a próxima fase, e os jogos entre os dois clubes tendo terminado 2 a 2 no Mineirão e Flu 4 a 0 no Maracanã, com o Tricolor vindo a terminar esta competição em quinto lugar.[20]

Já no Campeonato Brasileiro de 1995, Raposa e Flu parariam nas semifinais, com o Cruzeiro terminando em terceiro e o Fluminense em quarto, com o Cruzeiro vindo a vencer o confronto entre os dois por 2 a 0, em São Luís (Maranhão).[21]

O Cruzeiro conquistou o seu segundo título nacional em 2003, e com o título já garantido enfrentou o Fluminense na penúltima rodada no Mineirão, ganhando por 5 a 2, com uma grande atuação de Alex.[22]

Em 2006, o Fluminense eliminou o Cruzeiro nas quartas-de-final da Copa do Brasil com duas vitórias: 3 a 2 no Mineirão e 1 a 0 no Maracanã, resultado que garantiu o Tricolor nas semifinais da competição.[23]

No ano seguinte, o Flu terminaria o Campeonato Brasileiro de 2007 em quarto e o Cruzeiro em quinto, com empate de 2 a 2 no Maracanã e vitória cruzeirense por 4 a 2 no Mineirão.[24]

No Campeonato Brasileiro de 2009, o Fluminense obteve uma vitória espetacular, por 3 a 2, no Mineirão, após terminar o primeiro tempo com desvantagem de dois gols, na milésima partida do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro com esta nomenclatura,[25] assim como o Flu faria a sua milésima partida contra o próprio Cruzeiro, na vitória por 2 a 1, em Uberlândia, no dia 7 de setembro de 2011.[26]

No Campeonato Brasileiro de 2010, o Cruzeiro sagrou-se vice-campeão, quando o Flu conquistou seu terceiro título nacional. O Flu conquistaria ainda o título nacional em 2012, sucedido pelo Cruzeiro, campeão de 2013 e de 2014.

Ídolos[editar | editar código-fonte]

Fred final copa confederacoes 2013.jpg
Fred
Fred chegou ao Cruzeiro vindo do rival América-MG, logo conquistando a torcida celeste com seus gols antes de se transferir para o Lyon, tendo feito 53 gols em 71 jogos, nos anos de 2004 e 2005.[27] Contratado pelo Fluminense em 2009, conquistou dois títulos brasileiros e um carioca, tendo feito 172 gols em 288 jogos, igualmente conquistando a idolatria dos tricolores.[28]
Fred chegaria ao seu 500º jogo como profissional justamente no empate por 3 a 3 entre os dois clubes, no dia 7 de setembro de 2014, tendo marcado 277 gols até então.[29]
Procópio
Zagueiro campeão mineiro pelo Cruzeiro em seis ocasiões e da Taça Brasil de 1966, Procópio disputou 110 partidas pelo Flu entre 1963 e 1965, sagrando-se campeão carioca em 1964.[30]

Jogos decisivos[editar | editar código-fonte]

Em finais
Em 1952 o Fluminense venceu a final do Torneio José de Paula Júnior em cima do Cruzeiro.
Jogo importante
Em 1970 o Fluminense venceu o Cruzeiro pelo quadrangular final do Torneio Roberto Gomes Pedrosa.
Mata-matas em competições da CBF
Em 1960 o Fluminense eliminou o Cruzeiro nas oitavas de final da Taça Brasil
Em 1966 o Cruzeiro eliminou o Fluminense na semifinal da Taça Brasil
Em 2006 o Fluminense eliminou o Cruzeiro nas quartas de final da Copa do Brasil.

