Recreio (revista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Revista Recreio)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nota: Este artigo é sobre a revista. Para outras acepções, veja Recreio
Recreio
Editor Victor Civita
Equipe editorial Redatora chef: Maria Carolina Cristianini
Repórteres: Letícia Yasbek, Lucas Vasconcelos e Renato Lamanna (estagiário)
Designers: Gizele Agozzino e Tiago Barbosa da Silva
Frequência Mensal
Editora Editora Abril (1969-1981; 2000-2015; 2021-atual) Editora Caras (2015-2018)
Circulação Total: 509 999[1]
Categoria Infantil
País  Brasil
Idioma Língua portuguesa
Fundação 1969 (primeira versão)
2000 (segunda versão)
Primeira edição Maio de 1969 (primeira versão)
Março de 2000 (segunda versão)
Janeiro de 2021 (terceira versão)
Última edição 1981 (primeira versão)
2018 (segunda versão)
Website oficial da revista

A revista Recreio foi um periódico mensal (anteriormente semanal) da Editora Caras, anteriormente publicada pela Editora Abril, fundada por Victor Civita (1907-1990).[2][3] A Recreio tinha por objetivo divertir e educar as crianças e pré-adolescentes, público-alvo da publicação, trazendo curiosidades, quadrinhos, testes, piadas, etc.[4] Teve suas primeiras edições publicadas em maio de 1969, que foram contínuas até o ano de 1981.[5] Lançou e projetou autores infanto-juvenis como Ruth Rocha, Sonia Robatto, Ana Maria Machado, Izomar Camargo Guilherme, Edith Machado e ilustradores como Renato Canini, Brasilio Carlos Zoéga Machado da Luz, Izomar Camargo Guilherme, Waldyr Igayara de Souza, entre outros. Em 2000, retornou às bancas com outra filosofia e novos autores e experiências. A Abril fechou suas portas em 2014, quando a Editora Caras comprou a revista, e em março de 2018 ela foi descontinuada parando na edição 925, e nesse tempo a revista não ia mais ser semanal e sim mensal sobre uma nova diretriz.[6][7]

Brindes colecionáveis[editar | editar código-fonte]

A partir de março de 2000 (época em que a revista voltou a ser vendida) a revista Recreio começou a distribuir várias coleções grátis de brinde junto de suas revistas, sendo este um dos principais motivos de seu sucesso[8].

Já foram distribuídos brinquedos montáveis, revistas extras e até gibis junto das revistas. Inicialmente, as coleções eram mais educativas, ensinando as coisas de uma maneira bem divertida, mas com o tempo os brindes foram mudando o contexto, criando mais séries de ação e ficção do que educativas.

Os brindes e os gibis começaram a serem feitos a partir de Letronix e, desde então, a revista vinha seguindo este mesmo esquema. A partir de Letronix Nova Geração, os quadrinhos começaram a ser publicados dentro da revista e, a partir de Circomix Nova Geração, era feito um websódio online para o site da Recreio em animação flash a cada edição. No entanto, o site deixou de fazer websódios depois de Reino dos Dragões.

Em 2015, a Editora Abril transferiu a Revista Recreio e mais 9 revistas para a Editora Caras. Em setembro de 2018, foi anunciada sua descontinuação, após 18 anos. A última edição foi publicada em outubro.[6]

A revista já trouxe várias coleções, sendo elas:

