Campeonato Catarinense de Futebol de 2017 - Série A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Campeonato Catarinense de 2017 - Série A
Catarinense Havan 2017
Dados
Participantes 10
Organização FCF
Anfitrião  Santa Catarina
Período 29 de janeiro7 de maio
Gol(o)s 250
Partidas 92
Média 2,72 gol(o)s por partida
Campeão Bandeira de Chapecó.JPG Chapecoense
Vice-campeão Florianópolis Avaí
Rebaixado(s) Blumenau bandeira.jpg Metropolitano
Bandeira Itajai SantaCatarina Brasil.svg Almirante Barroso
Melhor marcador 11 gols:
Melhor ataque (fase inicial) Bandeira de Chapecó.JPG Chapecoense – 37 gols
Melhor defesa (fase inicial) Bandeira de Chapecó.JPG Chapecoense – 14 gols
Maior goleada
(diferença)
Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG 7–0 Tubarão Atlético Tubarão
Arena CondáChapecó
19 de março, 2ª rodada (Returno)
Público 275 294
Média 2 992,3 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
(FCF)
Jonatas Belusso (Brusque)
Melhor treinador
(FCF)
Vagner Mancini (Chapecoense)
Melhor árbitro
(FCF)
Sandro Meira Ricci
◄◄ Série A 2016 Soccerball.svg Série A 2018 ►►

O Campeonato Catarinense de Futebol de 2017 da Série A, ou Catarinense Havan 2017, por motivos de patrocínio, foi a 92ª edição da principal divisão do futebol catarinense. O campeonato foi disputado por dez equipes no sistema de pontos corridos, com os campeões de turno e returno fazendo o confronto final em partida única. Os pontos serão zerados ao final do turno e, caso a mesma equipe conquistasse o turno e o returno, seria campeã sem a disputa de final.[1]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Igual a fórmula de disputa adotada em 2016, a competição é disputada em três fases: turno, returno e final.

A primeira fase (turno), é disputada entre 1 de fevereiro e 2 de março, as dez equipes jogam entre si em nove rodadas e o primeiro colocado na tabela de classificação geral garantirá uma vaga na final do Catarinense 2017. A segunda fase (returno), que será disputada entre 5 de março e 24 de abril, irá ocorrer da mesma maneira, com a única diferença da inversão dos mandos de campo em relação à primeira fase. Da mesma forma, o campeão do segundo turno disputará a final do Catarinense 2017. Caso a mesma equipe vencesse os dois turnos, ela será automaticamente declarada campeã catarinense de 2017, sem a necessidade de disputa da final.

As equipes que não disputarem a final do Catarinense (de 3º a 10º - ou de 2º a 10º caso a mesma equipe vença os dois turnos) terão sua classificação determinada por meio de todos os jogos das duas primeiras fases (turno e returno) agregados. Os quatro primeiros colocados disputarão a Copa do Brasil de 2018. Os três melhores colocados que não disputam alguma divisão do Campeonato Brasileiro garantirão uma vaga na Série D do Brasileiro nos anos de 2017 e 2018. Os dois últimos colocados serão rebaixados para a segunda divisão de 2018.

Equipes participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Em 2016 Estádio Capacidade Títulos (Último)
Atlético Tubarão Bandeira.tubarão.jpg Tubarão 2º (Série B) Domingos Silveira Gonzales 2.000 0
Almirante Barroso Bandeira Itajai SantaCatarina Brasil.svg Itajaí 1º (Série B) Camilo Mussi 1.760 0
Avaí Bandeira de Florianópolis.svg Florianópolis Ressacada 17.826 16 (2012)
Brusque Bandeira-brusque.png Brusque Augusto Bauer 5.000 1 (1992)
Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG Chapecó Arena Condá 19.325 5 (2016)
Criciúma BandeiraCriciuma.svg Criciúma Heriberto Hülse 19.300 10 (2013)
Figueirense Bandeira de Florianópolis.svg Florianópolis Orlando Scarpelli 19.584 17 (2015)
Inter de Lages Bandeira lages.svg Lages Vidal Ramos Júnior 7.620 1 (1965)
Joinville Bandeira joinville.png Joinville Arena Joinville 22.000 12 (2001)
Metropolitano Blumenau bandeira.jpg Blumenau Monumental do Sesi 6.000 0
Localização dos times no estado.

