Campeonato Carioca de Futebol de 1933 (LCF)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Carioca de Futebol de 1933 (LCF)
Carioca 1933
Rio de Janeiro
Dados
Participantes 6
Organização LCF
Período
Gol(o)s 117
Partidas 30
Média 3,9 gol(o)s por partida
Campeão Bangu (1º título)
Vice-campeão Fluminense
Melhor marcador Tião Bangu - 13 gols
◄◄ Rio de Janeiro Carioca 1932 Soccerball.svg Carioca 1934 (LCF) Rio de Janeiro ►►

O Campeonato Carioca de Futebol de 1933 organizado pela pela Liga Carioca de Futebol (LCF) foi vencido pelo Bangu, com o Fluminense ficando com o vice-campeonato.[1]

A partida final do campeonato foi disputada entre Bangu e Fluminense, no campo das Laranjeiras, em 12 de novembro de 1933, o Bangu sagrado-se campeão após vencer por 4 x 0, mesmo desfalcado e disputando a final da casa do adversário. O árbitro da partida foi Alderico Solon Ribeiro. O Bangu jogou desfalcado do zagueiro esquerdo Sá Pinto e do ponta direita Sobral, e o Fluminense, sem o goleiro Veloso, todos contundidos. No primeiro tempo, o Bangu saiu ganhando por 2 a 0, gols de Ivan (contra) e Tião. No segundo, Plácido e Tião selaram a vitória do Bangu. O Bangu alinhou: Euclides; Mario e Camarão; Ferro, Santana e Médio; Paulista, Laudislau, Tião, Plácido e Orlandinho. O Fluminense com: Armandinho; Ernesto e Cabrera (Nariz, aos 21 do 2°); Marcial, Brant e Ivan; Álvaro, Vicentino (Russo), Russo (Cabrera), Tintas e Valter.

Em 1933, o futebol brasileiro passava por um processo de profissionalização bastante conturbado. Havia uma verdadeira cisão entre os clubes que queriam o profissionalismo e os que desejavam manter o amadorismo no esporte. No estado do Rio de Janeiro, em especial, America, Bangu, Fluminense articulavam para adotar oficialmente (já que na prática alguns clubes assim o faziam) o profissionalismo, enquanto o Botafogo era terminantemente contra, contando com apoio do Flamengo e do São Cristóvão. Para adotar o profissionalismo, America, Bonsucesso, Bangu, Fluminense e Vasco da Gama fundaram uma nova liga, denominada Liga Carioca de Futebol.[2] Durante o campeonato da AMEA (entidade que reunia os clubes amadores e que era considerada a liga oficial, já que era vinculada a CBD e a FIFA), Flamengo e São Cristóvão resolveram abandonar a disputa. O Flamengo entrou então no campeonato dos clubes profissionais, que até então só contava com cinco clubes. Neste campeonato de profissionais só havia seis clubes (America, Bangu, Bonsucesso, Flamengo, Fluminense e Vasco da Gama) e o Flamengo ficou no sexto e último lugar. Apesar de haver uma segunda divisão, não havia previsão de acesso ou descenso de acordo com Marco Santos: "Não havia no regulamento do campeonato da LCF, em 1933, a figura do rebaixamento. Nem faria sentido fazer descer o último colocado numa jovem liga onde times jogavam por convite".[3]

Entretanto, devido a falta de registros, não é possível afirmar se o regulamento previa, ou não, um sistema de acesso e descenso,[4] e este campeonato tem sido alvo de polêmica, pois alguns autores afirmam que o Flamengo teria sido rebaixado.[5] Porém, outros defendem, que, apesar de haver uma segunda divisão, não havia previsão de acesso ou descenso.[3]

Classificação final

Classificação[1]
Pos Time PG J V E D GP GS SG
1 Bangu 16 10 7 2 1 35 16 +19
2 Fluminense 12 10 6 0 4 17 17 0
3 Vasco da Gama 10 10 4 2 4 18 13 +5
3 Bonsucesso 10 10 4 2 4 16 23 -7
5 America 7 10 3 1 6 18 28 -10
6 Flamengo 5 10 2 1 7 13 20 -7

Premiação

Campeonato Carioca de 1933 (LCF)
Rio de Janeiro
BANGU
Campeão
(1º título)

Segunda Divisão

Embora não haja muitos registros, houve uma segunda divisão do campeonato da LCF, disputada por oito clubes. Ela era chamada de Sub-liga.[4] Não há entretanto, pela falta de registros, como se afirmar se havia previsão de ascensão da segunda à primeira divisão e de rebaixamento da primeira para a segunda divisão.[3] Ela foi vencida pelo São Cristóvão, que chegou a disputar quatro jogos pela liga rival. Após vencer o campeonato, o clube foi convidado a disputar a primeira divisão no ano seguinte.[4]

Ver também

Referências

  1. a b «Rio de Janeiro Championship 1933». RSSSF Brasil. Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  2. «Historia do futebol carioca - Federações». Campeões do Futebol. Consultado em 26 de dezembro de 2016 
  3. a b c «"Aí É Outra História": O Flamengo Foi Rebaixado em 1933? Verdade ou Mito?». RSSSF Brasil. Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  4. a b c Pedro Varanda (RSSSF) (30 de março de 2007). «Sub-liga Carioca de Futebol – 1933». Consultado em 21 de dezembro de 2016 
  5. «FOTOS: Jornalistas mostram que Flamengo e Cruzeiro já foram rebaixados». Consultado em 21 de dezembro de 2016 

Ligações externas

Bibliografia

  • ASSAF, Roberto; MARTINS, Clovis. Campeonato Carioca - 96 Anos de História - 1902/1997. Ed. Irradiação Cultural. Rio de Janeiro; 1997.
  • MERCIO, Roberto. A História dos Campeonatos Cariocas de Futebol. Studio Alfa. Rio de Janeiro; 1985.
  • ASSAF, Roberto e MARTINS, Clóvis. História dos Campeonatos Cariocas de Futebol - 1906/2010. Maquinária Editora; 2010.