Cauaíbes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: se procura pela língua da família linguística tupi-guarani, veja língua cauaíbe.
Kawahiva
População total
Regiões com população significativa
Amazonas, Rondônia e Mato Grosso no Brasil
Línguas
língua kawahiva
Religiões
Religião indígena
Etnia
Indígena
Grupos étnicos relacionados
amondawa, uru-eu-wau-wau, karipuna (de Rondônia), capivari, tenharin, parintintin, jiahui, juma e piripkura.

Kawahiva (primeiramente grafado como kawahib e que recebeu outras grafias ao longo dos anos, como kagwahib, kagwahiv, kawahiv) é como se chamam vários grupos indígenas brasileiros do sudoeste amazônico, localizados nos estados de Amazonas, Mato-Grosso e Rondônia). São falantes de língua homônima, o Kawahiva, pertencente à família Tupi-Guarani que, por sua vez, é um ramo do Tronco Tupi.

Grupos que se chamam de Kawahiva são também conhecidos pelo exônimos de piripkura, juma, parintintin, tenharin, jiahui, caripuna, amondawa e os uru-eu-wau-wau.

História[editar | editar código-fonte]

O grupo étnico autodenominado kagwahiva é originário da região da nascente do rio Tapajós, onde viveu entre os séculos XVIII e XIX. Ao longo do século XIX, o grupo fragmentou-se em decorrência de conflitos com outras comunidades indígenas ou da ação de colonizadores. A partir de 1920, teve contatos constantes com os brancos através do antigo Serviço de Proteção aos Índios e, posteriormente, da Fundação Nacional do Índio.[1]

Terras Indígenas[editar | editar código-fonte]

Lista das Terras Indígenas Tupí-Kawahíwa:[2]

Amazonas:

  • T.I. Nove de Janeiro (Parintintín)
  • T.I. Ipixuna (Parintinitn)
  • T.I. Tenharim
  • T.I. Tenharim – Gleba B
  • T.I. Tenharim - Sepoti
  • T.I. Diahói

Rondônia:

  • T.I. Karipúna
  • T.I. Uru-Eu-Wau-Wau (Jupaú, Amondáwa, Júma)

Mato Grosso e Pará:

  • T.I. Apiaká do Pontal (Apiaká e Kawahíwa Isolados)
  • T.I. Apiaká-Kayabí
  • T.I. Batelão (Kayabí)
  • T.I. Piripkúra: nos municípios de Colniza e Rondolândia (MT)
  • T.I. Kawahíwa do Rio Pardo (Kawahíwa Isolados)
  • Parque Indígena do Xingu (PIX) (Kayabí)

A Terra Indígena Kawahiva do Rio Pardo, habitada por indígenas no contatados, está localizada entre os municípios de Colniza, no Mato Grosso, e Novo Aripuanã, no Amazonas[3].

Etnias[editar | editar código-fonte]

Lista das etnias Tupí-Kawahíwa (Aguilar 2015[2]):

Etnia ISO 639 Estado Outros nomes População Língua
Amondáwa adw Rondônia Amondava 123 Amondáwa; Português
Apiaká api Mato Grosso, Pará, Amazonas Apiacá 799 Português; Apiaká (“lembradores da língua”)
Diahói pah Amazonas Jiahui 135 Português; Diahói (“lembradores da língua”)
Júma jua Amazonas Yuma 12 Júma; Português
Karipúna de Rondônia kmv Rondônia Karipúna de Guaporé, Caripuna, Karipúna, Ahé 21 Português; Karipúna (“lembradores da língua”)
Kayabí kyz Mato Grosso, Pará Kajabi, Kaiabi, Parua, Maquiri, Caiabi, Kayabí, Cajabi 1.814 Kayabí; Português
Parintintín pah Amazonas Cabahyba 477 Português; Parintintín (“lembradores da língua”)
Tenharim pah Amazonas (Kagwahiva) 525 Tenharim; Português
Uru-Eu-Wau-Wau urz Rondônia Urupain, Uru-Pa-In, Jupaú, Bocas-negras, Bocas-pretas, etc. 184 Uru-Eu-Wau-Wau; Português
Isolados do Madeirinha Mato Grosso Kawahiva do Rio Pardo ? (Tupi-Kawahíwa)
Isolados do Teles Pires Mato Grosso (Isolados do Rio São Tomé) ? Apiaká
Piripkúra (recém-contatados) Mato Grosso Piripkúra 2 (3) (Tupi-Kawahíwa)
Isolados da T. I. Uru-Eu-Wau-Wau Rondônia (Parakwara, Isolados de Rondônia, Jurureis) ? (Tupi-Kawahíwa)


Lista dos povos Tupí-Kawahíb (SIL 1977; citado em Sampaio 2001, p. 89-90[4]):

Povo/Língua Localização
Amondava Rondônia
Apiaká Norte do Mato Grosso, acima do rio Tapajós em confluência com o rio São Miguel
Juma Amazonas, acima do Ipixuna e Tabocal, tributários do rio Purus
Tenharim (incluindo o Diahoi) Rio Marmelos, ao sul do Amazonas
Karipuna Rio Jaci-Paraná, em Rondônia
Morerebi Rio Preto e rio Marmelos, ao sul do Amazonas
Paranawat Rondônia, nos tributários do rio Ji-Paraná: rio Machado e rio do Sono
Tukumanfed Rondônia, na boca do Cacoal, tributário do rio Ji-Paraná
Uru-eu-uau-uau Rondônia

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  1. Generalitat de Catalunya. Casa de les Llengües. Kagwahiva
  2. a b AGUILAR, Ana Maria Gouveia Cavalcanti. Contribuições para os estudos histórico-comparativos sobre a diversificação do sub-ramo VI da família linguística Tupí-Guaraní. 2015. 223 f., il. Tese (Doutorado em Linguística)—Universidade de Brasília, Brasília, 2015. (PDF)
  3. Kawahiva do Rio Pardo. Olhar Indígena
  4. SAMPAIO, W. B. A. As línguas Tupi-Kawahib: um estudo sistemático e filogenético. Tese (Doutorado em Linguística). Porto Velho: PPGL/UNIR, 2001.