Primeira Fase (turno)[editar | editar código-fonte]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Taça Club Atlético Nacional
Florianópolis
Avaí
Campeão

Segunda Fase (returno)[editar | editar código-fonte]

Premiação[editar | editar código-fonte]

Taça Sandro Luiz Pallaoro
Chapecó
Chapecoense
Campeã

Final[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
Domingo, 30 de abril Avaí Florianópolis 0 – 1 Bandeira de Chapecó.JPG Chapecoense Estádio da Ressacada, Florianópolis
16:00
Gol marcado aos 35 minutos de jogo 35' Luiz Antônio Público: 15 754
Renda: R$398.077,00
Árbitro: Santa Catarina Héber Roberto Lopes
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Avaí
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Chapecoense
Jogo de volta
Domingo, 7 de maio Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG 0 – 1 Florianópolis Avaí Arena Condá, Chapecó
16:00
Gol marcado aos 27 minutos de jogo 27' Leandro Silva Público: 19 141
Renda: R$567.940,00
Árbitro: Santa Catarina Bráulio da Silva Machado
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Chapecoense
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Avaí

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Catarinense de 2017
Chapecó
Chapecoense
Campeã
(6º título)

Classificação geral[editar | editar código-fonte]

Pos Times P J V E D GP GS SG % Classificação ou Rebaixamento
1 Bandeira de Chapecó.JPG Chapecoense 42 19 13 3 4 37 14 23 72,2 Campeão e Classificado para a Copa do Brasil de 2018
2 Florianópolis Avaí 37 19 11 4 5 28 17 11 63 Vice-campeão e Classificado para a Copa do Brasil de 2018
3 BandeiraCriciuma.svg Criciúma 31 18 9 4 5 32 26 6 57,4 Classificado para a Copa do Brasil de 2018
4 Bandeira Brusque SantaCatarina Brasil.jpg Brusque 29 18 9 2 7 30 31 -1 57,4 Classificação para a Série D 2018 e Copa do Brasil 2018
5 BandeiraJoinville.svg Joinville 23 18 6 5 7 16 18 -2 42,6
6 Tubarão Atlético Tubarão 19 18 5 4 9 28 31 -3 35,2 Classificação para o Campeonato Brasileiro Série D de 2018
7 Bandeira lages.svg Inter de Lages 19 18 5 4 9 19 28 -9 35,2
8 Florianópolis Figueirense 19 18 4 7 7 16 21 -5 35,2
9 Bandeira Itajai SantaCatarina Brasil.svg Almirante Barroso 18 18 5 3 10 21 32 -11 33,3 Rebaixados para a Série B em 2018
10 Blumenau bandeira.jpg Metropolitano 18 18 4 6 8 23 32 -9 33,3

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols Jogador Time
11 Rentería Atlético Tubarão
Jonatas Belusso Brusque
8 Sabiá Metropolitano
Denílson Avaí
7 Rafael Ratão Atlético Tubarão
6 Wellington Paulista Chapecoense
Alex Maranhão Criciúma
Júnior Dutra Avaí
5 Schwenck Almirante Barroso
Túlio de Melo Chapecoense
Enercino Inter de Lages
Max Inter de Lages
Adalgiso Pitbull Criciúma
4
Jheimy Criciúma
Aldair Joinville
Bruno Alves Figueirense
Rossi Chapecoense
Michel Douglas Brusque
Rômulo Avaí
Andrei Girotto Chapecoense
Paulo Victor Metropolitano

Transmissão[editar | editar código-fonte]

A RBS TV (afiliada da Rede Globo) detém todos os direitos de transmissão para a temporada de 2017 pela TV aberta e em pay-per-view, através do canal Premiere FC. Com um contrato renovado em 2013, a emissora pode transmitir os jogos para todo o estado em televisão aberta, inclusive para os locais onde são realizadas as partidas. A exceção se dá com os jogos da dupla da capital em casa, na qual a Globosat tem exclusividade para Florianópolis, através do PPV, obrigando a RBS TV a solicitar autorização, caso deseje trasmitir a partida.

