Campeonato Carioca de Futebol de 1997

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campeonato Carioca de Futebol de 1997
Times
Campeão Botafogo
Vice-campeão Vasco da Gama
Artilheiro Romário (Flamengo) - 18 gols

O Campeonato Carioca de Futebol de 1997 foi a 91ª edição do torneio.

Vencido pelo Botafogo, teve 3 turnos antes da fase final, cujos vencedores foram: Taça Guanabara (1º Turno): Botafogo; Taça Rio (2º Turno): Botafogo; 3º Turno: Vasco.

Por ter vencido 2 dos 3 turnos, o Botafogo entrou com 5 pontos na fase final (melhor de 7 pontos). No primeiro jogo, o Vasco venceu por 1x0, mas no segundo jogo o Botafogo liquidou a fatura vencendo por 1x0 (gol de Dimba).

Detalhe: O técnico Joel Santana conquistou o seu quarto título estadual consecutivo, treinando a quarta equipe diferente (ele havia ganho em 1994, pelo Vasco; 1995, pelo Fluminense; e 1996, pelo Flamengo).

Classificação[1][editar | editar código-fonte]

1º Turno (Taça Guanabara)[editar | editar código-fonte]

Os dois primeiros colocados disputam a final da Taça Guanabara. Os oito primeiros colocados estão classificados para o 2º Turno (Traça Rio de Janeiro). O último colocado está rebaixado à 2ª Divisão.

Classificação
Pos Time PG J V E D GP GS SG
1 Botafogo 33 11 11 0 0 29 8 +21
2 Vasco da Gama 25 11 8 1 2 21 11 +10
3 Flamengo 24 11 7 3 1 31 8 +23
4 Madureira 18 11 6 0 5 14 16 -2
5 Bangu 16 11 4 4 3 19 19 0
6 Fluminense 15 11 4 3 4 13 13 0
7 Americano 13 11 4 1 6 10 13 -3
8 Volta Redonda 12 11 3 3 5 13 16 -3
9 America 9 11 1 6 4 9 13 -4
10 Itaperuna 7 11 2 1 8 9 21 -12
11 Olaria 7 11 1 4 6 12 21 -9
12 Barreira 5 11 1 2 8 8 29 -21

Decisão do 1º Turno (Taça Guanabara)[editar | editar código-fonte]

BOTAFOGO 1 x 0 VASCO DA GAMA

Data – 30 de março de 1997

Local – Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro – Carlos Elias Pimentel

Renda – R$ 912.915,00

Público – 88.404

Competição – Camp. Carioca (decisão da Taça Guanabara)

Gol – Gonçalves, aos 32 minutos do 2° tempo

Botafogo – Wagner, Wilson Goiano, Jorge Luiz, Gonçalves e Jefferson; Marcelinho Paulista, Pingo, Djair e Aílton; Bentinho, Sorato (Dimba). Técnico: Joel Santana.

Vasco – Carlos Germano, Pimentel, Tinho, João Luís e Felipe; Luisinho (Pedrinho), Fabrício, Juninho e Ramon; Almir (Mauricinho) e Edmundo. Técnico: Antônio Lopes.

Obs
Botafogo, campeão da Taça Guanabara com 12 vitórias em 12 jogos (100%).

2º Turno (Taça Rio de Janeiro)[editar | editar código-fonte]

Os seis primeiros colocados estão classificados para o 3º Turno.

Classificação
Pos Time PG J V E D GP GS SG
1 Botafogo 15 7 4 3 0 8 4 +4
2 Flamengo 14 7 4 2 1 16 9 +7
3 Fluminense 14 7 4 2 1 10 5 +5
4 Vasco da Gama 10 7 3 1 3 6 6 0
5 Americano 8 7 2 2 3 8 11 -3
6 Bangu 6 7 1 3 3 6 8 -2
7 Madureira 4 7 0 4 3 7 11 -4
8 Volta Redonda 4 7 1 1 5 7 14 -7
PARTIDA DECISIVA DA TAÇA RIO DE JANEIRO (2° TURNO)
BOTAFOGO 0 x 0 FLUMINENSE

Data – 4 de maio de 1997

Local – Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro – Carlos Elias Pimentel

Renda – R$ 779.945,00

Público – 80.916

Competição – Camp. Carioca (decisão da Taça Rio de Janeiro)

Botafogo – Wagner, Wilson Goiano (Bruno Carvalho), Jorge Luiz, Gonçalves e Jefferson; Marcelinho Paulista, Pingo, Djair e Aílton; Bentinho, Sorato (Dimba). Técnico: Joel Santana.

Fluminense – Adílson, Ronald (Luiz Henrique), Vágner, Márcio Costa e Jorge Luiz; Paulo Roberto, Cadu, Yan (Roger) e Nildo (Marcelo); Alcindo e Roni. Técnico: Valdyr Espinosa.

Obs
Botafogo, campeão da Taça Rio de Janeiro.

3º Turno[editar | editar código-fonte]

Classificação
Pos Time PG J V E D GP GS SG
1 Vasco da Gama 11 5 3 2 0 10 3 +7
2 Fluminense 11 5 3 2 0 9 5 +4
3 Americano 8 5 2 2 1 5 4 +1
4 Botafogo 5 5 1 2 2 3 5 -2
5 Flamengo 4 5 1 1 3 2 5 -3
6 Bangu 1 5 0 1 4 2 9 -7

Decisão do Título[editar | editar código-fonte]

O Botafogo entra na decisão com 4 pontos de Bônus.

05/07/1997 Vasco da Gama 1 x 0 Botafogo

08/07/1997 BOTAFOGO 1 x 0 VASCO DA GAMA

Local – Maracanã (público - 16.854)

Árbitro – Sidrack Marinho

Gol – 1° tempo: 0 a 0; Final: Botafogo 1 a 0, Dimba

Botafogo – Wagner, Wilson Goiano, Jorge Luiz, Gonçalves e Jefferson; Marcelinho Paulista, Pingo, Djair e Aílton (Marcelo Alves); Bentinho e Dimba (Róbson). Técnico: Joel Santana.

Vasco – Caetano, Pimentel, Moisés, Alex e Felipe; Luisinho, Fabrício, Juninho (Luiz Cláudio) e Ramon (Brener); Pedrinho e Edmundo. Técnico: Antônio Lopes.

Protesto inusitado[editar | editar código-fonte]

No jogo entre Itaperuna e Vasco, um incidente curioso aconteceu: minutos após Edmundo (que abrira o placar e deu o passe para Ramon ampliar o placar) fazer o gol da vitória do Cruzmaltino depois de levar o empate (Roni e Giovanny fizeram os gols do Itaperuna), o árbitro da partida, José Carlos Santiago, expulsa 4 jogadores (André, Alcer e Manuelzinho pelo Itaperuna e Juninho Pernambucano pelo Vasco), deixando o técnico da Águia do Noroeste, Paulo Matta, indignado. Para protestar contra a decisão, ele entra em campo sem camisa e abaixa as calças por alguns segundos[2]. Segundo Paulo Matta, Edmundo estava impedido quando fez o terceiro gol vascaíno.

Ele ainda afirmou que o protesto foi também contra a corrupção no futebol carioca e anunciou também sua aposentadoria do futebol, dedicando-se à carreira musical.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Campeonato Carioca de Futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências

  1. «Rio de Janeiro Championship 1997». www.rsssfbrasil.com. Consultado em 23 de fevereiro de 2016 
  2. Marcílio Kimura (14 de março de 1997). «Técnico do Itaperuna faz 'strip' em protesto ao juiz». Folha Online