Qualis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Qualis constitui-se num sistema brasileiro de avaliação de periódicos, mantido pela CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

Relaciona e classifica os veículos utilizados para a divulgação da produção intelectual dos programas de pós-graduação "stricto sensu" (mestrado e doutorado), quanto ao âmbito da circulação (local, nacional ou internacional) e à qualidade (A, B, C), por área de avaliação.

Estratos[editar | editar código-fonte]

A classificação possui atualização anual e segue uma série de critérios definidos pela CAPES, como número de exemplares circulantes, número de bases de dados em que está indexado, número de instituições que publicam na revista, etc.[1]

Os estratos estão divididos em 8 níveis, em ordem de qualidade. Estes são:
  • A1
  • A2
  • B1
  • B2
  • B3
  • B4
  • B5
  • C

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Críticas[editar | editar código-fonte]

  • Sergio Da Silva. "Going Parochial in the Assessment of the Brazilian Economics Research Output" Economics Bulletin 29.4 (2009): 2826-2846.
  • O novo Qualis, ou a tragédia anunciada. Rocha-e-Silva, Mauricio; Clinics (São Paulo), 64(1), 2009;


Referências

  1. Pontifícia Universidade Católica de Goiás - PUC Goiás (2014). "Qualis CAPES - Área de Educação". Consult. 20 de novembro de 2014. A classificação de periódicos é realizada pelas áreas de avaliação e passa por processo anual de atualização. Esses veículos são enquadrados em estratos indicativos da qualidade - A1, o mais elevado; A2; B1; B2; B3; B4; B5; C - com peso zero. 
Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.