Jogos transmitidos pela RBS TV[editar | editar código-fonte]

Primeiro turno[editar | editar código-fonte]

  • 1ª rodada - Chapecoense 2 – 1 Inter de Lages - 29 de janeiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado)
  • 2ª rodada - Joinville 0 – 0 Figueirense - 1º de fevereiro (Qua) - 21:45 (Todo o estado)
  • 3ª rodada - Criciúma 1 – 0 Joinville - 5 de fevereiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado)
  • 4ª rodada - Joinville 1 – 0 Metropolitano - 8 de fevereiro (Qua) - 21:45 (Todo o estado)
  • 5ª rodada - Joinville 0 – 0 Avaí - 12 de fevereiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado)
  • 6ª rodada - Chapecoense 1 – 1 Figueirense - 19 de fevereiro (Dom) - 17:00 (Todo o estado)
  • 7ª rodada - Chapecoense 4 – 0 Metropolitano - 22 de fevereiro (Dom) - 22:00 (Todo o estado)
  • 8ª rodada - Almirante Barroso 0 – 3 Avaí - 25 de fevereiro (Sáb) - 16:30 (Todo o estado)
  • 9ª rodada - Metropolitano 2 – 3 Figueirense - 5 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado)

Segundo Turno[editar | editar código-fonte]

  • 1ª rodada - Brusque 2 – 0 Figueirense - 12 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 2ª rodada - Metropolitano 1 – 4 Avaí - 19 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 3ª rodada - Inter de Lages 1 – 0 Figueirense - 22 de março (Qua) - 21:45 (Todo o estado)
  • 4ª rodada - Chapecoense 2 – 0 Avaí - 26 de março (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 5ª rodada - Chapecoense 4 – 1 Brusque - 29 de março (Qua) - 21:45 (Todo o estado)
  • 6ª rodada - Brusque 2 – 3 Avaí - 2 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 7ª rodada - Metropolitano 1 – 3 Chapecoense - 9 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • 8ª rodada - nenhuma partida foi transmitida pela emissora
  • 9ª rodada - Inter de Lages 2 – 0 Avaí - 23 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado)

Final[editar | editar código-fonte]

  • Jogo de Ida - Avaí 0 – 1 Chapecoense - 30 de abril (Dom) - 16:00 (Todo o estado)
  • Jogo de Volta - Chapecoense 0 – 1 Avaí - 7 de maio (Dom) - 16:00 (Todo o estado)

Transmissões fora de casa por time[editar | editar código-fonte]

Clube Primeiro Turno Segundo Turno Total (incluindo a final)
Avaí 2 4 7
Figueirense 3 2 5
Chapecoense 0 1 2
Metropolitano 2 0 2
Joinville 1 0 1
Inter de Lages 1 0 1
Brusque 0 1 1

Maiores públicos[editar | editar código-fonte]

Público[PP] Mandante Placar Visitante Estádio Data Rodada
1 19 141 Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG 0–1 Florianópolis Avaí Arena Condá 7 de maio Final (Jogo 2)
2 15 754 Avaí Florianópolis 0–1 Bandeira de Chapecó.JPG Chapecoense Ressacada 30 de abril Final (Jogo 1)
3 12 104 Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG 2–0 BandeiraJoinville.svg Joinville Arena Condá 15 de abril 8ª (Returno)
4 10 797 Avaí Florianópolis 0–0 Florianópolis Figueirense Ressacada 22 de fevereiro 7ª (Turno)
5 10 222 Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG 2–0 Florianópolis Avaí Arena Condá 26 de março 4ª (Returno)
6 8 463 Figueirense Florianópolis 0–0 Florianópolis Avaí Orlando Scarpelli 9 de abril 7ª (Returno)
7 8 293 Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG 2–1 Bandeira lages.svg Inter de Lages Arena Condá 29 de janeiro 1ª (Turno)
8 7 668 Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG 1–1 Florianópolis Figueirense Arena Condá 19 de fevereiro 6ª (Turno)
9 7 506 Avaí Florianópolis 3–0 Bandeira de Chapecó.JPG Chapecoense Ressacada 8 de fevereiro 4ª (Turno)
10 7 451 Chapecoense Bandeira de Chapecó.JPG 1–1 Bandeira Itajai SantaCatarina Brasil.svg Almirante Barroso Arena Condá 4 de fevereiro 3ª (Turno)

