Reino da Judeia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Reino Hasmoneu de Israel)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)



Reino da Judeia
Reino Asmoneu da Judeia

Reino Cliente do Império Selêucida (140-116 a.C.) e da República Romana (63-37 a.C.). Reino Independente de 116 a.C. a 63 a.C.

Diodotus I of Bactria wearing the diadem.jpg
110 a.C. – 37 a.C. Menora Titus.jpg
Flag Brasão
Bandeira Brasão
Localização de Judeia
Continente Ásia
Capital Jerusalém
Língua oficial aramaico, grego koiné e hebraico
Governo Monarquia teocrática
Rei
 • 142 a.C. - 135 a.C. Simão Macabeu
 • 134 a.C. (110 a.C.) - 104 a.C. João Hircano
 • 67-63 (400 a.C.) Hircano II
História
 • 110 a.C. Fundação
 • 37 a.C. Dissolução

O Reino Asmoneu da Judeia foi um reino governado pela dinastia dos asmoneus que deteve o controle das regiões próximas e vizinhas da Judeia durante a Antiguidade Clássica. Entre os anos de 140 e 116 a.C., os asmoneus governaram a região da Judeia de maneira bastante autônoma em relação ao Império Selêucida.

Em 110 a.C., o Império Selêucida estava a beira do colapso. A dinastia dos asmoneus foi fundada e liderada inicialmente por Simão Macabeu. Duas décadas mais tarde o irmão de Simão, Judas Macabeu, derrotou as Tropas Selêucidas na Revolta dos Macabeus, segundo fontes referidas no Primeiro e Segundo Livro dos Macabeus, incluindo o primeiro livro da história da Guerra dos Judeus, escrito pelo historiador Flávio Josefo, logo após a bem sucedida invasão militar de Antíoco IV, rei do Egito Ptolomaico. Assim, os asmoneus declararam sua independência e expandiram seu território para as regiões de Galileia, Itureia, Petra, Idumeia e Samaria, autodeclarando-se basileus. Certos arqueólogos se referem a este período como o Reino Independente de Israel.

No ano de 63 a.C., o reino foi conquistado pela República Romana e então declarado estado cliente de Roma. A dinastia dos asmoneus permaneceu no governo por mais de 103 anos, até ser subtituída pela dinastia dos idumeus, com Antípatro (pai de Herodes), pai de Herodes, o Grande. Segundo Flávio Josefo, a legitimidade do reinado de Herodes o Grande era contestada, por ele ser um idumeu. Numa tentativa de obter essa legitimidade, ele casou-se com Mariamne, uma asmoneia filha do alto sacerdote do Templo. Ainda assim, ele vivia temeroso de uma revolta popular, razão pela qual teria construído, como refúgio, a fortaleza de Massada.

Etimologia dos Asmoneus[editar | editar código-fonte]

O título da Dinastia dos Asmoneus nasceu com o ancestral da família, Asamoneus ou Asmoneus (dito pelo antigo historiador judeu Flávio Josefo), que se diz ter sido o bisavô Matatias, mas além disto não se sabe mais nada. Outra ideia da origem remonta a vila de Cheshmon, que aparece no livro de Josué capítulo 15 verso 27.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um(a) historiador(a) é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.