Costa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Costa (desambiguação).
Exemplo de um região costeira densamente urbanizada, em Nice, na França.

Em geografia, a costa ou orla é a linha que separa o mar do oceano, tal como é indicado nos mapas. Corresponde ao limite entre o oceano e o mar (definida pelo alcance da maré alta). O termo "continente" é muito específico, sendo somente usada para descrever as regiões do continente ou de uma ilha que se limitam com o oceano, ou seus tributários de água salgada (mares, golfos, baía, praia, dunas

USA

O Brasil possui uma linha costeira contínua de 8.000 km de extensão, uma das maiores do mundo. Ao longo dessa faixa litorânea podemos identificar diversas paisagens como: mangues, dunas, restingas, ilhas, falésias, estuários, recifes, baías e brejos.[carece de fontes?]

Portugal[editar | editar código-fonte]

A costa portuguesa é extensa: tem 943 km em Portugal continental, 667 km nos Açores, 250 km na Madeira onde incluem também as Ilhas Desertas, as Ilhas Selvagens e a Ilha de Porto Santo. A costa tem belas praias, com variedade entre falésias e areais. Na Ilha de Porto Santo uma formação de dunas de origem orgânica (ao contrário da origem mineral da costa portuguesa continental) com cerca de 9 km é um ponto turístico muito apreciado internacionalmente. Uma característica importante na costa portuguesa é a Ria de Aveiro, estuário do rio Vouga, perto da cidade de Aveiro, com 45 km de comprimento e um máximo de 11 km de largura, rica em peixe e aves marinhas. Existem quatro canais, e entre estes várias ilhas e ilhotas, e é onde quatro rios encontram o oceano.[1] Com a formação de cordões litorais definiu-se uma laguna, vista como um dos elementos hidrográficos mais marcantes da costa portuguesa. Portugal possuiu uma das maiores zonas económicas exclusivas (ZEE) da Europa, cobrindo cerca de 1 683 000 km².[2]

Galiza[editar | editar código-fonte]

A costa galega tem 1500 km no Oceano Atlântico, destacando a presença de grandes rias e pequenas ilhas e ilhotes.

Fica dividida em Rias Baixas (Ria de Vigo, Ria de Pontevedra, Ria de Arousa, Ria de Muros e Noia, Ria de Corcubión), Rias Meias (Ria de Camariñas, Ria de Corme e Laxe, Ria da Corunha, Ria de Betanzos, Ria de Pontedeume, Ria de Ferrol, Ria de Cedeira) e Rias Altas (Ria de Ortigueira, Ria do Barqueiro, Ria de Viveiro, Ria de Foz, Ria de Ribadeo).

A destacar também são as ilhas Cíes, Ons, Sálvora e Cortegada que fazem parte do Parque natural das ilhas do Atlântico, e ainda as ilhas Lobeiras, Sisargas, San Simón e Tambo.

Referências

  1. Vários autores (1987). Enciclopédia Geográfica (Lisboa: Selecções do Reader's Digest). p. 82. 
  2. Rodrigues, Arinda (2004). Novas Viagens - Actividades Económicas 1.ª edição ed. (Lisboa: Texto Editora). p. 35. ISBN 972-47-2246-5. 
Ícone de esboço Este artigo sobre hidrografia em geral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.