Outras estatísticas[editar | editar código-fonte]

Cidades e estados
Até o presente foram disputadas 39 partidas deste clássico no Estado do Rio, 35 em Minas Gerais, 1 no Amazonas e 1 no Maranhão. Uma das partidas disputadas em Minas Gerais foi em Juiz de Fora, cidade com maioria de torcedores dos clubes cariocas, pela proximidade com o Rio, com o mando de campo do Flu, realizadas em 8 cidades diferentes.[31][32]
Principais estádios
25 partidas foram disputadas no Maracanã e 25 no Mineirão, estádios que receberam a maioria dos confrontos. No Maracanã foram 10 vitórias do Flu, 6 do Cruzeiro e 9 empates, 33 gols pró Flu e 27 pró Cruzeiro, enquanto no Mineirão foram 12 vitórias do Cruzeiro, 10 do Fluminense e 3 empates, 47 gols para o Cruzeiro e 40 para o Flu. O Fluminense está invicto no Independência, com 3 vitórias e 3 empates, 13 gols a favor e 5 contra, enquanto em Laranjeiras foram 8 jogos, com 5 vitórias do Fluminense, 2 do Cruzeiro e 1 empate, 18 gols a favor do Flu e 11 a favor do Cruzeiro.[33]
Campeonato Brasileiro
Pelo Campeonato Brasileiro Unificado foram 61 jogos, com 22 vitórias do Fluminense, 22 do Cruzeiro e 17 empates, 83 gols a favor do Fluminense e 84 a favor do Cruzeiro.[34]
Fluminense e Cruzeiro disputaram jogos em todas as principais competições do futebol brasileiro: Campeonato Brasileiro (incluindo a Taça Brasil e o Torneio Roberto Gomes Pedrosa), e Copa do Brasil.
Fluminense, Grêmio e Santos são os únicos adversários contra os quais o Cruzeiro jogou nos seus 4 títulos brasileiros. Nas conquistas de seus 4 títulos brasileiros, o Flu só não jogou contra o Cruzeiro em 1984, por conta do clube mineiro ter começado esta competição em grupo diferente e não ter chegado aos cruzamentos previstos pela fórmula de disputa.[35]
Conmebol
O Cruzeiro é o único clube citado entre os 12 maiores clubes do Brasil contra o qual o Fluminense jamais disputou uma partida oficial válida por competição da CONMEBOL.[36] Já o Cruzeiro, além do Fluminense, jamais disputou uma partida oficial das duas principais competições da CONMEBOL também contra Atlético-MG e Botafogo, tendo jogado pela Copa Ouro de 1993 contra o Galo.[37]

Recordes[editar | editar código-fonte]

Artilheiros[editar | editar código-fonte]

O maior artilheiro do confronto é Fred (Flu), com 5 gols marcados. Fred marcou ainda um gol pelo Cruzeiro contra o Fluminense, na vitória tricolor por 3 a 2 em 2004, tendo portanto 6 gols no total.[38] A seguir, estão Alecsandro, Evaldo e Tostão (Cruzeiro), Orlando Pingo de Ouro e Waldo (Flu), cada um deles com 4 gols marcados.[31]

Goleadas [4][editar | editar código-fonte]

Maior vitória do Fluminense atuando em casa
11 de agosto de 2002 Rio de Janeiro Fluminense 5–1 Cruzeiro Minas Gerais Maracanã
16:00
Magno Alves Gol marcado aos 29 minutos de jogo 29'
Fernando Diniz Gol marcado aos 32 minutos de jogo 32'
Romário Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43' Gol marcado aos 92 minutos de jogo 92'
Beto Gol marcado aos 47 minutos de jogo 47'
Fábio Júnior Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88' Público: 66 828 (59 866 pags)
Renda: R$ 591.183.00
Árbitro: ParanáPR Héber Roberto Lopes
Maior vitória do Fluminense atuando fora de casa e partida com mais gols
7 de setembro de 2005 Minas Gerais Cruzeiro 2–6 Fluminense Rio de Janeiro Mineirão
21:45
Kelly Gol marcado aos 14 minutos de jogo 14'
Wagner Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Petković Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30' Gol marcado aos 53 minutos de jogo 53'
Gabriel Gol marcado aos 56 minutos de jogo 56' Gol marcado aos 82 minutos de jogo 82'
Beto Gol marcado aos 75 minutos de jogo 75'
Tuta Gol marcado aos 86 minutos de jogo 86'
Público: 11 119 pags
Renda: R$ 112.500,00
Árbitro: Mato Grosso do SulMS Helvécio Zequetto
Maior vitória do Cruzeiro atuando em casa
7 de dezembro de 2003 Minas Gerais Cruzeiro 5–2 Fluminense Rio de Janeiro Mineirão
16:00
Mota Gol marcado aos 49 minutos de jogo 49'
Alex Gol marcado aos 62 minutos de jogo 62' Gol marcado aos 78 minutos de jogo 78'
Márcio Nobre Gol marcado aos 71 minutos de jogo 71'
Zinho Gol marcado aos 89 minutos de jogo 89'
Rodolfo Gol marcado aos 25 minutos de jogo 25'
Jadílson Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Público: 37 728 pags
Renda: R$ 481.112,50
Árbitro: Espírito Santo (estado)ES Wallace Nascimento Valente
Maior vitória do Cruzeiro atuando fora de casa
7 de setembro de 1969 Rio de Janeiro Fluminense 0–3 Cruzeiro Minas Gerais Maracanã
17:00
Tostão Gol marcado Gol marcado
Dirceu Lopes Gol marcado
Público: 30 243 pags
Renda: NCR$ 95.335,25
Árbitro: São PauloSP José Favilli Neto

Empate com mais gols[editar | editar código-fonte]

7 de setembro de 2014 Rio de Janeiro Fluminense 3–3 Cruzeiro Minas Gerais Maracanã
16:00
Wagner Gol marcado aos 16 minutos de jogo 16'
Cícero Gol marcado aos 22 minutos de jogo 22'
Kennedy Gol marcado aos 88 minutos de jogo 88'
Julio Baptista (2) Gol marcado aos 13 minutos de jogo 13' e Gol marcado aos 43 minutos de jogo 43'
Marcelo Moreno Gol marcado aos 57 minutos de jogo 57'
Público: 27 194 (23 534 pags)
Renda: R$ 614.385,00
Árbitro: Rio Grande do SulRS Anderson Daronco

Séries[editar | editar código-fonte]

A maior série invicta é do Fluminense, nove jogos entre 2004 e 2007. Já a favor do Cruzeiro é de cinco jogos, em duas ocasiões, entre 1965 e 1968 e entre 2007 e 2009.[39]
A maior série de vitórias também é do Fluminense, sete jogos entre 2004 e 2006, enquanto a do Cruzeiro é de cinco jogos, entre 1965 e 1968.[40]
A maior série de empates é de apenas dois jogos, em três ocasiões diferentes.[41]

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Aonde não constam os públicos pagantes e presentes, a referência é aos pagantes, acima de 30.000 presentes.[42][43][44]
  1. Fluminense 5–1 Cruzeiro, 66.828, 11 de agosto de 2002, Maracanã (59.866 pagantes).
  2. Cruzeiro 1–2 Fluminense, 55.814, 19 de novembro de 1975, Mineirão.
  3. Cruzeiro 1–0 Fluminense, 55.000, 9 de novembro de 1966, Mineirão (49.439 pagantes).
  4. Cruzeiro 2–3 Fluminense, 49.976, 1 de novembro de 2009, Mineirão (49.140 pagantes).
  5. Cruzeiro 2–1 Fluminense, 46.906 7 de dezembro de 2014, Mineirão (45.809 pagantes).
  6. Fluminense 0–0 Cruzeiro, 44.941, 27 de abril de 1980, Maracanã.
  7. Cruzeiro 2–2 Fluminense, 38.577, 18 de outubro de 2015, Mineirão.
  8. Cruzeiro 5–2 Fluminense, 37.728, 7 de dezembro de 2003, Mineirão.
  9. Fluminense 0–2 Cruzeiro, 35.167, 18 de novembro de 2012, Engenhão (28.917 pagantes).
  10. Fluminense 1–0 Cruzeiro, 34.535, 22 de julho de 2010, Maracanã (28.479 pagantes).
  11. Cruzeiro 1–0 Fluminense, 33.408, 16 de outubro de 2013, Mineirão (31.385 pagantes).
  12. Fluminense 2–1 Cruzeiro, 32.320, 3 de outubro de 1970, Maracanã.
  13. Fluminense 0–3 Cruzeiro, 30.243, 7 de setembro de 1969, Maracanã.
Pelo menos os jogos com públicos presentes desconhecidos nos dias atuais de 12 de março de 1967 (28.137 pags.) e de 28 de fevereiro de 1982 (28.608 pags.), disputados no Mineirão, poderiam fazer parte desta lista.
Por décadas
1961/1970: 3.
1971/1980: 2.
2001/2010: 4.
2011/2020: 4.
No Estádio Independência
Cruzeiro 1–1 Fluminense, 22.000, 14 de setembro de 1960 (18.515 pagantes).[45]
No Estádio Giulite Coutinho
Fluminense 2–1 Cruzeiro, 9.681, 17 de julho de 2016 (8.381 pagantes).[46]

Todos os confrontos[editar | editar código-fonte]

Lista de Jogos[47]
Data Competição Time mandante Placar Time visitante Estádio Cidade
11 de junho de 1941 Jogo amistoso Fluminense 4–2 Palestra Itália Laranjeiras Rio de Janeiro
9 de dezembro de 1945 Jogo amistoso Cruzeiro 3–1 Fluminense Barro Preto Belo Horizonte
1 de maio de 1948 Jogo amistoso Fluminense 2–1 Cruzeiro Laranjeiras Rio de Janeiro
17 de junho de 1951 Jogo amistoso Cruzeiro 2–2 Fluminense Barro Preto Belo Horizonte
8 de agosto de 1951 Jogo amistoso Fluminense 2–2 Cruzeiro Laranjeiras Rio de Janeiro
22 de junho de 1952 Torneio José de Paula Júnior[nota 1] Cruzeiro 0–2 Fluminense Independência Belo Horizonte
9 de julho de 1952 Torneio José de Paula Júnior Fluminense 3–2 Cruzeiro Laranjeiras Rio de Janeiro
14 de setembro de 1960 Taça Brasil Cruzeiro 1–1 Fluminense Independência Belo Horizonte
20 de setembro de 1960 Taça Brasil Fluminense 4–1 Cruzeiro Laranjeiras Rio de Janeiro
16 de abril de 1961 Jogo amistoso Cruzeiro 0–5 Fluminense Independência Belo Horizonte
27 de junho de 1965 Jogo amistoso Fluminense 1–2 Cruzeiro Laranjeiras Rio de Janeiro
9 de novembro de 1966 Taça Brasil Cruzeiro 1–0 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
23 de novembro de 1966 Taça Brasil Fluminense 1–3 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
12 de março de 1967 Torneio Roberto Gomes Pedrosa Cruzeiro 3–1 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
2 de outubro de 1968 Torneio Roberto Gomes Pedrosa Fluminense 1–2 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
10 de dezembro de 1968 Jogo amistoso Fluminense 2–0 Cruzeiro Gilberto Mestrinho Manacapuru
7 de setembro de 1969 Torneio Roberto Gomes Pedrosa Fluminense 0–3 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
3 de outubro de 1970 Torneio Roberto Gomes Pedrosa Fluminense 2–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
16 de dezembro de 1970 Torneio Roberto Gomes Pedrosa Cruzeiro 0–1 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
11 de setembro de 1971 Campeonato Brasileiro Fluminense 0–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
27 de setembro de 1972 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–2 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
30 de setembro de 1973 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 0–0 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
16 de dezembro de 1973 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 1–1 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
26 de janeiro de 1975 Jogo amistoso Cruzeiro 1–2 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
19 de novembro de 1975 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 1–2 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
6 de abril de 1980 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 3–1 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
27 de abril de 1980 Campeonato Brasileiro Fluminense 0–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
28 de fevereiro de 1982 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 2–2 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
24 de março de 1982 Campeonato Brasileiro Fluminense 4–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
9 de fevereiro de 1985 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
24 de março de 1985 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 0–1 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
31 de outubro de 1987 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
8 de outubro de 1988 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
8 de outubro de 1989 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
31 de outubro de 1990 Campeonato Brasileiro Fluminense 0–1 Cruzeiro Laranjeiras Rio de Janeiro
27 de abril de 1991 Campeonato Brasileiro Fluminense 2–0 Cruzeiro Laranjeiras Rio de Janeiro
26 de maio de 1992 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–1 Cruzeiro Municipal Juiz de Fora
19 de novembro de 1995 Campeonato Brasileiro Fluminense 0–2 Cruzeiro Castelão São Luís
11 de setembro de 1996 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 2–0 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
