Campeonato Capixaba de Futebol de 2017 - Série A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campeonato Capixaba de 2017
Capixabão 2017
Dados
Participantes 10
Organização FES
Anfitrião  Espírito Santo
Período 28 de janeiro6 de maio
Gol(o)s 116
Partidas 50
Média 2,32 gol(o)s por partida
Campeão Itapemirim Atlético Itapemirim
Vice-campeão Vitória Doze
Rebaixado(s) Bandeira-linhares.png Linhares
Vitória Rio Branco
Melhor marcador 6 gols: Márcio Carioca (Rio Branco)
Wendell (Atlético Itapemirim)
Maiores goleadas
(diferença)
Atlético Itapemirim Itapemirim 4 – 0 Vila Velha Tupy
Estádio José Olívio SoaresItapemirim
22 de março
 
Desportiva Ferroviária Cariacica 4 – 0 Vila Velha Tupy
Estádio Engenheiro AraripeCariacica
25 de março
Público 21 919
Média 429,8 pessoas por partida
Premiações
Melhor jogador
(FES)
Zizu (Atlético Itapemirim)
Melhor jogador jovem
(FES)
Nilo (Doze)
Melhor treinador
(FES)
José Humberto de Oliveira (Atlético Itapemirim)
◄◄ Espírito Santo (estado) Capixaba 2016 Soccerball.svg Capixaba 2018 Espírito Santo (estado) ►►

O Campeonato Capixaba de Futebol de 2017 - Série A, organizado pela FES, foi a 101ª edição e o centenário do campeonato estadual do Espírito Santo. Com início em 28 de janeiro e término em 6 de maio, reunindo dez equipes, sendo oito participantes do Capixabão de 2016 e a campeã e vice da Série B de 2016.[1][2] O Atlético Itapemirim tornou-se campeão pela primeira vez em sua história e de forma invicta.[3]

Partidas adiadas[editar | editar código-fonte]

A Federação de Futebol (FES) adiou 22 jogos válidos pela Primeira Fase da competição devido à falta de policiamento em virtude da crise da segurança pública do Espírito Santo no mês de fevereiro.[4][5] A FES remarcou os jogos adiados com reinício em 8 de março a partir dos jogos da segunda rodada. A conclusão do campeonato foi estendido por mais duas semanas com término em 6 de maio.[6][7]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

A fórmula de disputa foi diferente dos últimos dois anos. Na Primeira Fase, os dez participantes jogam entre si em turno único, os quatro melhores avançam para as Semifinais. Cinco times foram definidos por meio de um sorteio e fazem cinco jogos com o mando de campo (Desportiva Ferroviária, São Mateus, Linhares, Real Noroeste e Doze), os demais fazem apenas quatro jogos com o mando. Nas Semifinais, que são disputadas em sistema de mata-mata com jogos de ida e volta (1º x 4º e 2º x 3º). Nas Finais, os vencedores das Semifinais decidem o título também com jogos de ida e volta. O time com melhor campanha na Primeira Fase tem o mando de campo nos jogos de volta das Semifinais e Finais. O campeão ganha o direito de disputar a Copa do Brasil de 2018 e a Série D de 2018. As duas últimas equipes na Primeira Fase são rebaixadas à Série B de 2018.[8]

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Os critérios de desempate serão aplicados na seguinte ordem para cada fase:

Primeira Fase
  1. Maior número de vitórias
  2. Maior saldo de gols
  3. Maior número de gols pró (marcados)
  4. Confronto direto
  5. Menor número de cartões vermelhos
  6. Menor número de cartões amarelos
  7. Sorteio
Semifinais e Finais
  1. Maior saldo de gols nos dois jogos
  2. Melhor classificação na Primeira Fase

Participantes[editar | editar código-fonte]

Clube Cidade Temporada 2016 Estádio Capacidade[9] Títulos (último)
Atlético Itapemirim Itapemirim Itapemirim 6º da Série A José Olívio Soares 1 000 0 (não possui)
Desportiva Ferroviária Cariacica Campeão da Série A Engenheiro Araripe 7 700 18 (2016)
Doze Bandeira de Vitória.svg Vitória 8º da Série A José Olívio Soares[a] 1 000 0 (não possui)
Espírito Santo Bandeira de Vitória.svg Vitória Vice-campeão da Série A Kleber Andrade[b] 21 000 0 (não possui)
Linhares Linhares 4º da Série A Joaquim Calmon 2 000 1 (2007)
Real Noroeste Águia Branca 3º da Série A José Olímpio da Rocha 3 200 0 (não possui)
Rio Branco Bandeira de Vitória.svg Vitória 5º da Série A Kleber Andrade[b] 21 000 37 (2015)
São Mateus São Mateus 7º da Série A Sernamby 4 500[10] 2 (2011)
Tupy Vila Velha Vice-campeão da Série B Salvador Costa[c] 3 000 0 (não possui)
Vitória-ES Bandeira de Vitória.svg Vitória Campeão da Série B Salvador Costa 3 000 9 (2006)

Obs.:

Estádios[9][editar | editar código-fonte]

