Rede Gazeta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
 Nota: Este artigo é sobre a rede de televisão capixaba. Para a rede de televisão pertencente à Fundação Cásper Líbero, veja TV Gazeta. Para outros significados, veja TV Gazeta (desambiguação).
Rede Gazeta
A Gazeta do Espírito Santo Rádio e TV Ltda.
Rede Gazeta
Tipo Rede de televisão comercial aberta estadual
País  Brasil
Fundação 11 de setembro de 1976 (47 anos)
por Cariê Lindenberg
Pertence a Rede Gazeta de Comunicações
Proprietário Café Lindenberg
Antigo proprietário Cariê Lindenberg (1976-2021)
Presidente Café Lindenberg
Cidade de origem Vitória, ES
Sede Vitória, ES
Estúdios Vitória, ES
Afiliações TV Globo
Cobertura Estado do Espírito Santo
Página oficial redeglobo.globo.com/tvgazetaes
Disponibilidade aberta e gratuita
Disponibilidade por satélite
Disponibilidade por cabo
(Vitória)

Rede Gazeta é uma rede de televisão comercial aberta estadual brasileira sediada em Vitória, Espírito Santo. Possui quatro emissoras afiliadas à TV Globo cobrindo todos os 78 municípios do estado, e faz parte da Rede Gazeta de Comunicações, maior conglomerado de mídia do estado.

História[editar | editar código-fonte]

A programação da Rede Globo de Televisão chegou ao Espírito Santo bem antes de sua afiliada se instalar nas terras capixabas. Como já descrito, em 1966, um grupo de políticos e empresários criou a TV Clube Intermunicipal, o embrião da criação da TV Gazeta, 10 anos depois, em 1976. As décadas de 60 e 70 foram marcadas por mudanças no eixo político-econômico capixaba e nacional. De tradição agrária (num Estado que iniciava a sua migração para a produção fabril-exportadora) e vinculada a atividades políticas (num tempo de ditadura), a família Monteiro Lindenberg passou a investir para fazer travessias nos campos de poder.[1]

Com o crescimento da audiência da TV, principalmente em torno da Globo, incluído no projeto nacional de constituição de sistema de comunicação de massa no Brasil, a família Monteiro Lindenberg viu na TV um lugar de investimento e atuação, reforçando sua presença no negócio midiático, uma vez que o clã já possuía o jornal A Gazeta desde os anos 1940, adquirido no contexto de querelas político-partidárias. A partir de negociações, disputas e conversas que remontam aos anos inicias da década de 1970, a família Monteiro Lindenberg conseguiu o contrato de retransmissão da Globo e a concessão de um canal, inaugurando a TV Gazeta em 11 de setembro de 1976. Em seus primórdios, a TV Gazeta contratou em outros Estados da Federação profissionais experientes na área. Também promoveu treinamentos de jornalistas e técnicos com a equipe da TV Globo, no Rio de Janeiro. Registre-se que o curso de Comunicação Social da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), com habilitação em Jornalismo e Publicidade, foi criado apenas em 1975.[1]

A TV Gazeta obteve concessões em todas as regiões capixabas (TV Gazeta Sul, com sede em Cachoeiro de Itapemirim; TV Gazeta Norte, em Linhares; e TV Gazeta Noroeste, em Colatina), sempre como retransmissora da Globo. Tais canais mantêm programação local, reproduzindo conteúdo da Globo e da TV Gazeta de Vitória.[1]

Em setembro de 2021, o diretor-geral da Rede Gazeta, Café Lindenberg, passou a fazer parte da presidência e do conselho da rede. Em seu lugar, como diretor-geral, assumiu o colaborador Marcello Moraes.[2]

Emissoras[editar | editar código-fonte]

Prefixo Emissora Canal analógico Canal digital Cidade Estado
ZYA 530 TV Gazeta Vitória[3] 4 (22) Vitória Espírito Santo
ZYA 536 TV Gazeta Norte[4] 5 (23) Linhares
ZYA 534 TV Gazeta Sul[5] 10 (21) Cachoeiro de Itapemirim
ZYA 543 TV Gazeta Noroeste[6] 9 (24) Colatina

Referências

  1. a b c Martinuzzo, José Antônio (2012). «A Televisão no Espírito Santo: Trajetória histórica e conexões socioeconômicas e políticas do modelo» (PDF). Revista Brasileira de História da Mídia. Consultado em 9 de agosto de 2016 
  2. Giovana Oréfice (16 de setembro de 2021). «Rede Gazeta anuncia mudanças no comando da empresa». meio&mensagem. Consultado em 2 de janeiro de 2022 
  3. Rede Gazeta. «TV Gazeta Vitória». Consultado em 3 de fevereiro de 2024 
  4. Rede Gazeta. «TV Gazeta Norte». Consultado em 3 de fevereiro de 2024 
  5. Rede Gazeta. «TV Gazeta Sul». Consultado em 3 de fevereiro de 2024 
  6. Rede Gazeta. «TV Gazeta Noroeste». Consultado em 3 de fevereiro de 2024 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]