Psitaleia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Psyttaleia)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Agosto de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Localização de Psitaleia

Psitaleia (em grego: Ψυττάλεια; transl.: Psyttáleia) é uma ilha inabitada no Golfo de Corinto, a 2,2 km ao sul da costa de Ceratsini, um subúrbio do Pirei, na Grécia. Abrange uma área de 0,375 km². A ilha abriga a maior instalação de tratamento de esgotos na Europa, com uma projecção de capacidade máxima diária de 750 toneladas de esgoto. A administração é parte do município do Pireu.

História[editar | editar código-fonte]

Durante a Batalha de Salamina, a ilha, localizada no estreito de Salamina, estava ocupada pelos persas. Aristides, o Justo, levou os soldados mais ardentes e aguerridos, em pequenos barcos, desembarcou na ilha, e lutou contra os bárbaros,[Nota 1] matando ou capturando todos. Dentre eles, foram capturados três filhos de Sandauce, irmã do rei, que foram enviados a Temístocles.[1]

Temístocles, obedecendo a algum oráculo, os sacrificou a Dionísio Omestes.[Nota 2] Aristides manteve a ilha cercada pelos seus hoplitas, para que nenhum aliado perecesse, e nenhum inimigo escapasse, já que a parte mais acirrada da batalha naval ocorria próxima da ilha.[2]

Notas e referências

Notas

  1. Para um grego, bárbaro era todo estrangeiro.
  2. Omestes, literalmente aquele que come carne crua; algumas vezes traduzido como Dionísio Carnívoro ou Dionísio Canibal.

Referências

  1. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Aristides, 9.1
  2. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Aristides, 9.2
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Grécia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.