Puxadinho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Puxadinho

Puxadinho é uma construção irregular (sem aprovação legal nos órgãos públicos), que se apresenta como uma extensão ou anexo em um imóvel.

Uma forma de construção informal através da qual a população de baixa renda resolve o problema de espaço sem investir muito em uma reforma completa ou na compra de um outro imóvel de maior tamanho.

Quando se torna necessário abrigar mais pessoas na casa ou atender a outras necessidades pontuais, faz-se um puxadinho, isto é, mais um cômodo (geralmente um quarto), em muitos casos feito sem preocupação estética com o acabamento - pois, geralmente, não se faz o reboco ou a pintura - mas apenas funcional, aumentar o imóvel.[1]

O puxadinho diferencia-se da edícula em função de esta normalmente possuir uma saída independente da casa principal e ser uma unidade habitacional autônoma. Este, ao contrário, não costuma ser autônomo em função de sua origem.

Cultura popular[editar | editar código-fonte]

A música de Zeca Pagodinho e Arlindo Cruz, O Feijão de Dona Nenem, ilustra a construção dos "puxadinhos", que muitas vezes são construídos em mutirão pela comunidade. É comum a construção de uma laje de espera para a edificação futura de um novo pavimento.[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Valéria Almeida (27 de junho de 2016). «Profissão Repórter mostra os brasileiros construtores de puxadinho». Globo 
  2. Zeca Pagodinho. «O Feijão de Dona Nenem». letras 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre arquitetura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.