Pierre Auguste Cot

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pierre Auguste Cot
Nascimento 17 de fevereiro de 1837
Bédarieux
Morte 2 de agosto de 1883 (46 anos)
Paris
Sepultamento cemitério do Père-Lachaise
Cidadania França
Alma mater École nationale supérieure des Beaux-Arts, Instituto Superior de Artes de Toulouse
Ocupação pintor
Prêmios Cavaleiro da Legião de Honra
Movimento estético Academicismo
Ophelia , 1870

Pierre Auguste Cot (Bédarieux, 17 de fevereiro de 1837 - Paris, 2 de agosto de 1883)[1] foi um pintor francês da escola de Classicismo Acadêmico.

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Gabrielle Cot de Bouguereau, um retrato da filha de Cot
Menina com cesto de laranjas e limões

Cot nasceu em Bédarieux, Hérault, e estudou inicialmente na l'Ecole des Beaux-Arts em Toulouse antes de ir para Paris. Estudou com Leon Cogniet, Alexandre Cabanel e William-Adolphe Bouguereau. Em 1863 ele fez uma estréia bem-sucedida no Salon e, a partir da década de 1870, sua popularidade cresceu rapidamente.

Cot desfrutou do patrocínio do escultor acadêmico Francisque Duret, cuja filha ele se casou, e de Bouguereau, com quem também havia trabalhado. Bouguereau pintou um retrato da filha de Cot, Gabrielle. Bouguereau jantou com a família Cot para celebrar o casamento de Gabrielle com um arquiteto chamado Zilin. O artista fez um presente da pintura para a esposa de Duret, avó de Gabrielle. [2]

Cot ganhou vários prêmios e medalhas, e em 1874 foi feito Chevalier da Legião de Honra.

Ele morreu em Paris aos 46 anos. Ele está enterrado no cemitério Père Lachaise.

Trabalho[editar | editar código-fonte]

Primavera de 1873 ( Metropolitan Museum of Art, Nova York )

Ele criou várias obras de popularidade duradoura, incluindo Le Printemps, com dois jovens amantes sentados em um balanço, e The Storm. Ambas as pinturas estão em exibição no Metropolitan Museum of Art, em Nova York. The Storm pertence ao museu, enquanto o Le Printemps é de propriedade particular.

Cot também era conhecido por seus retratos, que compunham a maior parte de seu trabalho. O trabalho figurativo mais duradouro, como The Storm, é comparativamente raro. Logo após sua morte, aos quarenta e seis anos de idade, foi realizada uma assinatura de um monumento comemorativo ao artista, que foi erguido em Bédarieux em 1892.

Trabalhos selecionados[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Rubin, James Henry (1979). «Pierre-Auguste Cot's "The Storm"». Metropolitan Museum Journal. 14: 191–200. JSTOR 1512746. doi:10.2307/1512746 
  2. Sotheby's catalogue notes and provenance. The portrait has been known variously as Tête de jeune fille ("Head of a Young Girl"), Portrait of Gabrielle Drienza, Portrait de Madame Z, and Head of [Mme] Ailin, Gabrielle Cot.
  3. «Metropolitan Museum of Art - Pierre-Auguste Cot: The Storm (87.15.134)». Metmuseum.org