Pieter Willem Botha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pieter Willem Botha
P. W. Botha
Primeiro-ministro África do Sul
Mandato 3 de Setembro de 1984
até 15 de Agosto de 1989
Antecessor(a) Marais Viljoen
Sucessor(a) Frederik Willem de Klerk
Primeiro ministro da África do Sul
Mandato 28 de Setembro de 1978
até 14 de Setembro de 1984
Antecessor(a) Balthazar Johannes Vorster
Sucessor(a) cargo extinto
Vida
Nascimento 12 de Janeiro de 1916
Paul Roux, Estado Livre de Orange
Morte 31 de Outubro de 2006 (90 anos)
Wilderness, Cabo Ocidental
Dados pessoais
Primeira-dama Elize Botha
Religião Partido Nacional
Profissão político

Pieter Willem Botha (Paul Roux, Estado Livre de Orange, 12 de Janeiro de 1916 – Wilderness, Cabo Ocidental, 31 de Outubro de 2006), mais conhecido como "P.W." ou Die Groot Krokodil (africâner para "O Grande Crocodilo"), foi primeiro-ministro da África do Sul entre 1978 e 1984 e Presidente-de-Estado (com poder executivo) de 1984 a 1989.

Botha foi pela primeira vez eleito para o parlamento em 1948, como representante da cidade de George na actual província do Cabo Ocidental pelo Partido Nacional (África do Sul). Em 1966 foi nomeado ministro da defesa pelo primeiro ministro B. J. Vorster e, quando Vorster se demitiu, em 1978, Botha foi eleito pelo parlamento para o substituir.

Devido ao seu percurso, Botha seguiu uma ambiciosa política desenhada para aumentar a capacidade militar da África do Sul. Tentou melhorar as relações com o ocidente, especialmente com os Estados Unidos e reverter o regime de sanções económicas a que estava sujeito, após implementar algumas reformar dando mais autonomia aos bantustões e a criação,com a implementação de uma nova Constituição, de duas novas casas legislavas, uma voltada para os mestiços (Casa dos Representantes) e outra, para os indianos e seus descendentes (Casa dos Delegados), criadas para legislar para suas parcelas da população.

Durante seu período como Ministro da Defesa e, posteriormente, como Presidente de Estado, tentou tornar a África do Sul uma potência militar naquele continente, forçando aumentos de gastos com defesa, que alcançaram cerca de 20% do PIB nacional. Em cooperação com Israel, iniciou um programa nuclear secreto que fez o país possuir, até o início dos anos 1990, seis artefatos nucleares, quando estes foram destruídos. Nesse período, também, deu apoio a Jonas Savimbi, do grupo guerrilheiro UNITA, que lutava contra o governo angolano, apoiado naquele momento por guerrilheiros cubanos com intenção de implementar um governo comunista naquele país.

Seu último cargo público foi de Presidente de Estado, com poder executivo, que assumiu em 3 de Setembro de 1984, o que lhe deu amplo poder dentro do governo já que o cargo de primeiro-ministro havia sido extinto. Terminou seu mandato a 15 de Agosto de 1989, quando transmitiu o cargo para Frederik Willem de Klerk.

Não tem nenhum grau de parentesco com o ministro seu contemporâneo "Pik" Botha.


Precedido por
Balthazar Johannes Vorster
Primeiro-ministro da África do Sul
1978 - 1984
Sucedido por
cargo abolido
Precedido por
Marais Viljoen
Presidente-de-estado da África do Sul
1984 - 1989
Sucedido por
Frederik Willem de Klerk

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.