Rapunzel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde janeiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rapunzel
Johnny Gruelle illustration - Rapunzel - Project Gutenberg etext 11027.jpg
Autor (es) Irmãos Grimm
País Alemanha
Género Literatura infantil, conto de fadas

Rapunzel é um famoso conto de fadas popular Alemão, recolhido pelos Irmãos Grimm e publicado pela primeira vez em 1812 e compilado no livro Contos para a Infância e para o Lar. A história dos Irmãos Grimm é uma adaptação do conto de fadas Persinette escrito por Charlotte-Rose de Caumont de La Force e foi publicado originalmente em 1698.

A história narra a vida de Rapunzel, uma jovem de longos cabelos da cor do ouro, aprisionada no alto de uma torre por uma bruxa vingativa. O ápice da história acontece quando um príncipe encontra a torre de Rapunzel e passa a encontrá-la secretamente.

A história[editar | editar código-fonte]

Era uma vez um casal sem filhos que queria muito uma criança, eram vizinhos de uma bruxa muito temida e poderosa. A esposa, ao fim da gravidez, sentiu um grande desejo por comer rapôncios, variedade de nabos que só cresciam no pomar da feiticeira. Por duas noites, o marido saiu e invadiu o pomar para saciar os desejos da esposa, mas na terceira noite, enquanto escalava a parede para retornar para casa, a bruxa aparece acusando-o de furto.

O homem implorou por misericórdia, e a velha mulher concordou em absolvê-lo desde que a criança lhe fosse entregue ao nascer. Desesperado, o homem concordou; uma linda menina nasceu, e foi entregue à bruxa, que nomeou-a Rapunzel (fazendo referência aos rapôncios que lhe foram roubados).

Quando Rapunzel alcançou doze anos, a bruxa trancafiou-a numa torre alta, sem portas ou escadas, com apenas uma janela no topo. Quando a bruxa queria subir a torre, mandava que Rapunzel estendesse suas tranças douradas, e ela colocava seu cabelo num gancho de modo que a bruxa pudesse subir por ele.

Um dia, um príncipe que cavalgava no bosque próximo ouviu Rapunzel cantando na torre. Extasiado pela voz, foi procurar a menina, e encontrou a torre, mas nenhuma porta. Foi retornando frequentemente, escutando a menina cantar, e um dia avistou uma visita da bruxa, assim aprendendo como subir a torre.

Rapunzel

Quando a bruxa foi embora, pediu que Rapunzel soltasse suas tranças e, ao subir, pediu-a em casamento. Rapunzel concordou. Juntos fizeram um plano: o príncipe viria cada noite (assim evitando a bruxa, que a visitava pelo dia), e trar-lhe-ia seda, que Rapunzel teceria gradualmente em uma escada. Antes que o plano desse certo, porém, Rapunzel tolamente delatou o príncipe. Rapunzel pergunta inocentemente porque seu vestido estava começando a ficar apertado em torno de sua barriga, revelando tudo para a bruxa (que soube que Rapunzel estava grávida, o que significava que um homem se encontrara com ela). Em edições subseqüentes, Rapunzel perguntou distraidamente por que era tão mais fácil levantar o príncipe do que a bruxa.

Na raiva, a bruxa cortou as madeixas de Rapunzel e lançou um feitiço, para que ela vivesse uma vida miserável em um deserto. Quando o príncipe chegou naquela noite, a bruxa deixou as tranças caírem para transportá-lo para cima. O príncipe percebeu horrorizado que Rapunzel não estava mais ali; a bruxa disse que nunca mais a veria e empurrou-o até os espinhos de baixo, que o cegaram.

Durante meses ele vagueou através das terras infrutíferas do reino, e Rapunzel mais tarde deu à luz duas crianças gémeas. Um dia, pondo-se a acalantar os filhos, começou a cantar com sua bela voz de sempre. O príncipe ouviu-a e encontrou-se com ela, deitando-se no seu colo para descansar da longa jornada. As lágrimas de felicidade de Rapunzel caíram sobre os olhos mortos do príncipe, curando-o da cegueira, e assim a família viveu feliz para sempre.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]