Praia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Praia portuguesa de Nazaré.
A mundialmente famosa Praia da Marinha no Algarve, sul de Portugal.
Praia do Tarrafal, ilha de Santiago, Cabo Verde.

Uma praia é uma formação geológica composta por partículas soltas de mineral ou rocha na forma de areia, cascalho, seixo ou calhaus ao longo da margem de um corpo de água, ou seja, uma costa, quer do mar, de um rio ou de um lago.

Praias oceânicas[editar | editar código-fonte]

As praias arenosas oceânicas sofrem grande influências das marés e das ondas. Nestas praias podem distinguir-se as zonas abaixo descritas:

  • Zona de Arrebentação - é a parte da praia onde as ondas "arrebentam" ou se "quebram". Se houver bancos de areia afastados da praia podem ocorrer outras zonas de arrebentação sobre estes.
  • Zona de Varrido - é a parte da praia "varrida" pelas ondas periodicamente. Está entre os limites máximo e o mínimo da excursão das ondas sobre a praia. Logo após esta zona pode ocorrer uma parte onde se acumulam sedimentos - a berma. Devido às marés e às tempestades e ressacas esta parte da praia pode avançar e regredir.

Existem diversos tipos de classificações de praias. Duas destas classificações são a da "Escola Australiana" e da "Escola Acadêmica Brasileira."

As praias oceânicas costumam ser divididas da seguinte maneira:

  • Rasas: São planas e têm areia fina, firme e geralmente escura. As ondas quebram longe da faixa de areia e a profundidade vai aumentando gradualmente, conforme vai se afastando mar adentro. No Brasil, esse tipo de praia é o mais comum no Estado de São Paulo, com algumas notáveis exceções como a de Maresias.
  • De tombo: São inclinadas e têm areia grossa e clara. A profundidade aumenta abruptamente entre a faixa de areia e a água, e as ondas quebram muito próximas das praias de areia. Costumam ser as preferidas para a prática de esportes náuticos como o surf. No Brasil, esse tipo de praia é mais comum no Estado do Rio de Janeiro.

Praias fluviais[editar | editar código-fonte]

As praias fluviais sofrem a influências das cheias dos rios e dos sedimentos trazidos por eles. Estas praias podem desaparecer durante as cheias. Já na época da estiagem podem se tornar bem extensas.

Uso humano[editar | editar código-fonte]

Para além de particularmente adequadas para certas práticas piscatórias, as praias são local de eleição para actividades recreativas relacionadas a banhos de mar e sol, ao surf e à natação, devido à facilidade e risco relativamente baixo de acesso ao mar, sendo geralmente locais de grande importância turística.

Esta utilização pode dar-se tanto ao longo de todo o ano como concentrada numa época balnear específica.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikcionário Definições no Wikcionário
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons