Ronnie O'Sullivan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ronnie O'Sullivan
Ronnie O'Sullivan no torneio German Masters de 2012
Data de nasc. 5 de dezembro de 1975 (45 anos)
Local de nasc. Wordsley, West Midlands
Nacionalidade Inglês
Alcunha(s) The Rocket
The Esseocet
Profissional 1992 -
Prize money £11.989.155 [1]
Break mais alto 147 (15 vezes)
Tacadas centenárias 1107 (à data de 23/3/2021)
Campeão do Mundo 2001, 2004, 2008, 2012, 2013, 2020
Classificações no ranking
Class. máxima 1
Class. atual 3 (à data de 4/5/2021)

Ronald Antonio O'Sullivan, mais conhecido como Ronnie O'Sullivan (Wordsley, 5 de dezembro de 1975) é um jogador profissional de snooker, seis vezes campeão do mundo. Seu jogo rápido lhe rendeu a alcunha de "The Rocket" (o foguete) e tornou-o no mais popular dos jogadores da atualidade.[2] É considerado, pela comunidade deste desporto, o melhor jogador de snooker de todos os tempos.

O'Sullivan começou a sua carreira bastante jovem. Atingiu sua primeira centena de pontos aos 10 anos, conseguindo a marca de 117: conseguiu o seu primeiro break máximo de 147 aos 15; tornou-se profissional aos 16 anos, em 1992. Venceu o Campeonato Britânico de Snooker de 1993 aos 17 anos, marcando o início de uma carreira bem sucedida no desporto, sendo o jogador mais jovem a vencer um torneio a contar para o ranking.

Naturalmente talentoso, porém temperamental, O'Sullivan veio do mesmo molde que fez surgir Alex Higgins e Jimmy White.

A vida de O'Sullivan tem sido bem atribulada e é alvo de interesse pela mídia. Por exemplo, seu pai cumpriu prisão por homicídio, preso em 1992 foi solto 17 anos depois. O'Sullivan ainda sofre de depressão e muitas vezes luta consigo mesmo, e um título em 1996 ganho contra Ken Doherty (o Benson & Hedges Irish Masters) foi-lhe retirado porque foi encontrada marijuana num teste de despistagem de drogas.[3]

Sua carreira consequentemente tem passado por dificuldades intercaladas com êxitos estrondosos. O'Sullivan também não possui boas relações com a mídia, com alguns de seus comentários sendo considerados deselegantes. Em 2004, o pai de O'Sullivan chamou o jogador mestre da década de 1970 e seis vezes campeão mundial Ray Reardon e pediu que ele desse alguns conselhos a O'Sullivan. Com este apoio, O'Sullivan veio ao topo e venceu o campeonato mundial nesse ano.

O'Sullivan é único entre os atuais jogadores de topo do ranking de snooker profissional que pode jogar tanto com a mão direita quanto com a mão esquerda - algumas vezes alternando entre as duas na mesma jogada. Quando ele fez isto pela primeira vez no campeonato mundial jogando contra Alain Robidoux, o jogador do Canadá acusou-o de desrespeito. O'Sullivan respondeu que ele jogava melhor com sua mão esquerda do que Robidoux com sua mão direita.

Ele também foi responsável pela limpeza de mesa mais rápida do campeonato mundial (147) contra o jogador Mick Price em 21 de Abril de 1997; completou a limpeza em 5 minutos e 20 segundos - uma média de um disparo a cada 9 segundos. Com efeito, os seus quinze breaks máximos incluem os cinco mais rápidos. Três desses breaks foram conseguidos em partidas de campeonatos do mundo.

O'Sullivan possui o recorde de 1107 tacadas centenárias (à data de 4 de maio de 2021), superando Stephen Hendry nesta estatística.[4][5]

The Rocket consquistou a tacada número mil com um break de 134 pontos no último frame da final do Players Championship de 2019, frente a Neil Robertson, na qual ganhou 10-4. A título de curiosidade, a bola da tacada centenária foi embolsada de mão esquerda.

O clube-casa de O'Sullivan é o Grove Snooker Centre, situado em Romford, em East London.

Após ter falhado em defender seu título do World Championships de 2004, perdendo nos quartos-de-final para uma performance excecionalmente determinada e persistente de Peter Ebdon (com muitos observadores acusando Ebdon de jogo lento), ele disse à imprensa que provavelmente não iria competir na temporada seguinte. Todavia, regressou.

Na época de 2014 o ranking mundial de snooker começou a ser atribuído perante o prize money arrecadado pelos jogadores em torneios.

Em 2014 Ronnie O'Sullivan venceu novamente o UK Championship frente a Judd Trump num jogo memorável, quando foi apenas na negra que conseguiu vencer 10-9, ao fim de quase cinco horas de jogo. Na segunda prova mais importante do circuito mundial, The Rocket esteve a vencer por 5-1 e depois por 9-4, mas viu o adversário ganhar cinco frames seguidos, colocando o marcador em 9-9. No último frame, O'Sullivan começou por fazer um break de 20, mas Trump só conseguiu responder com 14, arrancando The Rocket para a vitória com um break de 51. "Foi o jogo mais difícil da minha carreira", afirmou no fim O'Sullivan, depois de ter embolsado um total de 245 mil euros (190 mil pela vitória na final e 55 mil pelo break de 147 nos quartos de final).

Aos 39 anos, O'Sullivan ganhou em York (norte de Inglaterra) o quinto UK Championship da carreira e recentemente levantou o troféu Steve Davis no Dafabet English Open e o Labrokes Players Championship.

Com este sétimo título do UK Championship, ultrapassa Steve Davis (6) como o mais titulado jogador da prova, e Stephen Hendry como o jogador com mais títulos conquistados em provas da Triple Crown (World Championship, UK Championship e Masters), totalizando uns incríveis 19 troféus.

Com a vitória no Tour Championship 2019 soma agora um total de 36 vitórias em majors. Na história do snooker, ele ultrapassa Steve Davis (28) e empata com Stephen Hendry.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Para o ranking mundial

Outros Títulos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Ganhos na carreira». 25 de março de 2019 
  2. "White stuns O'Sullivan", BBC Sport,[8 de fevereiro de 2001.
  3. "Bad Boys: Ronnie O'Sullivan", BBC News, 7 May 2003. URL accessed on 15 June 2006.
  4. "Player Profile - Ronnie O'Sullivan", World Snooker. Acesso 28 de novembro, 2019.
  5. "Chris Turner's Snooker Archive: Snooker's Top Century Makers Arquivado em 10 de fevereiro de 2013, no Wayback Machine.", CTSA, 30 de Abril, 2007. Acesso 30 de Abril, 2007

Ligações externas[editar | editar código-fonte]