Média de público[editar | editar código-fonte]

  1. Chapecoense - 8.404 (84.040 em 10 jogos)
  2. Avaí – 6.007 (60.070 em 10 jogos)
  3. Figueirense – 2.928 (26.352 em 9 jogos)
  4. Joinville – 2.416 (21.744 em 9 jogos)
  5. Criciúma – 2.403 (21.627 em 9 jogos)
  1. Atlético Tubarão – 1.667 (15.003 em 9 jogos)
  2. Brusque – 1.622 (14.598 em 9 jogos)
  3. Inter de Lages – 1.555 (13.995 em 9 jogos)
  4. Metropolitano – 1.253 (11.277 em 9 jogos)
  5. Almirante Barroso – 732 (6.588 em 9 jogos)

Troféus[editar | editar código-fonte]

Troféu Definitivo[editar | editar código-fonte]

  • Primeiro Turno: A Federação Catarinense de Futebol homenageou o Club Atlético Nacional, de Medellín, na Colômbia, denominando a Taça Club Atlético Nacional ao clube campeão da 1ª Fase – Turno do Campeonato Catarinense Havan 2017.
  • Segundo Turno: Referendando homenagens os dirigentes que foram vitimados no acidente, a Federação Catarinense de Futebol denominou a Taça Sandro Luiz Pallaoro ao clube campeão da 2º Fase – Returno do Campeonato Catarinense Havan 2017.
  • Campeão geral: A taça entregue ao campeão, foi nominada de Taça Havan. Ela traz ainda mensagens importantes reverenciando a memória das vítimas do acidente com a delegação da Associação Chapecoense de Futebol em placas fixadas na sua base, citando nominalmente jogadores, dirigentes, membros da imprensa e também fazendo referência aos troféus que homenageiam o ex-Presidente da Federação Catarinense de Futebol, Dr. Delfim Pádua Peixoto Filho, o ex-Presidente das Chapecoense, Sandro Pallaoro e o Club Atlético Nacional. Além da Taça Havan, cada clube receberá 35 medalhas, douradas destinadas aos atletas campeões e prateadas aos atletas vice-campeões.

Troféu Dr. Aderbal Ramos da Silva[editar | editar código-fonte]

Desde 2011, a Federação Catarinense de Futebol oferta o Troféu Transitório Dr. Aderbal Ramos da Silva, em homenagem ao patrono e presidente da Federação entre 1939 e 1946. O troféu, que consiste no busto da pessoa homenageada, é ofertado de posse transitória a todos os campeões do certame desde 2011.

O troféu será entregue de forma definitiva a equipe que conquistar o Campeonato Catarinense (contando as conquistas de 2011 até hoje) por três vezes consecutivas ou cinco vezes alternadas.[2]

Vencedores anteriores do Troféu Dr. Aderbal Ramos da Silva[editar | editar código-fonte]

  • 2011 - Chapecoense
  • 2012 - Avaí
  • 2013 - Criciúma
  • 2014 - Figueirense
  • 2015 - Figueirense
  • 2016 - Chapecoense

Troféu Transitório Dr. Delfim Pádua Peixoto Filho[editar | editar código-fonte]

A Federação Catarinense de Futebol prestou homenagem ao Dr. Delfim de Pádua Peixoto Filho, advogado, político, professor e desportista, que presidiu a entidade por 31 anos, contribuindo de forma substancial para elevação do futebol catarinense no cenário nacional. O ex presidente foi uma das vítimas da tragédia aérea na Colômbia. Assim foi instituído o Troféu Transitório Dr. Delfim Pádua Peixoto Filho. A equipe que conquistar o título catarinense por três oportunidades consecutivas, ou alternadas, ficará em definitivo com o Troféu.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências