Museu do Índio (Manaus)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Museu do Índio.
Museu do Índio
Tipo museu
Geografia
Coordenadas 3° 7' 59.214" S 60° 0' 43.092" O
Localização Manaus - Brasil

O Museu do Índio é o maior e mais amplo museu da história indígena no Brasil, e está localizado na cidade amazonense de Manaus. O museu tem em seu acervo cerca de três milhares de peças produzidas por tribos da Amazônia. Entre os objetos encontram-se utensílios domésticos, armas, adornos e instrumentos musicais. É mantido pela Congregação das Irmãs Salesianas de Manaus.[1][2][3]

O museu foi fundado em 1952, uma ação atribuída à irmã missionária Maddalena Mazzone e possui acervo formado por mais de três mil peças do universo indígena dos povos do alto rio Negro. O acervo está distribuído em seis salas que apresentam materiais que contam sobre o modo de vida indígena por meio de seus adornos, utensílios, instrumentos. Nas salas se pode obter por meio dos materiais expostos, uma visão da vida de homens e mulheres no ambiente das aldeias. O acervo foi sendo construído durante as missões salesianas em meio as etnias dos índios tucanos, ianomâmis e outros.

O museu possui uma pequena biblioteca, voltada para a temática dos povos indígenas. O espaço está aberto ao público. O ritual fúnebre, o ritual do pega-moça e da zarabatana, para pegar o animal da caça, são os que mais causam curiosidade nos visitantes. O ritual fúnebre consiste em uma cerimônia de danças onde o morto é colocado dentro da sua canoa e é celebrado pelos outros integrantes da tribo. É um ritual onde a morte é celebrada alegremente. Logo após, o corpo dentro da canoa é deixado no rio para ser levado pelas águas.

Algumas das peças expostas no museu são peças centenárias e foram doados por arqueólogos. Outros objetos expostos são originalmente feitos por indígenas das tribos do Alto Rio Negro. O acervo está em exposição para fins educativos, de pesquisa e turístico.

A visita pode ser feita juntamente com uma guia que explica o acervo e conta tudo sobre as tribos indígenas do Alto Rio Negro.

Referências

  1. Medeiros, Girlene (24 de outubro de 2011). «Conheça os museus de Manaus». G1 
  2. «Museu do Índio preserva mais de 2 mil peças de 5 etnias na Amazônia». G1. 19 de abril de 2015 
  3. «Facuada do Museu do Índio». Instituto Durango Duarte 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um museu é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.