Pato-do-labrador

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPato-do-labrador
fêmea (à esquerda) e macho (à direita)
fêmea (à esquerda) e macho (à direita)
Estado de conservação
Extinta
Extinta  (1878) (IUCN 3.1)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Anseriformes
Família: Anatidae
Subfamília: Merginae
Género: Camptorhynchus
Bonaparte, 1838
Espécie: C. labradorius
Nome binomial
Camptorhynchus labradorius
Gmelin, 1789
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPato-do-labrador
Pato-do-Labrador fêmea
Pato-do-Labrador fêmea
Classificação científica
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPato-do-labrador
Pato-do-Labrador macho
Pato-do-Labrador macho
Classificação científica

O pato-do-labrador (Camptorhynchus labradorius) é uma espécie de pato, extinta em 1875 na costa Leste da América do Norte. Foi a primeira espécie de aves a extinguir-se neste continente desde a colonização europeia.[1]

O pato-do-labrador tinha uma plumagem em tons de branco e negro, com uma coleira preta característica em torno do pescoço. Foi caçado em grandes números apesar da carne pouco saborosa, que apodrecia com rapidez, e os seus ninhos pilhados pelos ovos. O desaparecimento deve-se à caça, mas também provavelmente ao declínio das populações de moluscos de que se alimentava e a degradação do seu habitat.[2][3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Espécie extinta: E ele pagou o pato». Superinteressante. Consultado em 14 de julho de 2019 
  2. «Pato del Labrador (Camptorhynchus labradorius), Animal Extinto». www.animalesextincion.es. Consultado em 14 de julho de 2019 
  3. «1875 Pato del Labrador». Artimalia (em espanhol). 12 de janeiro de 2012. Consultado em 14 de julho de 2019