Campeonato Capixaba de Futebol de 2015 - Série A

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Campeonato Capixaba de 2015
Capixabão 2015
Dados
Participantes 10
Organização FES
Período 31 de janeiro16 de maio
Campeão Vitória Rio Branco (37º título)
Vice-campeão Cariacica Desportiva Ferroviária
Rebaixado(s) Bandeira de Castelo (Espírito Santo).jpg Castelo
Vitória Vitória-ES
Melhor marcador Washington Baiano (BandeiraDomingosMartinsES.jpg Sport Club Brasil Capixaba Ltda) – 9 gols
◄◄ Espírito Santo (estado) Capixaba 2014 Soccerball.svg Capixaba 2016 Espírito Santo (estado) ►►

O Campeonato Capixaba de Futebol de 2015, organizado pela FES, foi a 99ª edição do campeonato. Iniciou-se em 31 de janeiro, reunindo dez equipes, sendo sete participantes do Capixaba 2014 e as duas finalistas do Série B de 2014, além do Rio Branco, que ascendeu após o 3º lugar da Série B de 2014 pelo fato do Colatina ter desistido da competição por falta de recursos financeiros.[1][2]

Regulamento[editar | editar código-fonte]

Após sete anos adotando a mesma fórmula de disputa, para a disputa de 2015 haverá mudanças no formato de competição, que ganhará um quadrangular do rebaixamento. O campeão ganha direito de disputar a Copa do Brasil de 2016 e a Série D de 2015.[3]

Primeira Fase[editar | editar código-fonte]

Na Primeira Fase, as dez equipes se dividirão em dois grupos regionalizados, jogando em turno e returno dentro de cada um deles independentemente. Os seis melhores colocados disputarão o Hexagonal Semifinal, enquanto os quatro últimos disputarão o Quadrangular do Rebaixamento.

Hexagonal Semifinal[editar | editar código-fonte]

No hexagonal, as seis equipes classificados se enfrentarão em turno e returno. As duas melhores equipes após todos os jogos estarão classificadas para a grande Final do campeonato.

Quadrangular do Rebaixamento[editar | editar código-fonte]

Este quadrangular servirá para definir as duas equipes rebaixadas à Série B 2015. As quatro equipes se enfrentarão em turno e returno, sendo que as duas piores equipes classificadas sofrerão o descenso.

Final[editar | editar código-fonte]

Os dois classificados da fase anterior se enfrentarão em duas partidas, sendo que, o clube que teve melhor campanha no hexagonal semifinal, tem mando de campo na 2ª partida. Em caso de empate em pontos, o primeiro critério de desempate será o saldo de gols. Caso o empate persista, o confronto será decidido através de pênaltis.

Critérios de desempate[editar | editar código-fonte]

Os Critérios de desempate foram aplicados na seguinte ordem

  1. Maior número de vitórias
  2. Maior saldo de gols
  3. Maior número de gols pró (marcados)
  4. Confronto direto
  5. Menor número no somatório de cartões vermelhos (3 pontos cada) e cartões amarelos (1 ponto cada)
  6. Sorteio

Indefinição de participantes[editar | editar código-fonte]

O campeonato, a princípio, contaria com a presença do Colatina, oitavo colocado no Campeonato Capixaba de 2014.[4] No entanto, o clube anunciou oficialmente sua desistência poucas horas antes do anuncio da tabela do campeonato, alegando falta de recursos para a disputa deste.[2] A vaga então foi passada ao Rio Branco, terceiro colocado na Série B do Campeonato Capixaba de 2014,[5] valendo-se da mudança do estatuto geral da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo, onde ficou determinado que, havendo desistência de qualquer clube na disputa do estadual da Série A, esta vaga deveria ser preenchida pelo clube mais bem classificado na Série B, caso haja tempo hábil e legal.[6]

Equipes participantes[editar | editar código-fonte]

