Paulo Romano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gravura da obra de Giorgio Vasari (1568).

Paulo Romano (1431?–1505?; em italiano: Paolo Romano), conhecido também como Paulo Tuccone (em italiano: Paolo di Mariano di Tuccio Taccone), foi um escultor e ourives italiano do início do Renascimento. Giorgio Vasari, em sua "As Vidas dos mais Excelentes Pintores, Escultores e Arquitetos", conta que Paulo era uma pessoa modesta cujas esculturas eram muito superiores às de seu pretensioso contemporâneo Mino del Reame.

Os Museus Vaticanos e Sant'Andrea della Valle, em Roma, abrigam várias esculturas de Paulo Romano, que tinha entre seus discípulos Giovanni Cristoforo Romano.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bessone-Aurelj, A.M., Dizionario degli scultori ed architetti italiani, Genova, Società anonima editrice D. Alighieri, 1947. (em italiano)
  • Encyclopedia of World Art, New York, McGraw-Hill, 1959-1987. (em inglês)
  • Seymour, Charles, Sculpture in Italy, 1400-1500, Baltimore, Maryland, Penguin, 1968. (em inglês)
  • Thieme, Ulrich and Felix Becker, editors, Allgemeines Lexikon der bildenden Künstler von der Antike bis zur Gegenwart, Reprint of 1907 edition, Leipzig, Veb E.A. Seemann Verlag, 1980-1986. (em inglês)
  • Vasari, Giorgio, Le Vite delle più eccellenti pittori, scultori, ed architettori. (em italiano)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Paulo Romano