Águia Branca Vitória Cariacica Cariacica
José Olímpio da Rocha Salvador Costa Engenheiro Araripe Kleber Andrade
Capacidade: 3 200 Capacidade: 3 000 Capacidade: 7 700 Capacidade: 21 000
Estádio José Olímpio da Rocha.JPG Salvador Costa1.jpg Estadio Engenheiro Araripe.JPG Estadiokleberandrade2.JPG
Itapemirim Linhares Jaguaré São Mateus
José Olívio Soares Joaquim Calmon Conilon Sernamby
Capacidade: 1 000 Capacidade: 2 000 Capacidade: 2 664 Capacidade: 4 500
Substitua esta imagem.svg Substitua esta imagem.svg Estádio do Conilon.jpg Sernamby 2012.jpg

Primeira Fase[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Resultados da Primeira Fase
Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação
1 Itapemirim Atlético Itapemirim 21 9 6 3 0 18 6 12 77.8 Estável Classificado às Semifinais
2 Vitória Doze 19 9 6 1 2 15 11 4 70.4 Estável
3 Vitória Espírito Santo 13 9 3 4 2 10 8 2 48.1 Aumento3
4 Vila Velha Tupy 12 9 3 3 3 9 12 -3 44.4 Baixa1
5 Bandeira-saomateus-es.jpg São Mateus 11 9 3 2 4 13 14 -1 40.7 Baixa1
6 Vitória Vitória-ES 11 9 2 5 2 8 10 -2 40.7 Aumento2
7 Bandeiraaguiabranca.png Real Noroeste 10 9 3 1 5 10 14 -4 37.0 Baixa2
8 Cariacica Desportiva Ferroviária 10 9 2 4 3 10 7 3 37.0 Aumento1
9 Vitória Rio Branco 10 9 2 4 3 10 13 -3 37.0 Baixa2 Rebaixado à Série B de 2018
10 Bandeira-linhares.png Linhares 3 9 0 3 6 5 13 -8 11.1 Estável

Semifinais[editar | editar código-fonte]

Jogos de ida
Sábado, 15 de abril Tupy Vila Velha 0 – 2 Itapemirim Atlético Itapemirim Estádio Kleber Andrade, Cariacica
16:30
Rede Gazeta
Relatório
Gol marcado aos 2 minutos de jogo 2' Weliton
Gol marcado aos 71 minutos de jogo 71' Wendell
Público: 354
Renda: R$ 4.660,00
Árbitro: Espírito Santo (estado)ES Devarly do Rosário
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Tupy
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atlético-ES

Domingo, 16 de abril Espírito Santo Vitória 0 – 0 Vitória Doze Estádio Kleber Andrade, Cariacica
16:00
Relatório Público: 230
Renda: R$ 2.650,00
Árbitro: Espírito Santo (estado)ES Rudimar Goltara
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Espírito Santo
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Doze
Jogos de volta
Sábado, 22 de abril Atlético Itapemirim Itapemirim 1 – 1 Vila Velha Tupy Estádio José Olívio Soares, Itapemirim
16:00
Giovani Pedrini Gol contra marcado aos 42 minutos de jogo 42' Relatório Gol marcado aos 87 minutos de jogo 87' Giovani Pedrini Público: 800
Renda: R$ 11.370,00
Árbitro: Espírito Santo (estado)ES Dyorgines Padovani
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atlético-ES
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Tupy

Sábado, 22 de abril Doze Vitória 0 – 0 Vitória Espírito Santo Estádio Kleber Andrade, Cariacica
16:30
Rede Gazeta
Relatório
Público: 1 120
Renda: R$ 2.830,00
Árbitro: Espírito Santo (estado)ES Devarly do Rosário
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Doze
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Espírito Santo

Finais[editar | editar código-fonte]

Jogo de ida
Sábado, 29 de abril Doze Vitória 2 – 2 Itapemirim Atlético Itapemirim Estádio Kleber Andrade, Cariacica
16:30
Marcone Gol marcado aos 66 minutos de jogo 66'
Lucas Balbino Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79'
Rede Gazeta
Relatório
Gol contra marcado aos 89 minutos de jogo 89' Marcone
Gol marcado aos 90+2 minutos de jogo 90+2' (pen) Wendell
Público: 1 816
Renda: R$ 2.710,00
Árbitro: Espírito Santo (estado)ES Devarly do Rosário
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Doze
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atlético-ES
Jogo de volta
Sábado, 6 de maio Atlético Itapemirim Itapemirim 2 – 1 Vitória Doze Estádio Sumaré, Cachoeiro de Itapemirim
16:30
Marcos Felipe Gol marcado aos 67 minutos de jogo 67'
Wendell Gol marcado aos 76 minutos de jogo 76'
Rede Gazeta
Relatório
Gol marcado aos 57 minutos de jogo 57' Cássio Público: 2 680
Renda: R$ 21.400,00
Árbitro: Espírito Santo (estado)ES Dyorgenes Padovani
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Atlético-ES
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Doze

Estatísticas[editar | editar código-fonte]