Tradição Humaitá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde julho de 2016).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde julho de 2016)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.

A Tradição Humaitá - populações que viveram a partir de 6600 anos. Eram extrativistas (caçadores, pescadores e coletores de frutos), produziam instrumentos em pedras (facas, raspadores, machados, quebra-coquinho,pontas de lanças). É caracterizada por instrumentos morfologicamente maciços sobre uma massa central (blocos ou seixos), sendo normalmente desprovida de pontas de projétil de pedra”. . As pessoas tinham em média 1,60 de altura e uma expectativa de vida inferior a trinta anos. Puderam-se definir três fases desse povo. Na primeira, a alimentação era baseada principalmente em moluscos e crustáceos e, os instrumentos eram quase exclusivamente feitos em pedras. A fase seguinte caracteriza-se pela alimentação baseada em peixes e na produção de instrumentos feitos de ossos edentes de peixe, destacando-se as pontas de ossos longos, esporões de raia e bico de peixe agulha. Por último, a caça foi introduzida na alimentação, permanecendo estável a produção de instrumentos empedras e ossos, acrescentando apenas a utilização de dentes de mamíferos terrestres, possivelmente para adorno. Dentro da tradição Humaitá percebeu-se a presença de varias culturas dentre as quais estão à cultura Altoparanaense e o complexo Itaqui.

A cultura Altoparanaense tem como características principais a localização em outros países que fazem fronteira com o Brasil, como: Argentina e Paraguai. A localização e o tempo de habitação no local dar-se a cor do solo, pois se o mesmo estiver mais escuro significa que a população que ali habitou, ficaram por um período longo. Enquanto a alimentação a cultura Altoparanaense estava em um local propicio a coleta de vegetais e a agricultura. “A indústria é nucleiforme, sendo as lascas muito raras, a não ser em poucas exceções ”... (Prous, p. 156). O complexo Itaqui corresponde à cultura Cuareimense, da Argentina, incluindo ai as indústrias do sudoeste gaucho. Temos neste complexo (Itaqui I, II). Complexo Itaqui I é caracterizado pela indústria feita a partir de seixos, os instrumentos são de grandes dimensões e bem patinados. O sitio arqueológico é encontrado em uma profundidade acentuada.

O complexo Itaqui II é caracterizado por uma indústria que comporta uma porcentagem maior de lascas retocadas retiradas de núcleos de arenito metamorfizado. Quanto a característica do sitio, diferentemente do Itaqui I, o complexo Itaqui II é um sitio mais raso. Temos ainda varias outras manifestações da tradição Humaitá. No estado do Rio Grande do Sul, a fase Camboatá, nos vales dos rios Antas e Pelotas, os raros sítios pré-cerâmicos formam a fase Antas, temos ainda a fase Canhembora no Rio Grande do Sul e a fase Inajá, cujos sítios ocupam um baixo terraço do Paranapanema.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Prous, Andre: Arqueologia Brasileira - 2ª ed. (2002), 1ª ed. (1992) Brasília: Editora da UNB, ISBN 85-230-0316-9
  • Prous, Andre : O Brasil Antes Dos Brasileiros: A Pré-História do Nosso País (2006) - Editora: Jorge Zahar Editor Ltda., ISBN 8-571-10920-6
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.