Estádio Municipal Carlos Zamith

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Estádio Carlos Zamith
Estádio Municipal Carlos Zamith
Nomes
Nome Estádio Municipal Carlos Zamith
Apelido Centro de Treinamento do Coroado
Zamitão
Características
Local Alameda Cosme Ferreira, Coroado, Manaus, AM, Brasil
Gramado Grama natural (105 x 68m)
Capacidade 5.000 espectadores
Construção
Custo R$ 23.261.266,48
Inauguração
Data 6 de julho de 2014 (5 anos)
Partida inaugural Manaus FC 2x1 Manaus EC
Primeiro gol Huendel (Juniores)
Recordes
Público recorde 2.000 pessoas
Partida com mais público Nacional 2x0 Princesa do Solimões
Competições Amazonas Campeonato Amazonense
Brasil Campeonato Brasileiro
Brasil Copa do Brasil
Proprietário Governo do Estado do Amazonas
Administrador Governo do Estado do Amazonas
Mandante Nacional
Rio Negro
Manaus

O Estádio Municipal Carlos Zamith é um estádio de futebol localizado em Manaus, no Amazonas.[1]. Tem capacidade oficial para cerca de 5.000 pessoas.

História[editar | editar código-fonte]

Após a escolha de Manaus como uma das sub-sedes da Copa do Mundo 2014, a necessidade de mais um Centro de Treinamento(CT ou COT) além do Estádio da Colina fez a Prefeitura de Manaus escolher um terreno localizado na Alameda Cosme Ferreira, Coroado, Zona Leste da Cidade, para construir um estádio. As obras, comandadas pela construtora J Nasser Engenharia Ltda, teve início no dia 5 de Agosto de 2013 e duraram cerca de 9 meses até a entrega simbólica pelo Governador do Amazonas, Professor José Melo.

No dia 27 de Julho de 2013 um importante jornalista e pesquisador do esporte amazonense, Carlos Zamith, faleceu. Em consequência disso, pouco tempo depois, antes de sua conclusão, como forma de homenageá-lo, o estádio foi batizado com seu nome.

O estádio é simples, com dois lances de arquibancadas não unidos, nas laterais do campo, sem qualquer tipo de acento, nem cobertura. Contando com pequena cabine de imprensa, sua modernidade está mais na sua parte interna, no que diz respeito à vestiários e etc. O estádio é atualmente pintado na cor de laranja e também vermelho na sua fronte.

Inauguração oficial - Um erro histórico[editar | editar código-fonte]

O estádio Carlos Zamith foi concebido para, além de servir de centro de treinamentos da Copa do Mundo de 2014, também atender o futebol amazonense. O estádio é o primeiro estádio municipal de Manaus na história, com a capacidade de 5.000 mil pessoas, tornando-o o terceiro maior da cidade. Mas

Longe de sua importância, principalmente pelo nome que carrega, o estádio não teve a devida valorização por parte das autoridades em sua inauguração, sendo ela mediocrizada. Simbolicamente, na concepção geral, o estádio foi inaugurado oficialmente com um jogo escolhido aleatoriamente.

Rio x Nal cancelado.

Longe de ser o grande clássico que foi até inicio dos anos 90, o clássico ainda é o confronto que mais atrai público entre clubes de Manaus. Os dois principais clubes em história de Manaus seriam o jogo inaugural do estádio, com o time sub20. A partida foi marcada para o dia 24 de maio de 2014, mas, a programação foi vetada pela FIFA. O fato de ser inaugurado com times de base já foi motivo de críticas para muitos torcedores.

Mas, o que era para ser um clássico da base, acabou sendo apenas um "pontapé" do governador do estado José Melo. O cancelamento da partida gerou desconforto, pois o clássico que também estava previsto para reinaugurar o Estádio Vivaldo Lima com o time principal, também acabou não sendo realizado. Isso foi classificado como injustiça histórica ao clássico que mais proporcionou grandes públicos em estádios amazonenses.

Jogo Inaugural

Em termos de jogos de futebol, o estádio foi oficialmente inaugurado em 6 de Julho de 2014, com partida válida pelo Campeonato Amazonense de Futebol de Juniores. A partida inaugural foi entre dois clubes sem grande expressão no cenário local - Manaus FC e Manaus EC, o primeiro venceu a partida por 2x1.

O motivo para a partida, sem qualquer pesquisa histórica, foi que os dois clubes eram chamados de Manaus, o Manaus FC fundado em 2013, e o Manaus EC clube da prefeitura para disputa de competições amadoras.

O primeiro gol do estádio coube a Huendel, camisa 11 do Manaus FC aos 13 minutos do 1º tempo, este foi também o primeiro expulso.

Jogos Profissionais[editar | editar código-fonte]

O estádio atendeu à jogos do Amazonense Série B de 2014 e a 28 partidas do Campeonato Amazonense de Futebol de 2015, além de jogos da Copa Amazonas de 2015.

Em 2017, o estádio foi liberado para sua capacidade máxima pois somente um lado da arquibancada era usada pelos torcedores locais.O Nacional é clube que manda seus jogos no Estádio Municipal e o Leão Da Vila Municipal é o Clube que leva mais torcedores ao novo estádio, sua torcida transforma o estádio em um verdadeiro caldeirão. Em 2018 poderá receber seus primeiros jogos em torneios nacionais. Como a Copa do Brasil e o Brasileiro Série D

Referências