Passagem por Lisboa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Passagem por Lisboa
Passagem por Lisboa (PT)
PortugalPortugal
1994 •  cor •  
Direção Eduardo Geada
Elenco Anthony Story, Margarida Reis, Jennifer L. Hamilton,
Género Drama
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Passagem por Lisboa é um filme português realizado em 1994 por Eduardo Geada.

Ao fim de quase dez anos de ausência da longa metragem, Eduardo Geada, surgiu em 1994 com "Passagem por Lisboa". Trata-se de uma envolvente e intrigante evocação de Lisboa no início dos anos 40 que, em plena 2ª Guerra Mundial e devido à neutralidade de Portugal, se transformou num centro cosmopolita de espionagem, onde se cruzavam grandes personalidades e refugiados em trânsito, bem como espiões e assassinos de todos os tipos. Geada mistura, habilmente, ficção e realidade num delicioso e pituresco filme de espionagem, marcado por uma certa carga nostálgica e uma forte evocação da memória do cinema. Uma colorida reconstituição de um tempo de grandes incertezas e opções irreversíveis que se perdiam e ganhavam numa cidade tentacular, romântica e perigosa, ironicamente transformada numa porta de esperança e liberdade da Europa devastada pela intolerância, pela perseguição e pela opressão.


Sinopse[editar | editar código-fonte]

Numa noite de Junho de 1940, na zona portuária de Lisboa, um francês é abatido a tiro e lançado ao Tejo. No dia seguinte na Embaixada Britânica, Ralph, Connie e Jorge, que trabalham na escuta de mensagens alemãs, ficam a saber que a famosa actriz Pola Negri chega a Lisboa nesse dia. Enquanto Jorge vigia no hotel Avenida Palace a velha vedeta do cinema, em Cascais na vivenda Espírito Santo, o inspector Antunes observa o banqueiro em animada conversa com dois ilustres convidados: Primo de Rivera e o duque de Windsor. Jorge conduz, mais tarde, um diplomata inglês a casa de Espírito Santo e, apesar do seu ar desinteressado, estava bem consciente da perigosa história de espionagem em que acabava de se envolver.

Ficha Técnica[editar | editar código-fonte]

Argumento – Eduardo Geada

Dialogos - Eduardo Geada, Norberto Barroca, David Prescott

Realizador – Eduardo Geada

Fotografia - Mário de Carvalho

Cenografia - António Casimiro

Musica - Mário Laginha

Montagem - Manuel Mouzos

Som - Gita Cerveira

Produtor - António da Cunha Telles

Director de Produção - António Gonçalo

Produção – Animatógrafo

Género – ficção

Formato – 35 mm cor

Duração – 105’

Estreia – Setembro de 1994

Elenco[editar | editar código-fonte]

Actores principais

Anthony Story;

Margarida Reis;

Jennifer Hamilton;

Tom Hardy;

George Ritchie;

Jessica Weiss;

Benjamim Falcão;

Armando Cortez;

Manuela Maria;

Ana Catalão;

Paulo Filipe;

Guilherme Filipe;

Luís Anjos;

Augusto Portela


Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]