29 de janeiro de 1997 Jogo amistoso Cruzeiro 1–2 Fluminense Independência Belo Horizonte
9 de julho de 1997 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
15 de outubro de 2000 Campeonato Brasileiro Fluminense 2–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
20 de outubro de 2001 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 1–0 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
11 de agosto de 2002 Campeonato Brasileiro Fluminense 5–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
2 de agosto de 2003 Campeonato Brasileiro Fluminense 2–2 Cruzeiro Giulite Coutinho Mesquita
7 de dezembro de 2003 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 5–2 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
31 de julho de 2004 Campeonato Brasileiro Fluminense 0–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
27 de novembro de 2004 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 2–3 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
8 de maio de 2005 Campeonato Brasileiro Fluminense 2–1 Cruzeiro Raulino de Oliveira Volta Redonda
7 de setembro de 2005 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 2–6 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
26 de abril de 2006 Copa do Brasil Cruzeiro 2–3 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
3 de maio de 2006 Copa do Brasil Fluminense 1–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
13 de agosto de 2006 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 2–3 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
12 de novembro de 2006 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
12 de maio de 2007 Campeonato Brasileiro Fluminense 2–2 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
19 de agosto de 2007 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 4–2 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
26 de julho de 2008 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–3 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
9 de novembro de 2008 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 1–0 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
26 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–1 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
1 de novembro de 2009 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 2–3 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
22 de julho de 2010 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
10 de outubro de 2010 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 1–0 Fluminense Parque do Sabiá Uberlândia
4 de junho de 2011 Campeonato Brasileiro Fluminense 2–1 Cruzeiro Engenhão Rio de Janeiro
7 de setembro de 2011 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 1–2 Fluminense Parque do Sabiá Uberlândia
15 de agosto de 2012 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 1–1 Fluminense Independência Belo Horizonte
18 de novembro de 2012 Campeonato Brasileiro Fluminense 0–2 Cruzeiro Engenhão Rio de Janeiro
31 de julho de 2013 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
16 de outubro de 2013 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 1–0 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
7 de setembro de 2014 Campeonato Brasileiro Fluminense 3–3 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
7 de dezembro de 2014 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 2–1 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
9 de julho de 2015 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–0 Cruzeiro Maracanã Rio de Janeiro
18 de outubro de 2015 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 2–0 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
17 de fevereiro de 2016 Copa Sul-Minas-Rio Cruzeiro 3–4 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
17 de julho de 2016 Campeonato Brasileiro Fluminense 2–0 Cruzeiro Giulite Coutinho Mesquita
6 de novembro de 2016 Campeonato Brasileiro Cruzeiro 4–2 Fluminense Mineirão Belo Horizonte
20 de julho de 2017 Campeonato Brasileiro Fluminense 1–1 Cruzeiro Giulite Coutinho Mesquita