Equipe Cidade Em 2014 Estádio Capacidade[7] Títulos (mais recente)
Atlético Itapemirim Itapemirim Itapemirim 2º (Série B) José Olívio Soares 1 000 0 (não possui)
Castelo Bandeira de Castelo (Espírito Santo).jpg Castelo 4º (Série A) Emílio Nemer 2 000 0 (não possui)
Desportiva Cariacica. Cariacica 6º (série A) Arena Unimed Sicoob 7 700 17 (2013)
Estrela do Norte Cachoeiro de Itapemirim. Cachoeiro de Itapemirim (série A) Estádio Sumaré 6 000 1 (2014)
Linhares Linhares. Linhares 2º (série A) Joaquim Calmon 2 000 1 (2007)
Real Noroeste Águia Branca. Águia Branca 7º (série A) José Olímpio da Rocha 3 200 0 (não possui)
Rio Branco[a] Vitória Vitória 3º (série B) Kléber Andrade[b] 21 152[8] 36 (2010)
São Mateus São Mateus. São Mateus 3º (série A) Sernamby 3 854 2 (2011)
Sport Capixaba Domingos Martins Domingos Martins 1º (série B) Salvador Costa[c] 3 000 0 (não possui)
Vitória Vitória Vitória 5º (série A) Salvador Costa 3 000 9 (2006)

OBS:

Estádios[7][editar | editar código-fonte]

Vitória Itapemirim Cariacica Cariacica
Salvador Costa Sumaré Kléber Andrade Engenheiro Araripe
Capacidade: 3 000 Capacidade: 6 000 Capacidade: 21 152 Capacidade: 7 700
São Mateus Linhares Castelo Águia Branca
Sernamby Joaquim Calmon Emílio Nemer José Olímpio da Rocha
Capacidade: 3 854 Capacidade: 2 000 Capacidade: 2 000 Capacidade: 3 200
Sernamby 2012.jpg Estádio José Olímpio da Rocha.JPG

Primeira Fase[editar | editar código-fonte]

Grupo Norte
Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Vitória Rio Branco 21 8 7 0 1 15 9 6 87,5 Estável Classificado ao Hexagonal Semifinal
2 Bandeiraaguiabranca.png Real Noroeste 16 8 5 1 2 18 7 11 66,7 Estável
3 Bandeira-linhares.png Linhares 9 8 3 0 5 14 13 1 37,5 Aumento1
4 Vitória Vitória-ES 7 8 2 1 5 8 12 -4 29,2 Baixa1 Classificado ao Quadrangular do Rebaixamento
5 Bandeira-saomateus-es.jpg São Mateus 0 8 2 0 6 3 17 -14 25,0 Estável
  • São Mateus perdeu seis pontos por escalação irregular de dois jogadores.


Grupo Sul
Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Cariacica Desportiva Ferroviária 13 8 4 1 3 11 10 1 54,2 Aumento3 Classificado ao Hexagonal Semifinal
2 Cachoeiro de Itapemirim Estrela do Norte 13 8 4 1 3 8 7 1 54,2 Baixa1
3 Itapemirim Atlético Itapemirim 13 8 3 4 1 9 5 4 54,2 Baixa1
4 Bandeira de Castelo (Espírito Santo).jpg Castelo 12 8 3 3 2 6 6 0 50,0 Baixa1 Classificado ao Quadrangular do Rebaixamento
5 BandeiraDomingosMartinsES.jpg Sport Club Brasil Capixaba Ltda 4 8 1 1 6 10 16 -6 16,7 Estável

Hexagonal Semifinal[editar | editar código-fonte]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou Rebaixamento
1 Vitória Rio Branco 22 10 7 1 2 9 3 6 73,3 Estável Classificado à Final
2 Cariacica Desportiva Ferroviária 17 10 5 2 3 13 11 2 56,7 Estável
3 Bandeiraaguiabranca.png Real Noroeste 15 10 5 0 5 14 13 1 50,0 Estável
4 Cachoeiro de Itapemirim Estrela do Norte 12 10 3 3 4 12 11 1 40,0 Estável
5 Itapemirim Atlético Itapemirim 10 10 3 1 6 10 15 -5 33,3 Aumento1
6 Bandeira-linhares.png Linhares 10 10 3 1 6 8 13 -5 33,3 Baixa1

Quadrangular do Rebaixamento[editar | editar código-fonte]

Pos Times Pts J V E D GP GC SG % M Classificação ou rebaixamento
1 Bandeira-saomateus-es.jpg São Mateus 13 6 4 1 1 7 4 3 72,2 Estável
2 BandeiraDomingosMartinsES.jpg Sport Club Brasil Capixaba Ltda 10 6 3 1 2 7 7 0 55,6 Estável
3 Bandeira de Castelo (Espírito Santo).jpg Castelo 8 6 2 2 2 7 6 1 44,4 Estável Zona de Rebaixamento à Série B de 2016
4 Vitória Vitória-ES 2 6 0 2 4 5 9 -4 11,1 Estável

