Operário Esporte Clube

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Operário
OperárioECAM.png
Nome Operário Esporte Clube
Alcunhas Sapão da Terra Preta
Sapão
Mascote Sapo
Fundação 10 de junho de 1982 (38 anos)
Estádio Gilbertão
Capacidade 7.000 Pessoas
Localização Bandeira-manacapuru.jpgManacapuru, AmazonasAM,  Brasil
Presidente Felipe Monteiro
Treinador Fábio Luiz
Competição Amazonas Campeonato Amazonense
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
titular
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Uniforme
alternativo
editar

O Operário Esporte Clube é um clube esportivo da cidade de Manacapuru, no estado do Amazonas. Fundado no dia 10 de Junho de 1982. Suas Cores são preto, vermelho e branco. Clube detentor de muitos títulos do futebol amador de Manacapuru, profissionalizou-se em 2009 e atualmente encontra-se licenciado.

História[editar | editar código-fonte]

Fundação e os primeiros anos[editar | editar código-fonte]

O Operário foi fundado em 1982 na cidade de Manacapuru com as cores Vermelho, Preto e Branco. Foi bi-campeão da Copa dos Rios(importante torneio de seleções municipais) vestindo a camisa de Manacapuru.

2010[editar | editar código-fonte]

Em 2010 o Operário jogou a Segunda Divisão. Em 12 de setembro de 2010, a equipe venceu o Cliper por 3-0, no Gilbertão, e sagrou-se campeão do primeiro turno da segunda divisão do Barezão de 2010, conquistando uma vaga na primeira divisão em 2011 pela primeira vez. O Operario sagrou-se campeão da segunda divisão de 2010 ao vencer o Rio Negro em cobrança de penaltis por 5 x 4, em Manacapuru.

2011 - Primeira Divisão[editar | editar código-fonte]

A estreia do clube na primeira divisão estadual deu-se em 30 de Janeiro de 2011 enfrentando o tradicional Fast Clube no Estádio do SESI em Manaus e vencendo por 2-1. O clube foi o único que terminou o primeiro turno invicto e classificando-se para as semifinais em 2º lugar, perdendo sua invencibilidade nesta pelo placar de 2-1 perante o Penarol em Manacapuru.

2014 - Retorno[editar | editar código-fonte]

Em 2014 voltou à disputar a segunda divisão do Amazonense, surpreendendo ao divulgar as cores azul, amarela e preta como cores oficiais, sendo a "rivalidade" com o Princesa do Solimões o motivo da troca, já que o Tubarão já tinha o vermelho e o branco como cores. Sagrou-se campeão do segundo turno após empatar em 2x2 com o CDC Nova Olinda e conquistando, pela segunda vez, uma vaga na Série A do ano seguinte. Na grande final, venceu o Rio Negro por 3-1 e se sagrou bicampeão do Barezão Série B.

Símbolos[editar | editar código-fonte]

Mascote[editar | editar código-fonte]

O clube tem a característica única e peculiar de ter um Sapo como mascote, este sendo chamado de "Sapão da Terra-Preta" em alusão a localidade onde foi fundado.

Rivalidades[editar | editar código-fonte]

O principal rival do Operário é o Princesa do Solimões. Em 2011, quando o Operário conseguiu a vaga na primeira divisão do Campeonato Amazonense, a imprensa começou a tratar o confronto entre esses dois clubes como um clássico, que ficou conhecido como O Clássico de Manacapuru, Clássico de Manacá ou até Clássico da Ciranda.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Estaduais[editar | editar código-fonte]

(2010 e 2014)[1]
  • Amazonas Taça FAF: 1
(2010)
  • Amazonas Copa dos Rios (amador): 2
(1995 e 2006)

Referências

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre clubes brasileiros de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.