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Cartas do tetra, por Anderson Olivieri (Cruzeiro), Fabrício Junqueira (Corinthians) e Paulo-Roberto Andel (Fluminense), Editora Vilarejo (2015).[48]

Notas

  1. Torneio amistoso.

Referências

  1. PEREZ, Rogério (22 de julho de 2010). «Clássico Flu x Cruzeiro no Maracanã». WordPress.com. Consultado em 10 de novembro de 2013 
  2. HOTEL HURBANO, Equipe do site. «Cruzeiro x Fluminense Chegou a hora de ver de perto este clássico nacional cheio de emoção». Clássicos. Site Hotel. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  3. MALAFAIA, Marcos; CARVALHO, Milton Costa (21 de março de 1993). «Vasco, Flu e a guerra das colônias». O Globo. 49 páginas. Consultado em 13 de novembro de 2013 
  4. a b FUTPÉDIA, Equipe do site. «Fluminense x Cruzeiro - História do Confronto». Futpédia.com. Consultado em 10 de setembro de 2013 
  5. TARGINO, Maurício (18 de maio de 2012). «O G-12 brasileiro.». Site deprimeira. Consultado em 17 de outubro de 2016 
  6. RODRIGUES, Rodolfo e GINI, Paulo Villena (3 de agosto de 2009). «Livro A história das camisas dos 12 maiores times do Brasil». Panda Books. Consultado em 26 de dezembro de 2013 
  7. Site da revista PLACAR - Livro sobre camisa dos 12 grandes clubes do Brasil ganha versão atualizada, página editada em 13 de dezembro de 2016 e disponível em 31 de dezembro de 2016.
  8. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (17 de agosto de 2013). «Principais adversários do Fluminense». RSSSFBrasil.com. Consultado em 26 de dezembro de 2013 
  9. LIMA, Ricardo. «Estatísticas Fluminense >> Adversários >> Nacionais >> Seleciona adversário». Fluzão.info. Consultado em 26 de dezembro de 2013 
  10. CRUZEIROPÉDIA, Equipe do site (29 de novembro de 2013). «Categoria:Clubes do Rio de Janeiro». CruzeiroPédia.com. Consultado em 14 de maio de 2015 
  11. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (3 de janeiro de 2013). «Fichas técnicas de jogos que deram títulos ao Fluminense». RSSSFBrasil.com. Consultado em 19 de novembro de 2013 
  12. DIOGO, Júlio Bovi & RIBEIRO, Henrique (11 de novembro de 2011). «Torneio José de Paula Júnior (Quadrangular de Belo Horizonte) 1952». RSSSFBrasil.com. Consultado em 20 de novembro de 2013 
  13. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (6 de março de 2011). «Fichas técnicas de jogos do Fluminense na Taça Brasil». RSSSFBrasil.com. Consultado em 1 de outubro de 2013 
  14. OLIVIERE, Anderson (4 de abril de 2014). «11. Embaixador foi sequestrado após um jogo noMaracanã». Site Impedimento.org. Consultado em 5 de abril de 2014 
  15. FILHO, Paulo Cezar (7 de setembro de 2014). «Você sabia que o embaixador norte-americano sequestrado no Brasil em 1969 foi solto na saída de um Fluminense x Cruzeiro no Maracanã?». FluNews.com. Consultado em 7 de setembro de 2014 
  16. FILHO, Paulo Cezar (18 de agosto de 2012). «História – Fluminense x Cruzeiro». FluNews.com. Consultado em 27 de dezembro de 2013 
  17. CRUZEIROPÉDIA, Equipe do site (4 de setembro de 2012). «Fluminense 0x1 Cruzeiro - 11/09/1971». CruzeiroPédia.com. Consultado em 10 de janeiro de 2014 
  18. PONTES, Ricardo F. F. (26 de julho de 2000). «I Copa Brasil - 1975 [Brazilian Championship]» (em inglês). RSSSFBrasil.com. Consultado em 10 de janeiro de 2014 
  19. COHEN, Dhaniel; SANTORO, Carlos; D'ALINCOURT, Heitor & BOLTHAUSER, João (2012). Fluminense: Guerreiros desde 1902. 110 jogos inesquecíveis (em português) 1 ed. Rio de Janeiro: Fluminense Football Club. p. 138-139. 260 páginas. ISBN 9788591400409. Consultado em 1 de abril de 2014 
  20. PONTES, Ricardo (18 de janeiro de 2000). «Brazil 1982» (em inglês). RSSSFBrasil.com. Consultado em 10 de janeiro de 2014 
  21. RSSSF e RSSSF Brazil (6 de junho de 1998). «Brazil 1995 Championship (Série A)» (em inglês). RSSSFBrasil.com. Consultado em 22 de abril de 2015 
  22. CRUZEIROPÉDIA, Equipe do site (7 de dezembro de 2013). «Cruzeiro 5x2 Fluminense - 07/12/2003». CruzeiroPédia.com. Consultado em 10 de janeiro de 2014 
