OverClocked ReMix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
OverClocked ReMix
URL www.ocremix.org
Tipo do website Música
Video-game
Webmaster David W. Lloyd

OverClocked ReMix, também conhecido como OC ReMix ou OCR, é um site não-comercial dedicado a reviver música de vídeo game e jogos de computador, de forma a reinterpretá-las com nova tecnologia e capacidades, assim como por meio de formas tradicionais. O principal foco do OC ReMix é o seu website, que fornece milhares de arranjos musicais feitos por fãs, informações sobre compositores das trilhas originais, recursos para aspirantes a artistas e uma comunidade voltada para os fãs de músicas de video game[1].

O webmaster do OverClocked ReMix é David W. Lloyd[2], que começou seu trabalho em 1999 como uma nova versão de seu site de banda desenhada, OverClocked. Os tópicos mais comuns eram relacionados a video game e emulação. O site cresceu, e muitos artistas começaram a contribuir. No momento, existem mais de 2.000 ReMixes disponíveis gratuitamente no site[3].

Proposta[editar | editar código-fonte]

As opiniões sobre a proposta do OCR são muitas. Controvérsia geralmente se cria na definição de ReMix e no nível de originalidade das composições que lá existem. Muita confusão já se criou em meio à ambiguidade do termo, que em termos musicais, pressupõe pequenas mudanças ou alterações. No entanto, Lloyd ressalta que a proposta do OCR é fornecer arranjos interpretativos dos temas originais para video game, de forma que as novas músicas possuam um nível adequado de personalização, sem perder o foco do tema a ser remixado[3].

Segundo o próprio administrador, o OCR não possui intenções de classificar os remixes em gêneros específicos. Dessa forma, o artista é deixado livre para interpretar os temas originais da forma que preferir, misturando estilos para criar algo único ou mesmo criando um estilo próprio[3], desde que as músicas estejam suficientemente bem produzidas quanto à masterização, mixagem, arranjo e progressão. Dependendo do quanto a música obedece estas condições, ela pode passar para um corpo de jurados para avaliação, ou, o que é menos frequente, ser publicado diretamente.[4]

Recepção[editar | editar código-fonte]

De acordo com uma entrevista de 2005, a organização nunca recebeu comentários negativos de um compositor ou empresa de games. Nela, Lloyd afirma que, assim como todas as comunidades que envolvem trabalhos de fãs, a OverClocked ReMix se destina a honrar aquilo que eles amam, e acredita que o conceito, aliado a seus objetivos, foram bem recebidos até agora[5].

Muitos compositores profissionais já criaram e publicaram ReMixes de suas próprias obras no OCR, como Alexander Brandon (Tyrian/Unreal Tournament/Deus Ex), Barry Leitch (Top Gear), Nicholas Varley (Syberia) e David Wise (Donkey Kong Country)[6]. O site também já foi aclamado por muitas figuras da indústria dos games, como o designer John Romero (Doom), Tommy Tallarico e Jeremy Soule.[6]

Muitos artistas e aspirantes do OverClocked ReMix já puderam transformar seu interesse por criação de músicas em oportunidades profissionais, como Dain "Beatdrop" Olsen (Dance Dance Revolution SuperNOVA 2),[7] Jillian "pixietricks" Aversa (Civilization IV),[8] Andrew "zircon" Aversa (Monkey Island 2: LeChuck's Revenge), Jimmy "Big Giant Circles" Hinson (Mass Effect 2)[9] e Danny Baranowsky (Super Meat Boy).[10]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. OverClocked ReMix. «About Us — OCRWiki» (em inglês). OverClocked ReMix. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  2. David W. Lloyd. «Bio - david w. lloyd / djpretzel: pretzel logic» (em inglês). David W. Lloyd. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  3. a b c OverClocked ReMix. «Frequently Asked Questions - OCRWiki» (em inglês). OverClocked ReMix. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  4. OverClocked ReMix. «Submission Standards and Instructions - OCRWiki» (em inglês). OverClocked ReMix. Consultado em 24 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  5. Eliot Van Buskirk (9 de fevereiro de 2005). «Video Game Remixes: How, Where and Why?» (em inglês). MP3.com. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  6. a b OverClocked ReMix. «Industry Recognition — OCRWiki» (em inglês). OverClocked ReMix. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  7. Andrew Aversa; David W. LLoyd; Larry Oji (20 de maio de 2008). «Remixer Interview: Beatdrop (Dain Olsen)» (em inglês). OverClocked ReMix. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  8. Quinn Strassel (1 de abril de 2008). «Conversation with Grand Prize Winner Jillian Goldin» (em inglês). OurStage. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  9. Jimmy Hinson. «Music by Jimmy Hinson» (em inglês). Jimmy Hinson. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)
  10. Cain McCormack; David W. Loyd; Jimmy Hinson. «ReMixer Interview: Daniel Baranowsky» (em inglês). OverClocked ReMix. Consultado em 23 de Julho de 2011  Verifique data em: |access-date= (ajuda)