Osvaldo Mura

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Osvaldo Luis Mura (Sarandí, 20 de outubro de 1937) é um ex-futebolista argentino.

É um dos maiores ídolos da história do Independiente, onde jogou 151 partidas entre 1962 e 1968. Veloz e ágil, foi fundamental na conquista das duas primeiras Libertadores do clube,[1] que foram também as primeiras de uma equipe argentina. Foi decisivo especialmente na segunda delas, frente ao favorito Peñarol, que precisou ser decidida no neutro Chile após uma vitória para cada um.[2] Mura, liquidou a partida ao decretar 4 x 1 no placar, em lindo gol onde passou por quatro aurinegros antes de driblar o goleiro Ladislao Mazurkiewicz e concluir para as redes antes que um zagueiro adversário conseguisse bloquear a trajetória da bola,[1] em um dos raros tentos que marcou, pois era volante.[2]

Deixou o clube após seu segundo título argentino, em 1967 (já havia sido campeão também em 1963), indo jogar no pequeno Atlanta como parte do pagamento por Miguel Ángel Santoro.[1]

Referências

  1. a b c POMATO, Alberto (abril de 2011). Osvaldo Luis Mura. El Gráfico Especial n. 29 - "100 Ídolos de Independiente". Revistas Deportivas, p. 111
  2. a b MELO, Tiago (21 de fevereiro de 2011). «Independiente x Peñarol: revivendo a decisão de 1965». Futebol Portenho. Consultado em 3 de setembro de 2011.