Pinhão-bravo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPinhão-bravo
Pinhão-bravo.jpg
Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Família: Euphorbiaceae
Género: Jatropha
Espécie: J. mollissima
Nome binomial
Jatropha mollissima
(Pohl) Baill.

Pinhão-bravo (Jatropha mollissima) é uma arvoreta comum na caatinga.

Características[editar | editar código-fonte]

Aspecto peculiar da planta, cultivada no município de Cascavel - CE
  • Tem entre 1 e 3 m de altura, lactescente, de caule ereto, liso, pouco ramificado, casca verde-cúprea, desprendendo-se em lâminas horizontais, finas como papel, de cor cinza-acastanhada quando seca
  • Casca nova bem lenticelada
  • Folhas alternas e pubescentes
  • Flores com cores que variam do vermelho ao laranja e salmão, até o branco-avermelhado, em cimeiras axilares ou terminais e de pedúnculo comprido, em torno dos 6 aos 19 cm
  • Frutos em forma de cápsulas verdes, contendo 3 sementes castanho-escuro-avermelhadas, espessas, de 8 a 9 mm

Ocorrência[editar | editar código-fonte]

Aspecto da planta com flores e frutos em Lavras da Mangabeira - CE

Piauí até a Bahia e o norte de Minas Gerais na caatinga, sendo endêmica neste bioma.

Ecologia[editar | editar código-fonte]

Geralmente ocorre em várzeas fluviais, associadas aos pereiros, e importante para a alimentação de abelhas nativas, pelo pólen fornecido durante a época de chuvas e na transição seca-chuva (onde ocorre a floração). Perde as folhas na estação seca.

Utilidades[editar | editar código-fonte]

  • Efeito cicatrizante em feridas
  • Planta ornamental
  • Usada no combate à erosão do solo
  • Cercas vivas em estradas
  • Polinização
  • Fabricação de tintas e sabões pelo óleo extraído das sementes

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

MAIA, G.N. Caatinga: árvores e arbustos e suas utilidades D&Z Computação Gráfica e Editora. São Paulo, 2004.