Pilhagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Conquista de Constantinopla em 1204 pela Quarta Cruzada (tela de Jacopo Palma, o Jovem). A cidade foi saqueada durante três dias.

Pilhagem, também chamada saque, é o furto ou roubo indiscriminado de bens alheios ou privados como parte de uma vitória política ou militar, ou no decorrer de uma catástrofe ou tumulto, como na guerra ou num desastre natural. O resultado/produto de uma pilhagem é chamado de espólio, presa, ou butim.[1][2]

Por força dos acordos firmados nas Convenções de Genebra em 1949, considera-se crime tomar ou destruir propriedade privada durante uma ocupação militar. [3]

Após desastres[editar | editar código-fonte]

Soldados furtam sapatos durante a confusão causada pelo grande terremoto de 1906, em São Francisco, Estados Unidos

Durante uma catástrofe, as forças de polícia ou militares são por vezes incapazes de evitar pilhagens quando estão sobrecarregadas por preocupações humanitárias ou de combate, ou não podem ser convocadas por causa de infra-estruturas de comunicações danificadas. Especialmente durante as catástrofes naturais, muitos civis podem ver-se forçados à pilhagem para sobreviver. [4]Como responder a isso e onde reside a linha entre "pilhagens" desnecessárias e necessárias são frequentemente dilemas para os governos.[5][6]Noutros casos, as pilhagens podem ser toleradas ou mesmo encorajadas pelos governos por razões políticas ou outras, incluindo religiosas, sociais ou económicas.

História[editar | editar código-fonte]

Alguns povos da Antiguidade se dedicavam com maior ou menor intensidade à pilhagem, mesmo em tempos de paz, como é o caso dos celtas[7], vândalos[8][9] e viquingues[10].

Referências

  1. «butim». aulete.uol.com.br. iDicionário Aulete. Consultado em 7 de junho de 2012. Arquivado do original em 16 de junho de 2012 
  2. «butim». www.priberam.pt. Dicionário Priberam da Língua Portuguesa. Consultado em 7 de junho de 2012 
  3. «Customary IHL - Norma 52. Pilhagem». ihl-databases.icrc.org. Consultado em 30 de outubro de 2022 
  4. Sawer, Patrick (16 de Janeiro de 2010). «Haiti earthquake: looting and gun-fights break out». The Telegraph 
  5. «BBC News | Asia-Pacific | Indonesian food minister tolerates looting». BBC. 21 de Julho de 1998 
  6. Jacob, Binu; Mawson, Anthony; Payton, Marinelle; Guignard, John C. (2008). «Disaster Mythology and Fact: Hurricane Katrina and Social Attachment». Public Health Reports: 555–566. ISSN 0033-3549. PMC 2496928Acessível livremente. PMID 18828410 
  7. Gallic Sack of Rome
  8. Sicilian Peoples: The Vandals and Goths
  9. Do Vandals Deserve Their Reputation?
  10. Loot: Why the Vikings Came to Britain