Wilson Costa de Mendonça

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wilson Costa de Mendonça
Nascimento Rio de Janeiro
Cidadania Brasil
Ocupação futebolista

Wilson Costa de Mendonça, mais conhecido como Wilsinho, (Rio de Janeiro, 3 de outubro de 1956), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como ponta direita, e que tinha como apelido, "o xodó da vovó"[1].

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou nas categorias de base do Vasco da Gama com 12 anos, profissionalizando-se aos 18 e jogando no clube cruzmaltino de 1976 a 1981, tendo como parceiro de ataque, Roberto Dinamite. Após a sua passagem pelo Vasco da Gama transferiu-se para o Flamengo em 1982, onde ficou por 6 meses e sagrou-se vice-campeão carioca. No início de 1983, transferiu-se para o Fluminense, tendo defendido depois o America-RJ em 1987 e o Volta Redonda em 1988, todos clubes do Estado do Rio de Janeiro[2][3].

Considerando apenas os títulos oficiais mais importantes, no Vasco da Gama, Wilsinho foi campeão carioca em 1977[4].

Pelo Fluminense, Wilsinho jogou entre 1983 e 1986, disputando 70 partidas, com 34 vitórias, 21 empates e 15 derrotas, marcando 7 gols, sendo tricampeão carioca entre 1983 e 1985 e campeão brasileiro de 1984[5].

Jogou pela Seleção Brasileira em apenas uma partida amistosa, contra o Milan, no Estádio do Maracanã, seu palco mais habitual, no dia 12 de outubro de 1977[6]. Ainda neste ano fez parte de lista da CBD com setenta e dois jogadores que seriam avaliados pelo técnico Cláudio Coutinho durante o Campeonato Brasileiro de 1977, visando a convocação para a Copa do Mundo de 1978[7].

Meses depois de sua primeira convocação, Wilsinho sofreu ruptura dos ligamentos do joelho em amistoso contra a Chapecoense, sendo descartado a partir daí nas convocações da Seleção Brasileira, jogando ainda na Região Nordeste do Brasil e por dois meses, no Huelva, da Espanha[8]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências