Campeonato Carioca de Futebol de 1982

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Carioca de Futebol de 1982
Times
Campeão Vasco da Gama
Vice-campeão Flamengo
Artilheiro Zico (Flamengo) - 21 gols

Campeonato Carioca de Futebol de 1982.

Talvez a maior vitória cruzmaltina de todos os tempos, só perdendo mesmo para a virada histórica de 4 a 3 sobre o Palmeiras em 2000. O Flamengo que tinha Zico e cia, naquela que é tida como a maior equipe rubro-negra de todos os tempos, vinha de conquistas consideradas "fantásticas" por sua torcida, como o estadual de 81, o campeonato brasileiro de 82, a Taça Libertadores da América e por fim o Mundial Interclubes, ambos de 81.

O Vasco tinha o craque e Artilheiro Roberto Dinamite e a desconfiança da torcida, claro depois de perder os estaduais de 1978,1980,1981. O técnico Antônio Lopes, que assumira o time, não era bem visto pela diretoria; aliás o ano de 1982 era de eleições em São Januário e nenhum dos candidatos era a favor do treinador.

Num triangular em que tinha o America e o Flamengo o Vasco era o menos cotado, só era favorito pela tradição da sua camisa. O America saiu do páreo com uma incrível vitória do Fla, com atuação de gala do galinho de Quintino e o Vasco sofreu para empatar com o mesmo America.

Chegou o dia da grande final. O Fla é o favorito, mas Lopes não pensa assim e se prepara para vencer os rubro-negros. Ele muda cinco titulares alegando falta de empenho. O Flamengo começa arrasador com Zico mandado no jogo, Nunes, como de costume, perde o gol cara a cara contra Acácio. O grande craque Roberto Dinamite não está inspirado neste dia e as melhores chances saem dos pés de Pedrinho Gaúcho.

Lopes coloca no 2° tempo o meia Marquinhos e num cruzamento de Pedrinho, ele desvia com a cabeça marcando o gol que daria o título ao Gigante da Colina.

O Mengo se lança ao ataque desesperadamente, e o grande goleiro Acácio se torna o herói do jogo, ao fazer defesas incríveis, enquanto o contra-ataque vascaíno leva enorme perigo à defesa do Flamengo, então exposta. Júnior ainda é expulso por reclamar do Juiz José Roberto Wright (o mesmo que foi decisivo no empate entre o mesmo Flamengo e o Atlético-MG pela Libertadores da América, no qual expulsou diversos jogadores atleticanos) e ao dar o apito final a gigantesca massa vascaína explode de emoção depois de cinco anos de espera. Roberto ainda provocou o rival. "Poderíamos ter feito 3 a 0 com facilidade, eles fizeram festa antes do jogo só esqueceram de avisar ao Vasco, nem o presidente nem a diretoria deles nos respeitaram, desrespeitar logo o Vasco, um clube de tantas glórias e tradições e agora são eles que vão ter de nos respeitar".


Ícone de esboço Este artigo sobre Campeonato Carioca de Futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Ver também[editar | editar código-fonte]