Finais[editar | editar código-fonte]

Primeiro jogo
9 de maio Desportiva Ferroviária Cariacica 0 – 1 Vitória Rio Branco Arena Unimed Sicoob, Cariacica

Relatório Gol marcado aos 79 minutos de jogo 79' João Paulo
Segundo jogo
16 de maio Rio Branco Vitória 1 – 1 Cariacica Desportiva Ferroviária Estádio Kleber Andrade, Cariacica

Ratinho Gol marcado aos 41 minutos de jogo 41' Relatório Gol marcado aos 33 minutos de jogo 33' Bruninho Araújo

Premiação[editar | editar código-fonte]

Campeonato Capixaba de 2015 - Série A
Vitória
Rio Branco
Campeão
(37º título)

Seleção do Campeonato[editar | editar código-fonte]

Pos. Jogador Clube
G Brasil Paulo Vitor Rio Branco
ZG Brasil Rafael Olioza Rio Branco
ZG Brasil Kleber Viana Rio Branco
LD Brasil Ratinho Rio Branco
LE Brasil Ferrugem Estrela do Norte
VOL Brasil Ramom Rio Branco
VOL Brasil Tabata Desportiva
ML Brasil João Paulo Rio Branco
ML Brasil Marcos A. Desportiva
CA Brasil Acerola Capitão Desportiva
CA Brasil Pepeta Rio Branco
TE Brasil Duílio Dias Rio Branco

Artilharia[editar | editar código-fonte]

Gols Jogador Time
9 Brasil Washington Baiano Sport-ES
6 Brasil Gugu Linhares
5 Brasil Acerola e Pepeta Desportiva e Rio Branco
4 Brasil Zizu e Morotó Atlético-ES e Real Noroeste

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Guia do Capixabão 2015: torneio tem a volta da cerveja e do maior campeão». Globo Esporte. 28 de janeiro de 2015. Consultado em 3 de novembro de 2016. 
  2. a b c «Colatina desiste e o Rio Branco-ES herda vaga na Série A do Capixabão». Globo Esporte. 3 de dezembro de 2014. Consultado em 25 de dezembro de 2014. 
  3. «Capixabão 2015 será regionalizado e terá quadrangular da morte». Globo Esporte. 10 de outubro de 2014. Consultado em 25 de dezembro de 2014. 
  4. RSSSF Brasil. «Espírito Santo 2014». Consultado em 3 de fevereiro de 2015. 
  5. RSSSF Brasil. «Espírito Santo 2014 - 2nd level». Consultado em 3 de fevereiro de 2015. 
  6. Gazeta Online. «Colatina desiste, e Rio Branco herda vaga na Série A do Capixabão 2015». Consultado em 3 de fevereiro de 2015. 
  7. a b «Cadastro Nacional de Estádios de Futebol - Revisão 5 (CNEF)» (PDF). Confederação Brasileira de Futebol (CBF). 24 de outubro de 2014. Consultado em 25 de dezembro de 2014. 
  8. «Governo conclui 1ª fase do Complexo Esportivo Kleber Andrade». Portal do Governo do Estado do Espírito Santo. 4 de junho de 2014. Consultado em 9 de junho de 2014. 
  9. «Tabela Estadual Série A 2015». Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo (FES). Consultado em 25 de dezembro de 2014. 
  10. «Rio Branco-ES quer mandar os jogos do Capixabão 2015 no Kleber Andrade». Globo Esporte. 11 de dezembro de 2014. Consultado em 25 de dezembro de 2014. 
  11. «Estádio Salvador Costa será a casa de Vitória e Sport-ES no Capixabão 2015». Globo Esporte. 3 de dezembro de 2014. Consultado em 25 de dezembro de 2014. 
  12. «Campeão, Rio Branco domina seleção dos melhores do Capixabão 2015». globoesporte.com. 18 de maio de 2015. Consultado em 25 de outubro de 2016. 
  13. «Washington Baiano, do Sport-ES, foi o artilheiro do Capixabão 2015». globoesporte.com. 17 de maio de 2015. Consultado em 25 de outubro de 2016.