Praça da Liberdade (São Paulo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
As famosas feiras realizadas na região.

A Praça da Liberdade é uma praça da cidade de São Paulo, localizada no bairro de mesmo nome[1].

Histórico[editar | editar código-fonte]

O local era conhecido como Largo da Forca, tendo o nome alterado em alusão à abdicação ao trono feita por Pedro I do Brasil.

Quando ainda era conhecida por seu antigo nome, em 20 de setembro de 1821 ocorreu um dos enforcamentos mais famosos do local, quando o soldado Francisco José das Chagas (o Chaguinhas), preso e condenado a morte por participar de rebeliões que reivindicavam o pagamento de salários atrasados, foi executado. Sua execução ocorreu após duas tentativas de enforcamento, quando em ambas ocorreram o rompimento da corda. Após o segundo fracasso, o povo que assistia a execução aclamou pela clemência ao preso, mas as autoridades confirmaram a pena de modo cruel, executando Chaguinhas a pauladas. O caso comoveu muitos católicos, pois interpretaram como um sinal divino pela dupla falha da força e em sua honra, instalaram uma cruz que ficou conhecida como a "Santa Cruz dos Enforcados". Mais tarde, no local da cruz, foi construída a Capela de Santa Cruz das Almas dos Enforcados[2].

Até a chegada de imigrantes japoneses e chineses, abrigava bares e cinemas. Após a chegada dos imigrantes, o bairro da Liberdade foi customizado de acordo com a cultura de seus novos habitantes, inclusive a praça, que ganhou iluminação oriental, templos orientais e espaço para comemoração do Ano Novo Chinês. Aos finais de semana, ocorre a famosa feira de artesanato e culinária oriental.

Pontos de referências[editar | editar código-fonte]

Referências