  23. DIAS, Leandro (16 de outubro de 2013). «Na última década, Flu obteve 7 vitórias consecutivas sobre o Cruzeiro». NetFlu.com. Consultado em 27 de dezembro de 2013 
  24. RSSSF Brazil (5 de dezembro de 2007). «Brazil 2007 Championship - First Level (Série A)» (em inglês). RSSSFBrasil.com. Consultado em 22 de abril de 2015 
  25. FILHO, Paulo Cezar (18 de agosto de 2012). «História – Fluminense x Cruzeiro». FluNews.com. Consultado em 27 de dezembro de 2013 
  26. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (10 de junho de 2012). «Fichas técnicas das milésimas partidas de clubes pelo Campeonato Brasileiro». RSSSFBrasil.com. Consultado em 23 de novembro de 2013 
  27. LAIGNIER, Gilmar (Superesportes) (10 de dezembro de 2013). «Mattos promete tentar contratação de Fred, mas vê empecilhos na negociação». Superesportes.com. Consultado em 10 de dezembro de 2013 
  28. LIMA, Ricardo de Freitas. «Jogadores - F - Fred 2013». Fluzão.info. Consultado em 10 de dezembro de 2013 
  29. GLOBOESPORTE.COM. Equipe do (7 de setembro de 2014). «Fred chega a 500 jogos na carreira contra o Cruzeiro, "Emblemático", diz». Globoesporte.com. Consultado em 7 de setembro de 2014 
  30. LIMA, Ricardo de Freitas - Site Estatísticas do Fluminense - Jogadores - P - Procópio 1965, página disponível em 23 de outubro de 2015
  31. a b CRUZEIROPÉDIA, Equipe do site. «Fluminense Football Club». CruzeiroPédia.com. Consultado em 19 de outubro de 2013 
  32. SIMÃO, Rafael (28 de novembro de 2011). «A paixão dos juiz-foranos pelo futebol». Archive.is. Consultado em 29 de setembro de 2013 
  33. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Adversários em estádio - Cruzeiro - Independência / Laranjeiras / Maracanã / Mineirão». Fluzão.info. Consultado em 8 de dezembro de 2014 
  34. FUTPÉDIA, Equipe do site. «Fluminense x Cruzeiro - Brasileiro Unificado». Futpédia. Consultado em 17 de julho de 2016 
  35. DA SILVA, Sidney Barbosa. «Campeões do Campeonato Brasileiro Série A (clicar no ano da conquista)». CampeõesDoFutebol.com. Consultado em 21 de novembro de 2013 
  36. LIMA, Ricardo. «Estatísticas Fluminense >> Adversários >> Nacionais >> Seleciona adversário». Fluzão.info. Consultado em 3 de março de 2014 
  37. «Adversários». CruzeiroPédia.com. 28 de setembro de 2011. Consultado em 3 de março de 2014 
  38. LEITÃO, Cassius (5 de novembro de 2014). «Fred chega a 100 gols em Brasileiros; Palmeiras e Fla são as principais vítimas». Globoesporte.com. Consultado em 5 de novembro de 2014 
  39. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Sequências - Sequências contra adversários - Cruzeiro». Fluzão.info. Consultado em 7 de julho de 2015 
  40. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - Cruzeiro». Fluzão.info. Consultado em 12 de março de 2017 
  41. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - Cruzeiro». Fluzão.info. Consultado em 12 de março de 2017 
  42. LIMA, Ricardo de Freitas. «Estatísticas Fluminense >> Especiais >> Público >> Maiores Públicos contra Adversário >> Nacionais >> Cruzeiro». Fluzão.info. Consultado em 13 de agosto de 2013 
  43. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto. «Maiores públicos do Fluminense». RSSSFBrasil.com. Consultado em 13 de agosto de 2013 
  44. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (5 de dezembro de 2012). «Fichas técnicas do Fluminense em 2012». RSSSFBrasil.com. Consultado em 11 de novembro de 2014 
  45. BERWANGER, Alexandre Magno Barreto (27 de outubro de 2013). «Fichas técnicas do Fluminense na Taça Brasil». RSSSFBrasil.com. Consultado em 11 de novembro de 2014 
  46. LANCENET, Equipe do site (17 de julho de 2016). «Flu reencontra torcida e bom futebol, vence e empurra o Cruzeiro para o Z4». Lance!. Consultado em 13 de setembro de 2016 
  47. LIMA, Ricardo de Freitas. «Especiais - Adversários - Todos os jogos contra adversário - Cruzeiro». Fluzão.info. Consultado em 12 de março de 2017 
  48. ANDEL, Paulo-Roberto, Os novos livros do PANORAMA, página editada e disponível em 4 de junho de 2015