Oswaldo Sampaio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Oswaldo Sampaio
Nascimento 1912
São Paulo
Morte 13 de janeiro de 1996 (84 anos)
São Paulo
Cidadania Brasil
Ocupação cenógrafo, ator de cinema, diretor de cinema, roteirista, produtor cinematográfico, editor

Oswaldo Sampaio (São Paulo, 1912 — São Paulo, 13 de janeiro de 1996) foi um editor de livros, cenógrafo, ator, roteirista, produtor e diretor de cinema brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sampaio iniciou sua carreira no teatro, como cenógrafo, na década de 1930, função na qual foi trabalhar em 1936 para a companhia do ator Procópio Ferreira, ali ainda laborando como contrarregra e na direção de cena.[1]

Convidado por Monteiro Lobato, na década de 1940, dirige a livraria do escritor e funda sua própria editora, a Flama; neste período não abandona o teatro, realizando alguns trabalhos também nesta área.[1]

Na década de 1950 é contratado pela Companhia Cinematográfica Vera Cruz, convidado por Alberto Cavalcanti, ali atuando nos departamentos técnicos (filmagem, montagem, edição de som) até participar como roteirista da obra de 1952, "Tico-Tico no Fubá", onde atuou ainda como assistente do diretor Adolfo Celi.[1]

Com o fechamento da Vera Cruz em 1954, e o favorecimento do mercado às produções hollywoodianas, Sampaio realizou algumas produções independentes e artesanais, com a busca de uma estética alternativa, que foram as que marcaram o cinema brasileiro durante um quarto de século em que a arte filmográfica era realizada à margem de grandes estúdios.[1]

Foi casado com Vera Sampaio.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e Daniel Lukan (13 de julho de 2015). «A Estrada (1956)». Não são as imagens... Consultado em 27 de julho de 2019. Cópia arquivada em 27 de julho de 2019