Ono no Komachi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde maio de 2015)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.


Ono no Kumachi
小野 小町
Nascimento 825
Morte 900 (75 anos)
Género literário waka

Ono no Kumachi' ( 小野 小町 , 825900?) foi uma poetisa japonesa, que se distinguiu no género Waka, sendo considerada um dos seis melhores poetas deste género: os Rokkasen, durante o período Heian. A sua beleza tornou-se proverbial e é mesmo um dos símbolos da beleza feminina, no Japão.

Vida e lenda[editar | editar código-fonte]

O local de nascimento e morte de Komachi é incerto. De acordo com certa tradição, terá nascido na actual província de Akita. Desconhece-se, também, o seu estatuto social. Talvez fosse uma das esposas do imperador de baixo nível hierárquico - talvez o imperador Nimmyō (c. 833-850).

Como poetisa, especializou-se em temas amorosos. A maior parte dos seus Waka referem-se à ansiedade, solidão ou amor apaixonado. É a única mulher referida no prefácio do Kokinshu, que descreve o seu estilo como "contendo a ingenuidade própria do estilo antigo mas, também, delicadeza".

Existem várias lendas a respeito das paixões de Komachi, sendo a mais famosa a que a relaciona com Fukakusa no Shosho, um importante cortesão. Komachi ter-lhe-ia prometido que se a visitasse cem noites consecutivas, tornar-se-ia sua amante. Fukakusa no Shosho visitou-a todas essas noites mas falhou uma vez. Em desespero, o cortesão adoeceu e morreu. Komachi terá ficado profundamente transtornada com a sua responsabilidade no caso.

Ono no Komachi na velhice, gravura de Tsukioka Yoshitoshi

Legado[editar | editar código-fonte]

A figura de Komachi foi por várias vezes aproveitada como personagem da literatura japonesa de períodos posteriores, incluindo duas peças de teatro Noh: Sotoba Komachi e Komachi at Sekidera. Tais obras têm a tendência para focar o seu talento para a composição de waka, mas também para as suas supostas relações amorosas, abundando os comentários moralistas em relação à sua leviandade. A velhice de Komachi é também frequentemente referida, retratando-se o seu abandono pelos antigos amantes e o consequente arrependimento da poetisa pela sua inconstância amorosa. Tais descrições são, no entanto, fantasiosas e alegóricas, influenciadas pelo pensamento moral budista, de modo que qualquer semelhança com a realidade histórica será apenas uma coincidência. Contudo, diversos poemas seus, sendo autobiográficos, têm, com esta visão, alguns pontos de contacto.

Em sua honra, o Akita Shinkansen foi apelidado de Komachi. Existe, ainda, uma variedade de arroz, o Akita Komachi, que enverga o seu nome.

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • HIRSHFIELD, Jane, MARIKO Aratani (tradutores),The Ink Dark Moon: Love Poems by Ono no Komachi and Izumi Shikibu, Women of the Ancient Court of Japan, New York, Vintage Books, 1990

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Ono no Komachi
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.