Cariris-xocós

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Kariri-Xocó

Kariri-Xocó
População total

1905[1]

Regiões com população significativa
 Brasil (AL) 1905 2015
Línguas
Eles não preservaram a língua, estão retomando o aprendizado aos poucos.
Religiões
Povos Indígenas em Alagoas e Sergipe.

Os Kariri-xocó representam o grupo indígena formado da fusão dos Kariri de Porto Real de Colégio e parte dos Xocó da ilha fluvial sergipana de São Pedro, quando foram extintas as aldeias indígenas pela política fundiária do Império e tiveram suas terras invadidas buscaram refúgio junto aos Kariri da outra margem do rio. O dia a dia dos indígenas se aproxima ao das populações rurais de baixa renda que trabalham nas atividades agro-pecuárias da região. O grupo busca preservar sua indianidade pela manutenção do ritual do Ouricuri.

Atualmente, 3500 indivíduos, em média, formam o grupo indígena. Vivem em Colégio, outros grupos indígenas, entre eles, Fulni-ô, Natu, Caxagó, Aconã, Pankararu, Karapotó e Tingui-Botó.

Ícone de esboço Este artigo sobre povos indígenas é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências

  1. «Quadro Geral dos Povos». Instituto Socioambiental. Consultado em 25 de outubro de 2020 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]