  1. De Olho No Mundo (2000)
  2. Para Saber Mais (2000)
  3. Atlas Recreio (2001)
  4. Letronix (2001)
  5. Numerix (2001)
  6. MegaLetronix (2002)
  7. RockAnimal (2003)
  8. RockAnimal: A Ilha do Tesouro
  9. Circomix (2004)
  10. Dino Mania (2004)
  11. Robits (2005)
  12. MaxRobits (2005)
  13. FutLoucos (2005)
  14. Missão Totem (2006)
  15. Missão Totem: O Duelo Final (2006)
  16. Brincadeiras de Férias (2007)
  17. Barco do Terror (2007)
  18. Letronix Nova Geração (2007)
  19. DinoRock (2008)
  20. RockAnimal Nova Geração (2008)
  21. Cyberbots (2009)
  22. Circomix Nova Geração (2009)
  23. Galácticos (2010)
  24. Robits Nova Geração (2010)
  25. Megaferas (2011)
  26. Metamorfix (só para o Norte e Nordeste)
  27. Insectron (2011)
  28. Reino dos Dragões (2012)
  29. Desafio Alien (2012)
  30. Missão Mitologia (2013)
  31. Angry Birds (2013)
  32. Lenda Dos Samurais (2013)
  33. CyberDinos (2013)
  34. Angry Birds Rio 2 (2014)
  35. Ben 10 Omniverse (2014)
  36. Angry Birds Space (2015)
  37. Monster Club (2015)
  38. Tatoons Mania (2016)
  39. Papersauros Brasileiros (2016)
  40. Trash Pack (2017)
  41. História do Brasil (2017)
  42. Battle Scenes (2017)

Tiras[editar | editar código-fonte]

No final de cada revista, havia uma seção de tirinhas humorística com três tiras. Várias tiras americanas como Bichos, Garfield e Vovó Ganso já passaram por essa seção, mas a mais notável são as Animatiras Tuneba, desenhadas pelo cartunista brasileiro Jean Galvão, que também fez diversas ilustrações para toda a revista. Outras tirinhas brasileiras que destacam na revista foram Anabel (baseada no desenho animado da Nickelodeon) e Gordura. Teve também a E-Turma, que era sobre personagens que se relacionavam com a internet e as modernidades. As Cybertiras contavam com histórias sobre animais imaginários e sobre os melhores e mais legais e famosos personagens do mundo dos games, como o Super Mario, Sonic, Mega Man, Tetris, etc. Durante algum tempo, foram lançadas as tiras Gemini 8, Uma Família Fora de Órbita e Garoto Vivo, baseadas nas revistas que foram publicadas pela Abril Jovem durante algum tempo. E nos últimos anos, havia na revista as tiras Putz!, Super Elói e Gaturro.

As tiras vinham também em parceria com a Disney, além delas vinham-se histórias como Gaturro, um gato amarelo da América Latina; Mamãe Ganso, que contava com um cão que sempre aprontava uma com a sua dona, uma idosa; Os Bichos, que contava com uma turma de bichos fazendo piadas; Anabel, uma garota gótica que falava e brincava com monstros, o famoso cachorro Snoopy, que sempre pensava filosoficamente sobre as coisas ao seu redor; Meg, entre outras, que sempre davam risadas.

Site[editar | editar código-fonte]

Recreio Online era o nome do site oficial da revista Recreio. O site apresentava várias seções da revista como as coleções de brinquedos vendidas, jogos, vídeos, desenhos animados, piadas, matérias e atividades. Durante algum tempo, a revista chegou a animar os episódios de suas coleções em parceria com a Kazullo Studio para o seu site oficial. Nos últimos anos, o site mostrava apenas a foto da edição atual, e todas as outras páginas, como a de piadas e jogos, foram retiradas.

Referências

  1. «Tabela Geral de Circulação.». Consultado em 23 de fevereiro de 2009. Arquivado do original em 25 de agosto de 2004 
  2. «Assinaturas Revista Recreio | AssineAbril.com». www.assine.abril.com.br. Consultado em 27 de novembro de 2019 
  3. «Home Recreio». Recreio. Consultado em 27 de novembro de 2019 
  4. Furtado, Thaís Helena (12 de fevereiro de 2016). «O jornalismo infantil revistativo da Recreio». Vozes e Diálogo. 14 (02). ISSN 2237-4531. doi:10.14210/vd.v14n02.p%p 
  5. «Folha de S.Paulo - Memória: "Recreio" faz 30 anos em maio - 23/04/1999». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 27 de novembro de 2019 
  6. a b «Revista Recreio é descontinuada». Consultado em 27 de novembro de 2019 
  7. «9 coisas que deixarão qualquer leitor nostálgico». Blog da TAG. 11 de maio de 2018. Consultado em 27 de novembro de 2019 
  8. «Recreio, uma revista brinquedo.». www.grim.ufc.br. Consultado em 27 de novembro de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]