Oyá Igbalé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde agosto de 2013)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Assentos de Oya ygbale no Candomblé.

Oyá Igbalé, Oya Ygbale, Iansã do Balé[1] ,[2] são títulos pertinente a Oya Mensan Orum, "Mãe dos nove céus" ou dos nove Planetas. sua saudação é Iyá Mesan Orun e Èpa heyi!. É a orixá ligada ao rio Níger, dos ventos e das tempestades. Identificada no jogo do merindilogun pelos odu odi, ossá e owarin e representado materialmente e imaterial pelo candomblé, através do assentamento sagrado denominado Igba oya.

Oyá Igbalé é a denominação usada pelo candomblé e povo do santo por sua ligação e domínio do cemitério ("igbale" ou "balé"), depois que Omolu ofertou-lhe parte de seu poder para conduzir os ancestrais egungun. Vestindo-se de branco com o seu irukerê é encarregada de separar os vivos dos mortos e adorada por todos, venerada no ritual de (iku) Axexê.

Qualidades de Oya Ygbale[editar | editar código-fonte]

  • 1 Oyá Gbalé Egunitá
  • 2 Oyà Gbale Funán
  • 3 Oyà Gbale Fure
  • 4 Oyà Gbale Guere
  • 5 Oyà Gbale Toningbe
  • 6 Oyà Gbale Fakarebo
  • 7 Oyà Gbale De
  • 8 Oyà Gbale Min
  • 9 Oyà Gbale Lario
  • 10 Oyà Gbale Adagangbará

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre candomblé é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.