Paredes do Rio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Under construction icon-yellow.svg
Este artigo carece de caixa informativa ou a usada não é a mais adequada. Foi sugerido que adicionasse esta.


Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde julho de 2010).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.

Paredes do Rio, aldeia situada no concelho de Montalegre freguesia de Covelães distrito de Vila Real, conhecida pela sua bela paisagem turística assim como as suas raras antiguidades recuperadas,antiguidades como canastros para quem não conheça espigueiros, moinhos, pisão (onde se pisava o burel,que servia para fazer capas,calças e coletas para a população).

Aactualmente tem também museu com várias antiguidades, e fundou há seis anos uma Associação Social e Cultural que realiza várias atividaes assim como: cantar dos reis, carnaval, queima do Judas, segada e malhada do centeio, desfolhada do milho, festa de S. Martinho e Matança do porco Bisaro

Esta serve também a população mais idosa prestando lhe apoio domiciliario na aldeia assim como nas aldeias vizinhas. Não é de perder a oportunidade de fazer uma visita guiada a esta bela a aldeia do concelho de Montalegre.

Pisão[editar | editar código-fonte]

O Pisão é composto por um engenho hídrico que aproveita a força motriz da água canalizada, funcionando como serra, moinho e pisão de tecidos de lã. A água põe em funcionamento os malhos que pisavam as teias de lã para fabricar o famoso burel, a capa dos pastores.